Fundação do ABC - SP abre processo seletivo com mais de 600 vagas

Fundação do ABC - SP abre ao todo 633 oportunidades para Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem em Santo André. Vencimentos de até R$ 3.389,80.

Sob o edital nº 02/2018 e organização da empresa GSA Consultoria e Pesquisas em Instituições Públicas, está aberto o novo processo seletivo da Fundação do ABC. O intuito é preencher 633 vagas efetivas e formar cadastros de reserva com contratação sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho.

A seleção destina-se ao provimento das vagas existentes na Central de Convênios – C.C, para o quadro de funcionários das unidades da rede de saúde do município de Santo André.

As vagas são para Enfermeiros e Técnico de Enfermagem com horas especificadas em 180 e 200 horas. As áreas de especialização para Enfermeiros e Técnicos são as seguintes: Atenção Especializada, Hospitalar, Urgência, Atenção Básica, Vigilância. Os vencimentos básicos variam entre R$ 1.660,63 e R$ 3.389,80.

Inscrições

Para participar do processo seletivo é necessário acessar o site da organizadora e preencher a ficha de inscrição on-line no período que compreende os dias 21 de julho a 12 de agosto de 2018. No ato de preenchimento da ficha será gerado um boleto para pagamento da taxa de inscrição que será de R$ 60,00 para Enfermeiro e R$ 45,00 para Técnico de Enfermagem. O boleto poderá ser pago até dia 13 de agosto de 2018.

Entre os requisitos básicos para realizar a inscrição destacam-se os seguintes:

  • Estar de acordo com os termos do Edital;
  • Nacionalidade Brasileira ou Estrangeira equiparada, na forma da lei Federal;
  • Estar em pleno exercício de seus direitos civis e políticos;
  • Estar em dia com as obrigações militares e eleitorais;
  • Possuir e comprovar escolaridade e demais requisitos exigidos para o cargo pretendido na data da posse;
  • Ter a idade mínima de 18 anos completos até a data da posse no cargo;
  • Não ter sido, quando do exercício do cargo ou função pública, demitido por justa causa ou a bem do serviço público (municipal, estadual e federal);
  • Não registrar antecedentes criminais ou, no caso destes, ter cumprido integralmente as penas impostas;
  • Não receber, no ato da nomeação, proventos de aposentadoria oriundos de cargo, emprego ou função exercidos perante a União, Território, Estado, Distrito Federal, Município e suas Autarquias, Empresas ou Fundações.

Seleção

Os candidatos, devidamente inscritos, serão submetidos a prova objetiva de caráter classificatório e eliminatório. As provas para o cargo de nível médio/técnico terá 40 questões de múltipla escolha e para nível superior 50 questões. As provas objetivas serão aplicadas na provável data de 26 de agosto de 2018. As provas serão realizadas no município de Santo André ou, se necessário, em municípios vizinhos. Estas acontecerão, preferencialmente, aos domingos e feriados, sendo, deste modo, a convocação para a realização das provas divulgada no site da banca organizadora.

A validade do processo seletivo da Fundação do ABC será de 01 ano, podendo ser prorrogado por igual período a contar da data de homologação do certame, a critério da administração da Central de Convênios.

Conteúdo Programático

Parte Comum para Todos os Cargos (Ensino Médio e Superior) Português: Interpretação de texto. Acentuação gráfica. Ortografia. Divisão silábica. Pontuação. Adjetivos e substantivos (flexão). Verbos (tempos, modos e vozes). Pronome (emprego e colocação). Crase. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Estrutura e formação das palavras. Sintaxe: termos essenciais, integrantes e acessórios da oração. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, parônimos e homônimos.

Noções de Saúde Pública: Políticas de Saúde: Organização dos serviços de saúde no Brasil, Sistema Único de Saúde: princípios e diretrizes, controle social, indicadores de Saúde, Sistema de vigilâncias em saúde epidemiológica, Endemias e epidemias: situação atual, medidas de controle e tratamento, Modelo Assistencial, Planejamento e programação local de saúde, Política Nacional de Humanização; Constituição Federal /88, Seção II - Da Saúde, Lei Federal nº 8.080 de 19/09/1990, Lei Federal nº 8.142 de 26/12/1990, Política Nacional de Atenção Básica à Saúde- Portaria 2488/2011 Estratégias de Saúde da Família Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Cartilha de Direito e Deveres do usuário do SUS, redes de atenção à saúde, Política Nacional de Promoção de saúde, Política Nacional de Educação Permanente em saúde, Modelo de atenção e processo de trabalho no SUS. Determinantes do processo saúde-doença. Políticas de saúde e história das políticas de saúde no Brasil: retrospectiva histórica; reforma sanitária. Sistemas e serviços de saúde. Financiamento público e privado da saúde no Brasil. Controle social: conselhos e conferências de saúde. Conferências Nacionais de Saúde. Organização do SUS. Legislação estruturante, princípios e diretrizes do SUS; Constituição Federal de 1988; Lei 8.080/90 e Lei 8.142/90. Pacto pela Saúde, de Gestão e pela Vida. Planejamento e Gestão em saúde. Modelos de atenção à saúde. Vigilância à Saúde: noções básicas. Programas nacionais de saúde; Promoção da saúde. Política Nacional de Humanização. Atenção Primária à Saúde: conceitos, princípios e organização no Brasil. História da APS. Estratégia de Saúde da Família: histórico, processo de implantação, organização e normatizações. Princípios e Diretrizes. Processo de Trabalho em Saúde. Vigilância à saúde. Epidemiologia básica: indicadores de saúde; sistemas de informações; métodos epidemiológicos; principais agravos de interesse público. Demografia básica: perfis nacionais, alterações recentes e perspectivas.

Conhecimentos Específicos Cód. 1 – Enfermeiro 180 – Atenção Especializada Cód. 4 – Enfermeiro 200 – Atenção Básica Cód. 5 – Enfermeiro 200 - Atenção Especializada Cód. 8 – Enfermeiro Esf 200 – Atenção Básica

Ética e legislação profissional. Conhecimentos sobre assistência a pacientes; curativos; vacinação e injeções; administração de medicamentos; esterilização de material de enfermagem; socorros de urgência; higienização de pacientes; elaboração de relatórios; legislação e regulamento da profissão. A educação em saúde na prática da ESF; Sistema de informação da atenção básica. Processo Atuação do Enfermeiro nos programas Ministeriais: PNI; Hanseníase, Tuberculose, Hipertensão, Diabetes, DST/AIDS, Pré-natal. Atenção a Saúde da Mulher. Atenção a Saúde da Criança e do RN (pré-termo, termo e pós-termo). Atenção a Saúde do Adolescente, Adulto e do Idoso. Doenças sexualmente transmissíveis. Saúde da família na busca da humanização e da ética na atenção a saúde. Saúde mental no PSF. Tratamento de feridas no domicílio. Atenção da equipe de enfermagem na vigilância epidemiológica e Sanitária. Administração das assistências de enfermagem. Assistência de enfermagem nas doenças infecto-contagiosas e parasitárias. Doenças endêmicas. Indicadores Básicos de Saúde. Controle da dor no domicílio. Intervenções de enfermagem na internação domiciliar e assistência de enfermagem em domicílio. Visitas Domiciliares. Processo de supervisão e instrução dos Auxiliares de enfermagem e Agentes Comunitários de Saúde. Trabalho em equipe multiprofissional. Relacionamento Interpessoal. Assistência de enfermagem aos pacientes em situações clínicas cirúrgicas relativas aos sistemas cardiovascular, grastro-intestinal, respiratório, renal, músculo-esquelético, neurológico e endócrino.

Cód. 2 – Enfermeiro 180 – Hospitalar Cód. 6 – Enfermeiro 200 - Hospitalar

Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE).Código de ética de enfermagem. Política Nacional de Humanização. Conceito de Classificação de risco e linhas de cuidado. Dinâmica das Relações Humanas e o Cuidar em Saúde. Medidas de prevenção e controle de Infecções. Lei 7498/86. Farmacologia aplicada à Enfermagem. Clínica Médica aplicada à Enfermagem. Atendimentos de urgência e emergência. Clínica Cirúrgica aplicada à Enfermagem. Sistema tegumentar e as diretrizes no tratamento de feridas. Bases Farmacológicas Aplicadas na Assistência de Enfermagem em pediatria e UTI pediátrica. Bases Fisiológicas Aplicadas na Assistência de Enfermagem em pediatria e UTI pediátrica. Epidemiologia e Bioestatística Aplicadas ao Cuidado Intensivo. Cuidados com Ostomia. Emergências Obstétricas, Reanimação Neonatal e Noções PALS -(Suporte avançado de vida em pediatria). Assistência de enfermagem na área oncológica. Bases do tratamento em quimioterapia antineoplásica, radioterapia, imunoterapia, hormonioterapia. Cuidados paliativos e controle de sintomas.Biossegurança. Principais tipos de limpeza, desinfecção e esterilização na CME. Cálculo de dosagem medicamentosa.

Cód. 3 – Enfermeiro 180 – Urgência

Atendimento Pré-hospitalar do politraumatizado: ABCDE do trauma; transporte do politraumatizado; Cinemática do trauma; epidemiologia do trauma; Resgate veicular: atendimento de urgência e emergência frente aos distúrbios cardiovasculares, neurológicos, metabólicos, respiratórios, gineco-obstétricos, pediátricos e psiquiátricos. Traumatismos não intencionais, violência e suicídio. Atendimento ao trauma de face e pescoço, craniencefálico, de coluna, músculoesquelético, torácico, abdominal, da pelve. Agentes físico-químicos e trauma. Suporte básico e avançado de vida a adultos, crianças e gestantes. Situações especiais de ressuscitação: hipotermia, afogamento, parada cardíaca associada ao trauma, choque elétrico e eletrocussão, emergências cardiotoxicológicas. Princípios gerais de biossegurança. Aspectos éticos e deontológicos do exercício da Enfermagem.

Cód. 7 – Enfermeiro 200 – Vigilância

Atuação do Enfermeiro processo Saúde – Doença. Introdução ao estudo da Vigilância a Saúde. Sistemas de Informação em Saúde e a Vigilância Epidemiológica: Controle das Doenças Imunopreviniveis. Vigilância Epidemiológica. Vigilância Sanitária. Doenças Ambientais. Rede de Frios e sala de Vacinas. Saúde Coletiva: aspectos conceituais e metodológicos. Aspectos epidemiológicos e assistenciais à saúde: da mulher, da criança, do escolar e do adolescente, do adulto e idoso, do trabalhador. Planejamento e avaliação local de saúde: finalidade, metodologia: técnicas de planejamento, programação em saúde, avaliação de programas de saúde.

Cód. 9 – Técnico De Enfermagem 180 – Hospitalar Cód. 13 – Técnico De Enfermagem 200 – Hospitalar

Conhecimentos sobre os procedimentos de admissão de pacientes e para a prestação de ações assistenciais de enfermagem; administração de medicação prescrita; efetuação de anotações em prontuários; para efetuar a manutenção, conservação, e limpeza de equipamentos e aparelhos de sua unidade de serviço. Conhecimento das ações administrativas de enfermagem e para a prestação de assistência conforme protocolos estabelecidos para os sítios funcionais, bem como para participar e auxiliar a equipe multiprofissional na execução dos procedimentos pertinentes. Conhecimentos sobre formas de acolhimento em tempo integral; Execução das atividades pertinentes às atribuições do Técnico de Enfermagem, conforme estabelecido na Lei nº 7498/86 artigos 12 e 15 e decreto 94.406/87 artigos 10 e 13. Conhecimentos sobre a legislação para o exercício legal da profissão e sobre o código de ética da enfermagem. Cálculo de dosagem medicamentosa.

Cód. 10 – Técnico De Enfermagem 180 – Urgência

Conhecimentos e habilidades para a manutenção, conservação, e limpeza de equipamentos e aparelhos de sua unidade de serviço; sobre comissão ética; ações administrativas de enfermagem; prestação de assistência conforme protocolos estabelecidos para os sítios funcionais; participação junto à equipe multiprofissional na execução dos procedimentos pertinentes; procedimentos de assistência ao médico quando necessário; a realização de acolhimento em tempo integral; Conhecimentos sobre a legislação para o exercício legal da profissão e sobre o código de ética da enfermagem.

Cód. 11 – Técnico de Enfermagem 200 – Atenção Básica Cód. 12 - Técnico de Enfermagem 200 – Atenção Especializada

Participação na programação de enfermagem. Atendimento de enfermagem nos diversos programas de saúde da criança, da mulher, do adolescente, do idoso e da vigilância epidemiológica. Imunizações. Preparo e esterilização de material, instrumental, ambientes e equipamentos. Controle de abastecimento e estoque de materiais médico-hospitalares e medicamentos. Código de Ética Profissional. Técnicas básicas de enfermagem: Sinais vitais. Mensuração de altura e peso. Assepsia e controle de infecção. Biossegurança. Administração de medicamentos (noções de farmacologia, cálculo para dosagem de drogas e soluções, vias de administração e cuidados na aplicação, venoclise). Prevenção de úlceras de pressão. Sondagens gástrica e vesical. Oxigenioterapia. Curativo. Administração de dieta oral, enteral, parenteral. Cuidados de enfermagem ao paciente com distúrbios endócrinos, cardiovasculares, pulmonares, autoimunes e reumatológicos, digestivos, neurológicos e do sistema hematopoiético. Cuidados para coleta de sangue e urina. Princípios de infecção hospitalar. Assistência de enfermagem em centro cirúrgico, centro obstétrico.

Compartilhe