Fascismo

O fascismo se estabeleceu na Itália depois da Primeira Guerra Mundial com o comando do político Benito Mussolini. Saiba mais sobre este tema.

O Fascismo, antes de tudo, foi uma corrente ideológica de destaque na Europa durante o século XX. Trata-se de um regime de governo demasiadamente nacionalista e autoritário.

O regime fascista se estabeleceu na Itália depois da Primeira Guerra Mundial com o comando do político Benito Mussolini, que governou entre os anos de 1922 e 1943.

Nesse período, as ideais do fascismo foram usadas como base para o nazismo na Alemanha, que acabou por gerar grandes consequências para o mundo.

As ideias fascistas são totalmente opostas ao liberalismo, ao anarquismo e ao marxismo. Isto porque esse regime é definido como de extrema-direita representado pelo governo ditatorial e militarizado.

Origem do Fascismo

Esse regime autoritário conhecido como Fascismo teve sua origem na Itália. O termo deriva da palavra italiana “fascio”, que, traduzido, significa “feixe”.

O fascio na Roma Antiga, por sua vez, era um machado envolvido por varas de madeira. Este objeto normalmente era usado pelos guarda-costas dos magistrados que possuíam o poder.

Além de ser utilizado como forma de punição corporal, o fascio também representava a união e autoridade.

A fundação do movimento político fascista teve como responsável Benito Mussolini, no dia 23 de março de 1919. Inicialmente, ele era formado por unidades de combate.

No ano de 1921, o fascismo foi anunciado como partido político. O termo "fascista" passou a ser utilizado para se referir a uma doutrina política com tendências anticomunistas, autoritárias e antiparlamentares.

Ideal fascista

Esse movimento antiliberal, de modo direto, opera contra as liberdades individuais.

O fascismo, por assim dizer, se diferencia da ditadura militar, devido o seu poder estar baseado em organizações de massas, apresentando um única autoridade.

Logo, esse regime político foi representado pela reação contra o movimento democrático que se originou por causa da Revolução Francesa.

Principais características do Fascismo

Conheça um pouco mais sobre o Fascismo, partindo da compreensão das suas principais características:

• Nacionalismo – O fascismo valoriza com intensidade o sentimento do nacionalismo.

O governos fascistas fazem o uso exagerado de propagandas nacionalistas por meio de símbolos, lemas e bandeiras.

• Totalitarismo e Corporativismo - O regime fascista estabelece um governo totalitário que opera controle total sobre os direitos da população.

Assim, esse governo também incentiva o corporativismo entre todos os setores da sociedade, tendo como propósito criar um “Estado Orgânico”.

• Militarismo – A força e a violência neste regime são usadas como forma de alcançar os objetivos.

Para isso, recursos financeiros são oferecidos em exagero para a obtenção de armas e financiamento das guerras. Esse fato acaba levando ao negligenciamento de setores como a educação e a saúde.

• Desconsideração dos direitos humanos – No fascismo os ideais do governo são constantemente impostos aos cidadãos de forma violenta.

Os direitos humanos, por conseguinte, são tratados com desprezo.

• Censura da mídia – Para manter a integridade do sistema, o regime fascista controla os meios de comunicação.

Portanto, as mídias passam a sofrer com a regulação indireta. A censura às ideias opostas ao regime é bastante comum.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »