Processo seletivo Prefeitura de Candelária - RS

Prefeitura de Candelária, no Rio Grande do Sul, oferece várias vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade.

A Prefeitura de Candelária, no estado do Rio Grande do Sul, publicou o edital nº 070/2018 referente ao seu processo seletivo simplificado nº 008/2018 que tem o objetivo de formar cadastro reserva para oito cargos diferentes de varios níveis de escolaridade.

Vagas

  • Cargo de nível fundamental: Facilitador de Oficina de Artesanato Geral;
  • Cargos de nível médio: Entrevistador Social do SUAS e Orientador Social;
  • Cargos de nível superior: Advogado do CREAS, Assistente Social do SUAS, Assistente Social da Habitação, Psicólogo do SUAS e Facilitador de Oficina de Atividade Física, Lazer e Recreação (graduado em Educação Física).

A remuneração para os cargos será de:

  • R$ 1.000,00 para Facilitador de Oficina de Artesanato Geral;
  • R$ 1.694,42 para Facilitador de Oficina de Atividade Física, Lazer e Recreação e Orientador Social;
  • R$ 1.940,15 para Entrevistador Social do SUAS;
  • R$ 3.418,23 para os demais cargos.

A jornada de trabalho semanal será de 20 horas para Facilitador de Oficina (de nível fundamental e nível superior) e de 40 horas para os demais cargos.

Inscrições

As inscrições serão realizadas a partir das 8h30 do dia 15 de outubro até às 16 horas do dia 22 de outubro de 2018, através do endereço eletrônico www.candelaria.rs.gov.br.

Após o preenchimento do formulário eletrônico o candidato deverá entregar presencialmente em um envelope identificado com o nome do candidato, número de inscrição e função a qual pretende desempenhar na Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, que fica na rua Pinheiro Machado, nº 463, no centro de Candelária - RS, das 08 às 11 horas e das 13h30 às 16h30.

Neste envelope o candidato irá colocar seu curriculum vitae para concorrer na prova de títulos, juntamente com todos os certificados que comprovem as informações ali contidas.

Provas

Este processo seletivo será composto por análise curricular, valendo até 50 pontos. Nesta prova serão avaliados os cursos realizados pelo candidato e a sua experiência profissional.

Em caso de empate em relação às notas recebidas por dois ou mais candidatos, terá preferência o candidato de idade mais avançada, dentre aqueles com idade igual ou superior a 60 anos. Persistindo o empate, será realizado sorteio em ato público.

Validade

O prazo de validade do presente processo seletivo será de dois anos, prorrogável uma única vez, por igual período.

Edital

Para demais informações sobre este processo seletivo como pontuação na prova para cada um dos cargos em disputa, modelo de currículo, cronograma e demais formulários, consulte o edital publicado no site da Prefeitura de Candelária - RS.

Atribuições dos cargos

Advogado do CREAS:

  • Acompanhamento especializado e oferta de informações e orientações junto com as famílias/indivíduos;
  • Atendimento familiar, individual e em grupo; 
  • Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial;
  • Orientação jurídico-social; 
  • Alimentação de registros e sistemas de informação sobre ações desenvolvidas.

Assistente Social do SUAS:

  • Planejamento e implementação dos serviços socioassistenciais, de acordo com as características do território de abrangência do CRAS/CREAS e Gestão; 
  • Mediação de grupos de famílias; 
  • Realização de atendimentos particularizados e visitas domiciliares às famílias; 
  • Elaboração, junto com as famílias/indivíduos, do Plano de Acompanhamento Individual e/ou Familiar;
  • Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; 
  • Apoio técnico aos profissionais responsáveis pelo serviço de convivência e fortalecimento de vínculos; 
  • Acompanhamento de famílias encaminhadas pelos serviços de convivência;
  • Acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades do Programa Bolsa Família; 
  • Realização de encaminhamento para a rede socioassistencial;
  • Coordenar a identificação das famílias que compõem o público do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal;
  • Ações de averiguação e fiscalização do Programa Bolsa Família; 
  • Identificar as famílias com perfil para acesso à renda.

Assistente Social da Habitação:

  • Acolhida, escuta qualificada, acompanhamento especializado, oferta de informações e realização de encaminhamentos às famílias; 
  • Realização de atendimentos particularizados e visitas domiciliares às famílias; 
  • Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território;
  • Mobilizar e divulgar amplamente os projetos sociais na localidade onde são desenvolvidos;
  • Proceder o cadastro das pessoas de acordo com as condicionalidades do programa; 
  • Avaliar e selecionar aquelas famílias que cumpram as condições do projeto;
  • Realizar reuniões com os contemplados; 
  • Recolher documentação; 
  • Investigar a veracidade das condicionalidades; 
  • Esclarecer sobre a importância da casa própria e que a mesma não pode ser vendida; 
  • Acompanhamento da construção das casas junto ao Gestor Municipal, engenheiros e todos os envolvidos com a construção;
  • Entrega das casa aos beneficiários.

