Concurso UFABC - SP: Edital para Técnico-Administrativos

Anunciado o novo edital nº 111/2018, que abre concurso para a Universidade Federal do ABC, em São Paulo (Concurso UFABC - SP).

A Universidade Federal do ABC, em São Paulo, anunciou um novo edital, de número 111/2018! A meta é preencher vagas no quadro de Servidores Técnico-Administrativos em Educação. A Fundação VUNESP é a responsável pelo concurso UFABC - SP.

São oferecidas 36 oportunidades distribuídas para ocupações de níveis médio, técnico e superior.

Vagas, cargos e vencimentos

Candidatos que possuam nível médio podem disputar as vagas de Assistente em Administração. Mas não apenas estas, pois há também chances para o nível técnico. Exemplo disso são os cargos de: Técnico de Laboratório - Área Mecatrônica, Técnico de Laboratório - Área Química, Técnico de Tecnologia da Informação, Técnico em Audiovisual e Técnico em Segurança do Trabalho.

Para o nível superior há chances para os seguintes cargos: Administrador, Bibliotecário - Documentalista, Engenheiro -Área Mecânica, Psicólogo -Área Psicologia da Saúde e Pedagogo.

O vencimento básico inicial ofertado aos novos servidores, no ato do ingresso, será de R$ 2.446,96 ou R$ 4.180,66. Dentro do total de postos anunciado já está prevista a reserva para candidatos negros e pessoas com deficiência.

Inscrições

A inscrição deverá ser efetuada, das 10h de 09 de novembro às 16h de 10 de dezembro de 2018. Para efetivá-la é necessário acessar o site da VUNESP (www.vunesp.com.br).

A participação, por sua vez, será concluída com o pagamento de uma taxa de R$ 60,00 ou R$ 90,00. Quem for pedir isenção dessa taxa, deve seguir as instruções do edital.

Provas

De acordo com o edital, os inscritos serão selecionados por meio de prova escrita objetiva, prevista para o dia 10 de fevereiro de 2019. Essa prova será aplicada, prioritariamente, na cidade de Santo André, no período da manhã, para todos os cargos.

Sobre a UFABC

A UFABC, criada em 2005/2006, atende às demandas das sete cidades de região. São elas: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Tais cidades apresentavam, até então, uma enorme demanda de vagas no ensino público superior.

O ABC possuía mais de 2,5 milhões de habitantes. Mas, apesar disso, a oferta era de apenas 45 mil vagas, distribuídas em 30 Instituições de Ensino Superior, a maioria privada.

Dos cerca de 77 mil estudantes matriculados no ensino superior na Região, cerca de 65% estavam em instituições privadas. Por outro lado, apenas 20% estavam em instituições municipais e 15% na rede comunitária filantrópica.

A maioria dessas instituições se dedicava apenas ao ensino, em detrimento da pesquisa e da extensão. No setor de tecnologia e engenharia poucas apresentavam investimentos em pesquisa aplicada. As informações são da própria instituição.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos São Paulo diretamente no seu e-mail