Concurso Guarulhos - SP: Prefeitura lança novo edital

Concurso Guarulhos - SP preencherá 20 vagas para profissionais de nível superior ou médio. Saiba como se preparar para as provas e garanta sua inscrição.

Concurso Guarulhos - SP

A Prefeitura de Guarulhos, no Estado de São Paulo, lançou o edital de concurso público n° 010/2019-SGE01, por meio da Fundação Vunesp, destinado a seleção de profissionais de nível superior ou médio para compor o quadro de servidores efetivos. O concurso Guarulhos - SP oferece 20 vagas para contratação imediata.

Apenas uma dessas 20 vagas é reservada para candidatos com deficiência.

Confira também o processo seletivo que abre vagas de estágio no município.

Cargo e vencimento Concurso Guarulhos SP

O cargo disponível nesta seleção é o de Professor de Educação Infantil. De acordo com o edital, para concorrer às vagas o candidato deve possuir formação de nível superior, em curso de licenciatura em Pedagogia, de graduação plena; ou nível médio, na modalidade normal (Magistério).

O vencimento ofertado é de R$ 3.031,67 por 30 horas semanais trabalhadas.

Como se inscrever

Os profissionais interessados em participar da seleção devem realizar suas inscrições no site da VUNESP (www.vunesp.com.br) a partir das 10h de 16 de dezembro de 2019 às 23h59min de 30 de janeiro de 2020.

Será cobrado o valor de R$ 64,82 como taxa de inscrição.

Etapas do concurso Guarulhos - SP

O concurso Guarulhos SP constará de prova objetiva e prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório, que serão aplicadas simultaneamente e terão duração de 4h30min. A previsão é de que as provas sejam aplicadas no dia 05 de abril de 2020.

Além disso, haverá a etapa de provas de títulos, de caráter classificatório, que levará em conta a qualificação profissional do candidato. 

Em caso de empate, a classificação obedecerá os critérios: 

  • Idade igual ou superior a 60 anos, sendo que será dada preferência ao de idade mais elevada;
  • Que obtiver maior número de acertos nas questões de Língua Portuguesa;
  • Que obtiver maior número de acertos nas questões de Matemática;
  • Que obtiver maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Específicos;
  • Com maior pontuação na prova de Redação;
  • Com maior pontuação na prova de Títulos;
  • Mais idoso entre os candidatos com idade inferior a 60  anos; 
  • Que tiver exercido efetivamente a função de jurado;
  • Persistindo ainda o empate, poderá haver sorteio com a participação dos candidatos envolvidos.

Validade do concurso 

O prazo de validade do novo concurso de Guarulhos será de dois anos, a contar da homologação, prorrogável por igual período, a critério da administração pública municipal.

Mais informações

Todas as informações necessárias, bem como o edital completo e suas atualizações, estão disponíveis no site da banca organizadora do concurso: Fundação Vunesp.

Revisão para as provas do magistério de Guarulhos - a Educação Especial

A Educação Especial é a área da educação que visa atender às demandas dos alunos portadores de deficiência, ou seja, aqueles que possuem impedimentos de natureza mental, intelectual, física ou sensorial que podem restringi-los a uma participação social plena.

Desde que tais demandas foram postas em discussão, criou-se um modelo de Educação Especial, no qual os alunos especiais são separados dos demais.

Durante muito tempo, esse modelo de Educação Especial foi praticado e atualmente tem-se discutido uma perspectiva mais inclusiva, em que a separação não ocorre e as habilidades são desenvolvidas em conjunto, valorizando as diferenças.

A importância da Educação Especial na perspectiva inclusiva é relevante e válida, uma vez que garante que todos tenham acesso ao mesmo tipo de educação, supera práticas discriminatórias e cria alternativas para inserção social de todos os membros da sociedade.

Política Nacional de Educação Especial na perspectiva inclusiva

A Política Nacional de Educação Especial na perspectiva inclusiva tem por objetivo incluir os alunos com deficiência no ambiente escolar convencional, proporcionando uma interação e a aprendizagem contínua nos diversos níveis da educação básica.

Nessa perspectiva, os sistemas de ensino (no caso as escolas, faculdades e demais espaços educadores) devem proporcionar:

  • Acesso igualitário à educação (conforme proposto pela Constituição Federal);
  • Abordagem do tema de forma transversal e em todos os níveis de ensino (até o ensino superior);
  • Garantia de atendimento educacional especializado;
  • Garantia de formação/ atualização adequada para os profissionais da educação (principalmente os professores);
  • Participação da família e da comunidade local;
  • Acessibilidade nos ambientes educativos (mobília, arquitetura, vias de acesso, formas de comunicação etc);
  • Articulação entre os setores da sociedade para que haja participação na elaboração e execução de políticas públicas sobre o tema.

Educação Especial na perspectiva inclusiva: para quê?

Como mencionado acima, na perspectiva inclusiva, a educação especial passa por todos os níveis e modalidades do ensino, garantindo que, mesmo ante as dificuldades, todos tenham acesso a uma formação e por consequência sua inserção na sociedade.

Dessa forma, tal modalidade de educação se apropria de técnicas e métodos que propiciem essa inclusão e se constitui em um processo continuo de construção das mesmas.

Uma das principais ferramentas na Educação Inclusiva é o atendimento educacional especializado (geralmente feito com o chamado “Professor de Apoio”).

Esse profissional identifica, elabora e organiza os recursos para que as barreiras sejam eliminadas e para que os alunos tenham suas necessidades específicas devidamente atendidas.

É importante frisar que o atendimento educacional especializado deve trabalhar para que a autonomia do aluno seja desenvolvida, dentro e fora do ambiente escolar.

Algumas das ferramentas (que devem estar articuladas com a proposta pedagógica) utilizadas nesse tipo de atendimento educacional são: programas de enriquecimento curricular, ensino de linguagem e códigos específicos de comunicação e sinalização, apoio técnico, tecnologias assistivas, entre outros.

Além disso, a educação especial na perspectiva inclusiva deve ser trabalhada desde os anos iniciais, uma vez que tal período é de grande importância para o desenvolvimento das principais habilidades.  Depois deve perpassar pela educação básica e por fim, deve também estar presente no ensino superior.

Contudo, esse tipo de educação vem sendo construída ao longo do tempo e já vem sendo desenvolvida no Brasil com resultados positivos.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Guarulhos diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
SES - SPNível Médio/Técnico25
TJM - SPNíveis Médio e Superior3
Câmara de BoituvaNível Superior4
Câmara de PindoramaProcurador jurídico1
Câmara de SantosNíveis Médio e Superior35
Câmara de SuzanoTodos os níveis de escolaridade2
DAAE de Rio ClaroAnalista contábil1
FSA - Fundação Santo AndréNível Superior1
FUABCMédico generalista10
IMA (Campinas – SP)Níveis Médio e Superior5
Veja todos » Concursos Abertos