Concursos Prefeitura de São Bernardo do Campo - SP

São ofertadas mais de 750 vagas para cargos de níveis médio e superior, com vencimentos que variam entre R$ 1.722,95 e R$ 9.611,41.

Em São Paulo, a Prefeitura de São Bernardo do Campo divulgou quatro novos editais de concursos públicos destinados a contratar novos profissionais de níveis médio e superior, para atendimento das necessidades do município. Os certames estão sendo executados sob a condução da Fundação VUNESP.

Cargos

Ao todo são ofertadas 752 vagas (5% reservadas aos candidatos com deficiência), distribuídas para os seguintes cargos:

  • Edital nº 02/2018: Procurador I.
  • Edital nº 03/2018: Analista de Transportes, Auxiliar de Serviços de Agrimensura, Oficial Administrativo I, Agente Contábil I, Agente de Controladoria I, Agente de Tesouraria I, Analista Tributário Financeiro I, Arquiteto, Assistente Jurídico, Assistente Social, Contador I, Desenhista, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Fiscal de Cadastro Tributário I, Fiscal I, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Geólogo, Psicólogo, Técnico em Agrimensura, Técnico em Licitações, Técnico em Meio Ambiente e Terapeuta Ocupacional.
  • Edital nº 04/2018: Guarda Civil Municipal – 3ª Classe (Feminino) e Guarda Civil Municipal – 3ª Classe (Masculino).
  • Edital nº 05/2018: Professor I de Educação Básica; Coordenador Pedagógico; Diretor Escolar; Orientador Pedagógico; Professor de Educação Especial - Audiocomunicação; Professor de Educação Especial - Deficiência Intelectual/Mental; Professor de Educação Especial - Deficiência Visual; Professor II de Educação Básica - Arte; e Professor II de Educação Básica - Educação Física.

Os profissionais aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de até 40 horas semanais, com vencimentos que variam entre R$ 1.722,95 e R$ 9.611,41, além de fazer jus aos benefícios descritos nos editais.

Inscrições

As inscrições estarão abertas no período de 06 a 26 de junho de 2018 e os interessados deverão efetuá-las via internet, pelo site www.vunesp.com.br. Os valores cobrados como taxa de inscrição são de R$ 56,50 ou R$ 82,20.

Provas, validade

De acordo com os editais, os certames consistirão de provas objetivas para todos os cargos, com previsão de que sejam aplicadas no dia 26 de agosto de 2018, em locais informados posteriormente. Para alguns cargos haverá ainda prova prático-profissional, prova de títulos, Avaliação Psicológica, Curso de Formação ou prova de aptidão física.

Os concursos serão válidos por dois anos, havendo a possibilidade de prorrogação por igual período, a critério da administração municipal.

Editais:

***

Dicas para as provas da Educação de S. B. do Campo: Conhecimentos sobre o Currículo Escolar

Currículo: planejamento, seleção, contextualização e organização dos conteúdos; o trabalho por projetos

O Planejamento Curricular visa orientar o trabalho do docente na prática pedagógica na sala de aula, abrangendo o planejamento das experiências vivenciadas pelos alunos em uma escola. Assim, o planejamento é o processo de tomada de decisões sobre a dinâmica da ação escolar.

Entretanto, o modo de planejar constitui-se de uma ferramenta que ensina a ação educativa na escola, pois a maior preocupação é com a proposta geral das experiências de aprendizagem que a escola possa promover ao discente, através dos diversos componentes curriculares.

Cada instituição tem por dever de elaborar o planejamento curricular, incorporando os componentes escolares que, direta ou indiretamente, fazem parte do processo educativo, como diretor, supervisor pedagógico, orientador educacional e professores. Estes, juntos definirão os objetivos, o conteúdo básico e esquematizarão os métodos e as estratégias de avaliação.

A contextualização dos conteúdos permite levar para sala de aula questões presentes no cotidiano do discente, possibilitando melhorar o processo de ensino e aprendizagem do mesmo. Entretanto, ao selecionar e organizar os conteúdos de ensino de uma aula o professor deve levar em consideração a realidade vivenciada pelos alunos.

Os conteúdos constituem-se de um elemento de mediação no processo de ensino, pois permitem ao discente através da assimilação o conhecimento histórico, cientifico, cultural acerca do mundo e possibilitam ainda a construção de convicções e conceitos.

Os conteúdos de ensino devem ser vistos como uma relação entre os seus componentes, matéria, ensino e o conhecimento que cada aluno já traz consigo. Pois não basta apenas a seleção e organização lógica dos conteúdos para transmiti-los. Os conteúdos devem incluir elementos da vivência prática dos alunos para torná-los mais significativos, mais vivos, mais vitais, de modo que eles possam assimilá-los de forma ativa e consciente.

O trabalho com projetos traz uma nova perspectiva para compreender o processo ensino aprendizagem. Permite situar-se como uma proposta de intervenção pedagógica que dá à atividade de aprender um novo sentido, em que as necessidades de aprendizagem afloram na tentativa de se resolver situações problemas. O projeto provoca situações de aprendizagem, ao mesmo tempo reais e diversificadas.

Currículo e cultura: visão interdisciplinar e transversal do conhecimento

Conforme a Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996, “os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela. ”

O currículo escolar é um espaço de produção e de política cultural, em que os materiais existentes operam como matéria prima de criação, recriação e, acima de tudo, de contestação e transgressão. Nestas circunstâncias, o currículo possui um papel bem definido, como ambientes de discussões ideológicas onde sucedem conflitos nas áreas da política, social e cultural.

A cultura na escola possui um sentido a mais do que ser simplesmente uma discussão de conteúdos na elaboração do currículo escolar. Portanto, a diversidade cultural na escola tem se tornado uma barreira que precisa ser ultrapassada através da implantação de uma cultura precisa.

O currículo escolar e a construção do conhecimento

Currículo escolar nada mais é que a distribuição dos conteúdos a serem estudados e das atividades a serem executadas pelos estudantes em todo o seu percurso pelo ensino básico.  O currículo escolar incorpora discussões sobre os conhecimentos escolares, sobre os procedimentos e as relações sociais que conformam o cenário em que os conhecimentos se ensinam e se aprendem, sobre as transformações que desejamos efetuar nos alunos (as), sobre os valores que almejamos incluir e sobre as identidades que pretendemos construir.

O Currículo escolar associa-se, ao conjunto de esforços pedagógicos desenvolvidos com intenções educativas. E, por inúmeras vezes, discrimina as origens culturais dos discentes ao impor que a educação comum seja homogeneizadora, dificultando assim, a criação de oportunidades educativas igualitária a todos.

Desta forma, é necessário que a escola realize uma avaliação dos pressupostos, com o objetivo de relacionar conteúdo do ensino, com a realidade e valores vivenciados no cotidiano do aluno. Assim, haverá participação igualitária e aprendizagem efetiva, além de ser atendida a diversidade cultural que a escola acolhe.

Saiba mais nasApostilas para todos os cargos da Prefeitura de São Bernardo do Campo/SP

Compartilhe

Comentários