Concurso Fundação Santo André (FSA) - SP

Ofertadas diversas vagas de níveis médio e superior no novo concurso Fundação Santo André (FSA) - SP (edital 04/2019). Remuneração de até R$ 4.038,99.

Grande oportunidade em Santo André, São Paulo! A Fundação Santo André - FSA - divulgou o edital n.º 04/2019 para a contratação de 36 novos funcionários. O concurso Fundação Santo André (FSA) - SP está sob os cuidados do IBFC, veja os detalhes na sequência.

Veja os cargos disponíveis

Advogado, Analista Administrativo de Contratos e Convênios, Analista Contábil, Analista de Compras, Analista de Sistemas I, Assistente Administrativo de Contratos e Convênios, Auditor Financeiro, Secretário Executivo, Auxiliar de Administração I, Auxiliar de Almoxarifado, Auxiliar de Compras, Auxiliar de Recursos Humanos, Auxiliar Financeiro I, Operador de Máquina Copiadora, Técnico em Laboratório de Ciências Naturais, Técnico em Manutenção Mecatrônica, Vigilante Patrimonial e Web Designer.

Apostilas FSA - AUXILIAR DE RECURSOS HUMANOS -- AUXILIAR DE: ADM I, ALMOXARIFADO, COMPRAS E OP. DE MÁQUINA COPIADORA

Inscrições

As inscrições para o concurso Fundação Santo André serão realizadas pelo site IBFC (www.ibfc.org.br) das 09h de 01 até 23h59min do dia 29 de abril de 2019.

O valor a ser pago como taxa de inscrição varia de R$ 70,00 a R$ 150,00.

Provas concurso Fundação Santo André (FSA) - SP

Este concurso público será composto de provas objetivas (todos), prova discursiva (Advogado), teste de aptidão física (para o cargo de Vigilante Patrimonial) e prova prática (para os cargos de Técnico em Laboratório de Ciências Naturais, Técnico em Manutenção Mecatrônica e Web Designer).

Todas as etapas seletivas serão realizadas na cidade de Sandro André, nas datas informadas no edital e conforme a vaga disputada.

Remuneração e validade do concurso

O candidato aprovado e contratado receberá valor remuneratório entre R$ 1.219,94 e R$ 4.038,99, com jornada de até 44 horas semanais.

A validade do concurso será de dois anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogada, a critério da FSA.

Estude para as provas - Lógica da Argumentação 

A lógica da argumentação é um assunto muito frequente em concursos públicos e está inserido no conteúdo programático de raciocínio lógico.

Diversos candidatos encontram empecilhos na resolução das questões que têm como elemento central a lógica da argumentação.

O que é a lógica da argumentação, afinal?

A lógica da argumentação é uma metodologia que analisa de forma criteriosa um raciocínio, levando o corretor a entender como o candidato chegou ao seu resultado final (no caso dos concursos públicos, por exemplo).

Porém, vale lembrar, que vários raciocínios podem levar a um mesmo resultado e, assim sendo, a lógica da argumentação não tem por objetivo traçar uma forma com que a questão foi solucionada (pois as pessoas têm raciocínios diferentes).

Cabe ressaltar que a lógica da argumentação é um método muito antigo e somente por conta dele que se alcançou o nível de inteligência artificial, ou seja, principalmente na medicina e na tecnologia.

Como a lógica da argumentação pode ser útil na resolução de problemas?

Conhecendo o conceito da lógica da argumentação, você deve estar se perguntando qual é a utilidade cotidiana deste método?

A utilidade da lógica da argumentação é justamente desenvolver o seu raciocínio lógico. Ou seja, seguindo uma lógica, você será capaz de resolver problemas com base em seus argumentos.

Assim sendo, os argumentos são indispensáveis para a fundamentação e estes estão relacionados entre si. Observe o exemplo:

- Todas as pessoas possuem medos;

- Você é uma pessoa. Logo, você possui medos.

O exemplo mencionado é formado por dois argumentos, os quais levaram você a uma conclusão.

Geralmente nas questões de concursos públicos é dessa forma que a lógica da argumentação está presente, mesmo que os argumentos venham a ser mais complexos.

Em resumo, os argumentos irão subsidiar a conclusão e todos os elementos devem ter uma relação entre si.

Tipos de raciocínio

Por fim, cabe trazer a tona quais são os tipos de raciocínio esperados na lógica da argumentação. Veja:

Raciocínio analógico

O raciocínio analógico leva em conta a analogia para chegar-se a uma conclusão. Neste caso, utiliza-se principalmente de uma comparação entre uma situação que é conhecida com outra que é desconhecida.

A analogia em si depende de três fatores:

- Os fundamentos necessitam de veracidade;

- A quantidade de elementos deve ser significativa;

- Não se podem existir conflitos significativos entre os argumentos.

Raciocínio Indutivo

O raciocínio indutivo considera pequenos casos, que unidos chegam a uma conclusão final.

Neste caso, existem dois tipos de indução: a forte e a fraca. Estas são definidas a partir do nível de confiabilidade da conclusão (maior confiabilidade, indução forte).

Raciocínio Dedutivo

Na dedução considera-se a veracidade de outros casos para se chegar a uma conclusão. Ou seja, neste caso, os problemas são resolvidos por eliminação.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Santo André diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
Bombeiros - SPGuarda-vidas600
CaixaEstagiárioVárias
Câmara de AlvinlândiaAssessor jurídico e Contador2
Câmara de Mirante do ParanapanemaNíveis Médio e Superior3
Câmara de PoáContador e Jornalista2
Câmara de São Miguel ArcanjoNíveis Médio e Superior5
Companhia Ituana de SaneamentoTodos os níveis de escolaridade24
CRIS - TupãNíveis Médio e Superior3
ESEF de JundiaíNíveis Médio e Superior3
FITO - OsascoNíveis Médio e Superior36
Veja todos » Concursos Abertos