Psicólogo do SUAS:

  • Mediação de grupos de famílias; 
  • Realização de atendimentos particularizados e visitas domiciliares às famílias; 
  • Desenvolvimento de projetos que visam prevenir aumento de incidência de situações de risco; 
  • Acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades;
  • Acompanhamento especializado, por meio de atendimentos familiar, individuais e em grupo; 
  • Participar da oferta do serviço de proteção básica no domicílio para famílias com presença de pessoas com deficiência ou idosos que dele necessitem;
  • Identificação de situações de vulnerabilidade e risco social nas localidades atendidas por equipe volante do CRAS;
  • Elaboração do Projeto Político Pedagógico do serviço; 
  • Acompanhamento psicossocial dos usuários do Abrigo Institucional Municipal e suas respectivas famílias;
  • Capacitação e acompanhamento dos cuidadores sociais;
  • Mediação, em parceria com o cuidador social de referência, do processo de aproximação e fortalecimento ou construção do vínculo com a família de origem ou adotiva, quando for o caso.

Entrevistador Social do SUAS:

  • Operar sistemas de informações e aplicativos do Sistema Nacional de Informação do Sistema Único de Assistência Social – Rede SUAS, do Sistema do Cadastro Único;
  • Orientação e encaminhamento dos usuários relativos a cadastros, serviços, programas, projetos, benefícios, transferência de renda e demais políticas públicas; 
  • Realizar entrevistas com usuários para inserção de dados no Cadastro Único;
  • Registrar, transcrever e digitar informações, operando computadores e/ou formulários do Cadastro Único e Programas sociais; 
  • Realizar visitas domiciliares;
  • Manter atualizadas as informações registradas no Cadastro Único e demais cadastros.

Orientador Social:

  • Desenvolver atividades socioeducativas e de convivência e socialização visando à atenção, defesa e garantia de direitos e proteção aos indivíduos e famílias em situações de vulnerabilidade;
  • Assegurar a participação social dos usuários em todas as etapas do trabalho social; 
  • Apoiar e desenvolver atividades de abordagem social;
  • Recepção dos usuários possibilitando ambiência acolhedora;
  • Organizar, facilitar oficinas e desenvolver atividades individuais e coletivas de vivência nas unidades;
  • Apoiar na orientação, informação, encaminhamentos e acesso a serviços, programas, projetos, benefícios, transferência de renda, ao mundo do trabalho por meio de articulação com políticas afetas ao trabalho e ao emprego;
  • Apoiar na articulação com a rede de serviços socioassistenciais e políticas públicas; 
  • Informar e encaminhar famílias e indivíduos sobre as possibilidades de acesso e participação em cursos de formação e qualificação profissional.

Facilitador de Oficina de Artesanato Geral:

  • Planejar e executar oficinas; 
  • Orientar na estética, composição de cores e texturas e no manuseio e conservação dos materiais; 
  • Orientar os alunos no processo de criação à partir de observações da realidade, desenvolvendo conceitos com a prática artística; 
  • Visar a qualidade do trabalho e desenvolvimento da criatividade e técnicas diversas com materiais recicláveis; 
  • Promover a inclusão de pessoas com deficiência.

Facilitador de Oficina de Atividade Física, Lazer e Recreação:

  • Planejar e executar oficinas; 
  • Promover a inclusão de pessoas com deficiência; 
  • Avaliar e encaminhar mensalmente ao coordenador/equipe de referência relatório das atividades desenvolvidas; 
  • Participar de reuniões, capacitações, seminários; 
  • Estimular e desenvolver potencial criativo de crianças, adolescentes, adultos e idosos, aplicando técnicas esportivas e recreativas, visando auxiliar a criança a desenvolver a coordenação motora; 
  • Orientar as crianças no que se refere a higiene pessoal; 
  • Planejar, executar e avaliar o acompanhamento físico das crianças, adolescentes, adultos e idosos atendidos.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Candelária diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
CREMERSMédico e Médico fiscal1
IBGEAnalista censitário400
UFFSNíveis Médio e Superior15
CAIXAEstagiárioVárias
Câmara de Dom FelicianoAgente administrativo1
Câmara de Estância VelhaTécnico em informática1
Câmara de Três PassosNível Superior1
CRO RSNíveis Médio e Superior180
FHGV - Sapucaia do SulNível SuperiorVárias
FHGV - TramandaíNíveis Médio e SuperiorVárias
Veja todos » Concursos Abertos