Moacyr Scliar

Médico, professor e escritor. Saiba quem foi Moacyr Scliar.

Moacyr Jaime Scliar é mais um dos muitos personagens brasileiros cuja importância e legado deixados proporcionam verdadeiro orgulho em admitir que somos filhos desta terra .

Scliar nasceu na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, em 1937. Era filho de José e Sara Scliar, casal de origem judaica proveniente da região de Berassábia. Os pais de Moacyr chegaram ao Brasil em 1904 e ainda tiveram mais dois filhos.  

Em busca de melhor sorte e condições de vida, o casal resolve fazer do Brasil sua morada e então se instalou no bairro porto-alegrense de Bom Fim. A mãe de Sclyar era professora primária e foi quem o alfabetizou na infância.

Estudos e vida acadêmica

Scliar iniciou o estudo primário na década de 40. Após terminar o médio, iniciou a faculdade em 1955. Formou-se no curso de Medicina, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, iniciando, a partir dali, sua residência médica.

Já formado e atuando como médico, casou-se somente em 1965, com Judith Olivien, e, em 1979, tiveram Roberto, o único filho do casal.

Tornou-se especialista em saúde pública, trabalhando como médico sanitarista, iniciando suas pesquisas por volta de 1969. Fez pós-graduação em Israel e, pouco tempo depois, Doutorado em Ciências pela Escola Nacional de Saúde Pública.

Além de atuar como médico, também foi professor de Medicina e Comunidade no curso da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).

Também atuou como professor visitante na Brown University (Department of Portuguese and Brazilian Studies) e na Universidade do Texas. O prestígio conseguido fora do país permitiu que lhe fossem abertas novas portas para conferências e encontros acadêmicos no exterior.

A figura do escritor

Desde cedo Moacyr demonstrava grande inclinação para a literatura. Uma curiosidade a respeito dele é o fato de o próprio nome ser uma homenagem a um personagem de livro: Iracema, de José de Alencar.

Seu primeiro livro foi publicado em 1962, chamado Histórias de Médico em Formação. Uma espécie de autobiografia sobre suas experiências como estudante de Medicina.

Porém, na própria visão do médico, a publicação que considerava de fato sua primeira obra só foi publicada em 1969, chamada Carnaval dos animais.

Scliar escreveu ao todo 74 livros. Era um escritor de gosto e perfil diversificado. De forma que, em sua vasta obra literária, é possível encontrar romances, contos, literatura infanto-juvenil, ficção e até artigos para a imprensa.

Na década de 70 foi colaborador do jornal Folha de São Paulo, assinando uma coluna dentro do caderno Cotidiano. Scliar também foi, por muito tempo, colunista do jornal popular Meia Hora, onde discorria semanalmente sobre medicina, literatura e fatos comuns ao dia a dia.

Algumas obras de seu acervo foram publicadas em muitos países tais como, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Portugal, Itália, Rússia e outros. Além disso, alguns de seus textos foram adaptados para teatro, TV e rádio.

Moacyr é considerado um dos escritores de maior influência da literatura nacional. Suas obras são consideradas pelos críticos literários como verdadeiros reflexos da sociedade de classe média baixa atual. Sem contar, logicamente, a própria experiência pessoal, pelo fato de ser descendente de família imigrante.

Tornou-se, em 31 de julho de 2003, ocupante da cadeira n.31 da Academia Brasileira de Letras, sucedendo Geraldo França de Lima. Foi recebido por Carlos Nejar, em 22 de outubro do mesmo ano.

Moacyr deixou uma legião de fãs órfãos ao falecer em 27 de fevereiro de 2011, então com 73 anos. Porém, seu legado literário ainda permanece muito vivo no coração e na alma de seus admiradores.

Por Alan Lima