Poupança: o que é e para que serve

Quando foi criada, com que propósito, para que serve e muito mais você descobre aqui. Entenda tudo sobre poupança.

É muito provável que você já tenha ouvido falar em poupança, não? Talvez não tenha a utilizado ainda, mas deve conhecer alguém que já fez uso ou faz uso dela.

Mas você sabe exatamente para que serve uma poupança? Se você estiver a fim de aplicar em uma, primeiro leia aqui até o final para não investir em algo que não conheça bem.

Como a poupança foi criada?

A caderneta de poupança, como ficou conhecida, foi criada junto com a Caixa Econômica Federal ainda por D. Pedro II, em 1861.

Sua função era recolher o dinheiro das pessoas mais pobres e que tinham a disposição pouco dinheiro para investir. Na época foi estipulado que a poupança renderia ao pobre investidor 6% ao ano.

Uma das regras era também que a pessoa poderia sacar os valores da poupança a qualquer momento que desejasse.

Com o passar do tempo até os dias atuais, a poupança foi sofrendo muitas modificações, mas a sua principal função foi mantida.

Ou seja, de lá até agora o objetivo é que pessoas que tenham pouco dinheiro, mas que querem economizar possam assim fazer.

O que é poupança?

A poupança é uma conta bancária com o intuito de fazer o seu dinheiro render. Ela também é caracterizada por não ser muito movimentada, como no caso das contas-correntes.

Nela, qualquer pessoa pode abrir a conta poupança, mesmo com um baixo investimento inicial.

Para fazer a sua poupança crescer, o ideal é que você faça depósitos periódicos nela, pois quanto mais dinheiro você tiver nela, mais dinheiro ela renderá.

Quanto rende uma poupança?

Como dito, os valores de rendimento foram mudando aos longos dos anos. De início os juros obtidos pela poupança eram repassados ao seu dono apenas uma vez ao ano.

Atualmente isso mudou bastante. Os juros agora são mensais, geralmente empregados no dia correspondente a data da criação da conta poupança.

Os juros atuais, garantidos pelo governo, são de meio por cento (0,5%) por mês, mais a Taxa Referencial (TR), que varia de um mês para o outro.

Essa é uma forma de rendimento baixa, mas feita para quem não quer correr riscos já que possui diretrizes asseguradas pelos bancos e também pelo governo.

Existem outras formas de render mais o dinheiro do que em uma poupança. Porém, elas acarretam em mais riscos, o que nem sempre as pessoas estão dispostos a arriscar.

Considerações finais

Uma poupança atualmente para muitas pessoas não é uma escolha para fazer render o seu dinheiro e sim para poupar um dinheiro para algum contratempo ou para realizar um sonho.

Hoje em dia a poupança está disponível em todos os bancos físicos, cada um tem regras para as aberturas dessas contas. Mas é possível, por exemplo, abrir contas poupança com valores a partir de 50 reais.

Se você já tem uma conta-corrente no banco em questão também é possível fazer uma conexão entre as duas contas e deixar pré-determinado um valor específico para passar de uma conta para outra todos os meses.

Gostou? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

 Por Vagner Neubert