Prefeitura de Apiúna (SC) promove processo seletivo

Em Santa Catarina, Prefeitura de Apiúna abre seletivo com oportunidades para nível médio e superior. Vencimentos podem chegar a R$ 11.127,88.

A Prefeitura de Apiúna, no Estado de Santa Catarina, tornou público o edital nº 05/2018, o qual estabelece normas para a realização de processo seletivo, visando o provimento de empregos públicos, em caráter temporário.

Empregos

As oportunidades são para os seguintes empregos: Médico Geral Comunitário - ESF; e Agente Comunitário de Saúde (01 vaga).

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais para ambos os empregos, com vencimentos de R$ 998,63 e R$ 11.127,88.

Inscrição 

As inscrições serão aceitas exclusivamente via Internet, no período de 12 a 27 de setembro de 2018, no endereço eletrônico: www.nbsprovas.com.br.

Haverá cobrança de taxa de inscrição no valor de:

  • R$ 50,00 para emprego de nível médio;
  • R$ 80,00 para emprego de nível superior.

Poderão solicitar isenção de taxa de inscrição os candidatos doadores de sangue e doadores de medula óssea.

Prova 

Os inscritos serão avaliados por meio de Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, composta por 25 questões de múltipla escolha de Português, Matemática, Conhecimentos Específicos, Conhecimentos Gerais e Atualidades, aplicada para todos os empregos.

A aplicação da Prova está prevista para o dia 14 de outubro de 2018, com locais e horários a serem divulgadas posteriormente por meio do site da organizadora.

Validade 

O processo seletivo em questão terá validade de um ano, contado a partir da publicação da homologação do resultado e da classificação final, havendo possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período, uma única vez.

Edital

O edital contendo todas as informações acerca do processo seletivo, foi publicado e pode ser acessado através do site da organizadora: NBS Provas.

Atribuições 

  • Médico Comunitário - ESF: Atender todos os componentes das famílias, independente de sexo e idade, comprometendo-se com a pessoa, inserido em seu contexto biopsicossocial; sua atuação ultrapassa os problemas de saúde rigorosamente definidos; seu trabalho e compromisso envolve ações que serão realizadas enquanto os indivíduos ainda estão saudáveis, sendo atribuições básicas: prestar assistência integral aos indivíduos sob sua responsabilidade; valorizar a relação médico-paciente e médico-família, como parte de um processo terapêutico e de confiança; oportunizar os contatos com indivíduos sadios ou doentes, visando abordar aspectos preventivos e de educação sanitária; empenhar-se em manter seus clientes saudáveis, quer venham às consultas ou não; executar ações básicas de vigilância epidemiológica e sanitária em sua área de abrangência; executar ações de assistência nas áreas de atenção à criança, ao adolescente, à mulher, ao trabalhador, ao adulto e ao idoso, realizando também atendimento de primeiros cuidados nas urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais; promover a qualidade de vida e contribuir para que o meio ambiente seja mais saudável; discutir de forma permanente, junto a equipe de trabalho e comunidade, o conceito de cidadania, enfatizando os direitos à saúde e as bases legais que os legitimam; participar de processo de programação e planejamento das ações e de organização do processo de trabalho das Unidades de Saúde da Família.
  • Agente Comunitário de Saúde: Desenvolver ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à US, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade, sempre sob a supervisão do gestor municipal. Trabalhar com adscrição de famílias em base geográfica definida, a micro área. Estar em contato permanente com as famílias desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde e a prevenção das doenças, de acordo com o planejamento da equipe. Cadastrar todas as pessoas de sua micro área e manter os cadastros atualizados. Orientar famílias quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis. Desenvolver atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e de agravos, e de vigilância à saúde, por meio de visitas domiciliares e de ações educativas individuais e coletivas nos domicílios e na comunidade, mantendo a equipe informada, principalmente a respeito daquelas em situação de risco. Acompanhar, por meio de visita domiciliar, todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade, de acordo com as necessidades definidas pela equipe.  

Compartilhe