Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Concurso Governo de Rondônia - SEGEP/SEPOG

Governo de Rondônia oferta 80 vagas para futuros servidores de níveis médio e superior, com vencimentos de até R$ 7.173,80.

Publicado em Comunicar erro

O Governo do Estado de Rondônia, por meio da Superintendência de Gestão de Pessoas (SEGEP), está promovendo o concurso público, regido pelo edital nº 147/CGP/SEGEP/2017, sob a responsabilidade da Fundação Getulio Vargas (FGV). A oferta é de 80 vagas para cargos efetivos e constituição de cadastro de reserva, com previsão de vencimentos iniciais que podem chegar a R$ 7.173,80, mais benefícios legalmente aplicáveis.

Os servidores que forem efetivados a partir da aprovação neste concurso irão ingressar no quadro de pessoal civil permanente do Governo do Estado. Os cargos disponíveis são: Técnico em Políticas Públicas e Gestão Governamental, Técnico em Tecnologia da Informação e Comunicação, Analista de Planejamento e Finanças, Especialista em Gestão Pública e Gestão Governamental e Analista em Tecnologia da Informação e Comunicação.

Apostilas SEGEP/SEPOG/RO: TÉCNICO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL - ANALISTA DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS/ESPECIALISTA EM GESTÃO PÚBLICA E GESTÃO GOVERNAMENTAL/ANALISTA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (COMUM A TODOS)

Inscrição

Para efetuar sua inscrição, o interessado deverá acessar exclusivamente o site da FGV: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/segep-ro, a partir de 7 de agosto até 6 de setembro de 2017. A taxa de inscrição é de R$ 78,00 ou R$ 100,00.

Prova

Este certame será constituído de prova objetiva, avaliação de títulos e de curso de formação, conforme o cargo disputado. A aplicação da prova objetiva está prevista para o dia 22 de outubro de 2017, nas cidades de Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal, Guajará-Mirim e Vilhena, em horários a serem divulgados no endereço eletrônico da FGV. O curso de formação será realizado na cidade de Porto Velho.

Validade

O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogados por igual período a critério da Administração Pública Estadual.

***

Dicas para as provas SEPOG/RO: Administração de conflitos: trabalho em equipe e liderança


Começando pelo tema do Trabalho em Equipe, é fato que em todas as organizações esta modalidade de convivência é a mais acertada. Afinal de contas, o desenvolvimento pessoal, profissional e a maximização dos resultados de uma empresa ou de um órgão público somente poderão ser alcançados se no grupo de pessoas prevalecer o tão popular "espírito de equipe".

Mas cuidado para não confundir "Grupo" com "Equipe", pois são concepções diferentes: uma equipe é algo mais evoluído do que um simples agrupamento de pessoas. Estar em grupo não significa que existirá interação, mas estar trabalhando em equipe irá requerer de todos uma interação de forma assertiva, produtiva e proativa. Numa equipe, o que importa é a soma dos talentos individuais e não o destacamento de uma só pessoa, ainda que ela seja reconhecida como líder...

Ademais, numa equipe os componentes têm a consciência de que é preciso lidar de forma positiva com as diferenças, atingindo assim um alto nível de desempenho. Não é tarefa fácil desenvolver Equipes, pois isto envolve o processo de aprendizagem – é preciso aprender para “saber ser”. Mas toda empresa privada ou pública, bem como todo órgão, entidade, fundação de certa forma investe sempre no processo de formar boas equipes de trabalho.

Percebe-se, portanto, que as corporações em geral prescindem do trabalho em equipe. Cabe então a todos – profissionais, líderes e empresa/órgão - terem certas atitudes que são condições básicas para que o desenvolvimento de uma equipe seja efetivo.

O profissional (empregado, servidor público, comissionado, REDA etc) deve ter predisposição para a colaboração, para a integração com os demais, para lidar com as diferenças pessoais positivamente, para estabelecer relações de confiança e para o processo de desenvolvimento contínuo. Ao líder, por sua vez, é necessário o desenvolvimento de sólidas competências que o façam alcançar resultados verdadeiramente produtivos junto à sua equipe. Para tanto, o líder deve:

- Gostar e saber lidar com pessoas – conhecê-las, respeitá-las, envolvê-las e motivá-las;

- Ser um comunicador competente;

- Saber estabelecer relações de confiança;

- Ter um canal de comunicação aberto e bilateral – ouvir seus colaboradores;

- Não fragmentar informações desnecessariamente apenas para se “manter no controle”;

- Não estimular a competitividade "absurda";

- Ensinar sua equipe a lidar com os erros e sempre reconhecer os acertos de seus colaboradores.

Com isto, queremos dizer que cabe ao líder um alto nível de capacidade para gerenciar e liderar seres humanos. Para isso a liderança deve possuir uma grande dose de predisposição para aprender e, portanto, para saber ser. Deve haver uma grande disposição para o aprendizado contínuo.

O desenvolvimento de equipes, portanto, sempre irá envolver a habilidade para lidar com o complexo sistema do comportamento humano. Sem isto, dificilmente os resultados tão desejados serão atingidos. Uma equipe é como um sistema/organismo vivo, composta de partes interdependentes. Se uma delas estiver “doente”, ou a interação entre elas estiver com problemas, o organismo como um todo, sofre. A liderança tem como uma de suas missões mais importantes, desenvolver na empresa o espírito de equipe.

Saiba mais nas Apostilas para os cargos da SEPOG - RO

Concursos RelacionadosVagas
MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Médico veterinário300
Prefeitura de CacaulândiaTodos os níveis de escolaridade8
Prefeitura de Monte Negro Níveis Médio e Superior7
Prefeitura de TheobromaAssistente social e Psicólogo2
Veja todos » Concursos Abertos