Prefeitura de Cajobi (SP) realiza processo seletivo

Em São Paulo, Prefeitura de Cajobi abre seletivo para formação de cadastro de reserva de docentes. Vencimento varia entre R$ 9,37 e R$10,84 por hora aula.

Visando o provimento de cadastro de reservas de profissionais da área da educação, a Prefeitura de Cajobi, no Estado de São Paulo, divulgou o edital n° 01/2018. A responsável pela organização e realização do processo seletivo em questão é da Empresa PROAM – Assessoria e Consultoria.

Cargos 

As oportunidades ofertadas na seleção são para os seguintes cargos: Professor de Educação Infantil (Creche); Professor de Educação Infantil (Pré escola); Professor de Ensino Fundamental I; Professor da Educação Básica II - Língua Portuguesa; Professor da Educação Básica II - Matemática; Professor da Educação Básica II - História; Professor da Educação Básica II - Geografia; Professor da Educação Básica II - Ciências; Professor da Educação Básica II - Inglês; Professor da Educação Básica II - Arte; Professor da Educação Básica II - Educação Física; e Professor da Educação Básica II - Educação Especial.

Os contratados deverão receber vencimentos entre R$ 9,37 e R$ 10,84 por hora aula.

Inscrição 

As inscrições serão aceitas até às 14h do dia 22 de outubro de 2018, no endereço eletrônico www.proamac.com.br.

Haverá cobrança de taxa de inscrição no valor de R$ 50,00.

Provas 

Os inscritos na seleção serão submetidos à realização das seguintes avaliações:

  • Prova Objetiva, composta por 20 questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa, Conhecimento Pedagógico e Legislação;
  • Prova de Títulos, os quais deverão ser entregues em cópias autenticadas em cartório, em envelope identificado com nome, cargo e número da inscrição no dia e local das Provas Objetivas.

A aplicação da Prova Objetiva está prevista para o dia 10 de novembro de 2018, com locais e horários a serem comunicados através da homologação das inscrições.

Validade 

O processo seletivo em questão terá validade de um ano, contado da data da publicação de sua homologação, havendo possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período.

Informações adicionais

Mais informações acerca do processo seletivo poderão ser obtidas por meio do edital, que se encontra disponível para ser acessado na página da PROAM – Assessoria e Consultoria.

Conteúdo Programático

  • Língua Portuguesa

Leitura e interpretação de diversos tipos de texto; Fonologia; Ortografa; Acentuação gráfica; Estrutura e formação das palavras; Classes de palavras; Termos essenciais da oração; Termos integrantes da oração; Período composto e as orações coordenadas; as orações subordinadas; Sintaxe de concordância; Sintaxe de regência; Crase; Figuras de linguagem; Problemas gerais da língua culta.

  • Legislação

Parâmetros Curriculares Nacionais – Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental. Expectativas de aprendizagem de Língua portuguesa.

Orientações didáticas fundamentais sobre as expectativas de aprendizagem de Língua Portuguesa.

Constituição da República Federativa do Brasil.

Lei n.º 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente.

Lei n.º 9394, de 20 de dezembro de 1996 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Lei 13005/2014 – Plano Nacional de Educação.

Resolução CNE/CEB nº 5/2009 – Fixa Diretrizes Curriculares Nacional para a Educação Infantil. Resolução CNE/CEB nº 4/2010 – Define Diretrizes Curriculares Nacional Gerais para a Educação Básica.

Resolução CNE/CEB nº 7/2010 – Fixa Diretrizes Curriculares Nacional para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos.

  • Conhecimentos Pedagógicos

BASSEDAS, Eulália; HUGUET, Teresa; SOLÉ, Isabel. Aprender e Ensinar na Educação Infantil. Artmed, 1999.

CARRAHER, T. N. Aprender pensando: Contribuições da Psicologia Cognitiva para a Educação. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 1986. 127p.

COLL, César. O construtivismo na sala de aula. São Paulo. Editora Ática, 1999. CUNHA, M. I. O bom professor e sua prática. Campinas: Papirus, 1989.

DOLZ, Joaquim; GAGNON, Roxane; DECÂNDIO, Fabrício de. Produção Escrita e Dificuldades de Aprendizagem. 1ª ed.Campinas: Mercado de Letras, 2010.

FERREIRA, Idalina Ladeira; CALDAS, Sara P. Souza. Atividades na Pré-Escola. São Paulo: Saraiva, 1981.

FERREIRO, Emilia. Processo de Alfabetização. Rio de Janeiro: Palmeiras, 1998.

FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

GANDIN, Danilo e Gandin. Luís A. Temas para um projeto político pedagógico ED. Vozes, 1999. GUENTHER, Zenita Cunha. Desenvolver capacidades e talentos: um conceito de inclusão. 1ª ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

LIBANEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez Editora (Série Formação Geral), 1994.

OLIVEIRA, Marta Kohl. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento; um processo sócio-histórico. 4.ed. São Paulo: Scipione, 1999.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22ª ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? 2ª ed. São Paulo: Moderna, 2006. (Coleção Cotidiano Escolar)

MORETTO, Vasco Pedro. Prova: Um Momento Privilegiado de Estudo, Não um Acerto de Contas. 9ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2010.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 2000. PIMENTA, Selma, G.A. A Construção do Projeto Pedagógico na Escola de 1º Grau. Ideias nº 8. 1.990, p 17-24. São Paulo: Pioneira, 1983.

WEISZ, Telma. O Diálogo entre o Ensino e a Aprendizagem. 2ª ed. Ática, 2000.

RIOS, Teresinha Azeredo. Compreender e ensinar: por uma docência de melhor qualidade. São Paulo, Cortez, 2001.

SEBER, Maria da Glória. Piaget: o diálogo com a criança e o desenvolvimento do raciocínio. São Paulo: Scipione, 1987.

SOUZA, Paulo Nathanael Pereira de. Pré-Escola: uma nova fronteira educacional.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Cajobi diretamente no seu e-mail