O que é um conto?

Além do seu tamanho reduzido, veja quais outras características fazem de um texto um conto.

Você sabe o que é um conto? Do ponto de vista literário, conto é uma história curta, menor que uma novela ou romance.

Importante frisar que aqui o sentido de ‘novela’ é literário, não confundir com as novelas televisivas. Ainda em tempo, ‘romance’ aqui não é visto como gênero literário, e sim como tamanho e demais características que definem um texto literário como romance.

Além de ser uma história curta, o conto é uma história, de um enredo simples (em comparação com a novela e o romance), possui poucos personagens (normalmente um ou dois) e é centrado em um único acontecimento.

Ele também é uma história fechada, que não necessita de uma continuação e que possui um único clímax.

Ou seja, ele não possui desdobramentos secundários e também vem sempre em uma crescente, concluindo em um único clímax antes do desfecho.

Por ser uma narrativa curta, ele geralmente (mas não é uma regra), termina em um plot twist.

Plot Twist é o termo designado para uma reviravolta na trama, quando a história te leva a acreditar que algo ou alguém é de uma forma, mas se revela sendo de outra.

Em outros gêneros literários, como o romance, é possível ter mais de um plot twist, enquanto que no conto, somente um, próximo ao final e junto com o clímax da história.

Origem do conto

Acredita-se que o conto é uma forma escrita derivada das narrativas orais dos povos antigos.

É dito que o conto deriva de seus ancestrais, como:

  • O mito;
  • A lenda;
  • Um conto de fadas;
  • Uma fábula;
  • Uma parábola bíblica.
Antologias

Normalmente os contos são publicados em antologias que reúnem diversos contos, ou do mesmo autor, ou de autores diferentes.

Quando a antologia é sobre contos de um determinado autor, as temáticas dos mesmos, tendem a ser diferentes, embora o gênero tende a ser o mesmo (por exemplo, um livro de contos de Edgar Allan Poe, todos são do gênero terror, embora cada um conte uma história com temática diferente).

Já quando a antologia é uma reunião de contos de variados autores, a temática costuma ser única (por exemplo, uma antologia que o tema seja Vampiros), mas não necessariamente precisa ser apenas um gênero (por exemplo, pode ter contos de terror, comédia, romance e etc).

O conto, bem como suas antologias, costumam ser mais utilizados dentro do gênero terror/horror e seus derivados.

Alguns autores conhecidos que possuem livros só de contos, são:

  • Stephen King;
  • Edgar Allan Poe;
  • H. P. Lovecraft.
Divisões de um conto

O conto apresenta 4 etapas, todas sendo abordadas de forma rápida, devido ao seu tamanho e tendência a não se aprofundar em cada uma delas.

As etapas são:

  • . Introdução: Aqui tanto o personagem, como local onde ele está, bem como o tempo, são apresentados para o leitor.
  • . Complicação: O personagem precisa enfrentar um problema, ou descobre alguma complicação que precisa resolver ou enfrentar.
  • . Clímax: A grande descoberta. Aqui o personagem descobre por qual motivo esta naquela situação ou enfrenta de forma definitiva o problema ou complicação em que ele está.
  • . Desfecho: As consequências do clímax são apresentadas para o leitor, nem sempre o desfecho é um ‘final feliz’, podendo também ser um ‘final aberto’, ou seja, sem deixar uma conclusão definitiva para o leitor.

O escritor argentino Júlio Cortázar faz uma comparação entre o conto e o boxe: “O romance vence sempre por pontos, enquanto o conto deve vencer por nocaute”.

Gostou? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Por Vagner Neubert

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »