Climas no mundo: características e suas principais diferenças

Saiba mais sobre os tipos de climas no mundo: Equatorial, Tropical, Temperado, Subtropical, Mediterrâneo, Frio, Frio de Montanha, Polar, Desértico e Semiárido.

Climas no mundo: características e suas principais diferenças

Foto: Concursos no Brasil

A diversidade de climas que existem no mundo são consequência de diferentes fatores e elementos climáticos. São eles: pressão atmosférica, correntes marítimas, circulação de massas de ar, latitude, altitude, precipitação pluviométrica e inclinação solar – a quantidade de luz que incide sobre a superfície terrestre.

Desse modo, a atmosfera vai apresentar características totalmente diferentes de acordo com a localização geográfica (região) e dos fatores que a influenciam.

Com base nos fatores anteriormente mencionados, foram desenvolvidas classificações que definem os climas do mundo segundo seus principais elementos climáticos. A classificação mais popularmente usada é a do geógrafo alemão Wladimir Petter Kópen, proposta em 1900.

O método de Kópen foi aperfeiçoado por outros geógrafos e está focado, principalmente, nos fatores de identificação vinculados à temperatura e umidade de cada tipo de clima.

Com isso podemos diferenciar cinco grandes zonas climáticas na superfície terrestre: uma zona quente, duas zonas temperadas e duas zonas frias e subcategorias de clima. E cada zona apresenta climas diversos que diferem de acordo com as temperaturas e as chuvas.

Climas quentes

Os climas quentes encontram-se entre o trópico de Câncer e o de Capricórnio. Os climas que estão nessa faixa são caracterizados pelas temperaturas sempre altas (superiores a 18 °C, em média), e a distribuição desigual das chuvas.

Clima Equatorial

O clima equatorial é caracterizado por temperaturas elevadas, que oscilam entre 24°C e 27°C (amplitude térmica média inferior a 4°C), chuvas abundantes e regularmente distribuídas ao longo do ano, que superam os 2.000 milímetros anuais.

Podemos caracterizar este clima como quente e úmido, devido a sua pequena amplitude térmica anual e a inclinação de incidência dos raios solares são mínimas.

Este clima está presente nas zonas tropicais, como Amazônia, África e Indonésia, que estão próximas à Linha do Equador, que dá nome ao tipo climático.

Clima Tropical

Ele ocorre na maior parte das regiões localizadas entre os trópicos de Capricórnio e de Câncer. Uma característica comum com o clima anterior é que o clima tropical também se caracteriza pelas chuvas abundantes, que podem variar entre 1.000 e 2.000 milímetros anuais. Contudo, elas se concentram em um período do ano.

Uma característica particular deste clima é que ele apresenta duas estações do ano bem definidas: quente e úmida (verão) e outra mais fria e seca (inverno).

A amplitude térmica média anual do clima tropical é superior a 20°C e a umidade das regiões são variáveis. As regiões tropicais localizadas no litoral, que são influenciadas pela maritimidade, são mais úmidas do que as regiões localizadas no interior do continente, que são influenciadas pela continentalidade.

Devido a variação de umidade, o clima tropical pode ser dividido em: Clima tropical úmido ou litorâneo e Clima tropical continental ou clima tropical típico. As regiões mais elevadas do clima tropical podem-se observar temperaturas mais moderadas devido à variação de altitude, que é uma característica típica do clima tropical de altitude.

O clima tropical e suas variações podem ser encontrados no Brasil, Cingapura, regiões da Índia, Sri Lanka, Havaí, Honolulu, México e Austrália.

Clima Desértico

O clima desértico encontra-se tanto nas regiões quentes (tropicais) quanto nas temperadas. Apresenta grande amplitude térmica, com temperaturas próximas aos 50°C durante o dia e temperaturas negativas durante a noite.

As características mais marcantes deste clima são: baixa umidade e chuvas escassas e irregulares, com índices pluviométricos inferiores a 250 milímetros por ano. As estações do ano são diferenciadas por meio da variação de temperatura.

O clima desértico é encontrado no: norte da África (deserto do Saara), Oriente Médio, oeste dos Estados Unidos (na região de Sonora), norte do México (no Atacama), litoral do Chile e do Peru, Austrália e noroeste da Índia, geralmente em regiões de depressões.

Clima Semiárido

O clima semiárido é caracterizado como quente e seco. Ele apresenta altas temperaturas o ano todo, com médias térmicas superiores a 30°C, baixa umidade e poucas chuvas, irregularmente distribuídas ao longo do ano com médias pluviométricas que oscilam em torno de 300 a 800 milímetros anuais.

Este clima está localizado nas bordas dos desertos da América do Norte, América do Sul, Austrália, África e na região Nordeste do Brasil, que, apesar de não estar próxima de um deserto, também apresenta esse tipo de clima devido à baixa umidade da região. 

Climas temperados

Os climas temperados abrangem o trópico de Câncer e o Círculo Polar Ártico e o trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico.

Sobretudo na Europa, estes climas apresentam as quatro estações do ano muito bem definidas e variações significativas de amplitude térmica e de chuvas.

Os climas temperados são divididos em quatro tipos: temperado oceânico, temperado continental e temperado mediterrâneo. Ele é encontrado em regiões como: Europa, América do Norte e Ásia.

Clima atlântico

O clima oceânico ou atlântico apresenta temperaturas suaves, com médias anuais em torno de 20°C, e chuvas abundantes, com médias pluviométricas superiores a 800 milímetros anuais. Devido à proximidade dos oceanos, responsáveis por equilibrar as temperaturas por meio das correntes marítimas quentes, os verões e invernos não são tão rigorosos.

Clima Continental

O clima continental é tipificado pelos invernos longos e muito frios (rigorosos), com temperatura média de 20°C negativos, e verões curtos e de temperaturas amenas, com média de 17°C.  

Além da considerável amplitude térmica, este tipo de clima é seco, marcado pela baixa umidade relativa do ar, em consequência da densidade pluviométrica que pode ultrapassar os 600 milímetros anuais, com chuvas concentradas no verão.

É observado em regiões como a Ásia Central, Montanhas Rochosas norte-americanas e na Patagônia.

O clima continental está presente em regiões como a Ásia Central, Montanhas Rochosas norte-americanas e na Patagônia, em grandes cidades do mundo como: Chicago e Nova York (EUA), Berlim (Alemanha), Montreal (Canadá), Moscou (Rússia), Praga (República Tcheca), Pequim (China), Seul (Coreia do Sul), Varsóvia (Polônia) e Bucareste (Romênia).

Clima Mediterrâneo

O clima mediterrâneo (e semelhantes) apresenta duas estações bem definidas: invernos curtos, chuvosos e amenos, e pelos verões longos, quentes e secos.

A amplitude térmica é semelhante à do clima tropical, superior a 20°C no verão e inferiores à 10°C no inverno, contudo apresenta pluviosidade baixa, inferior a 800 milímetro anuais, e as chuvas se concentram nas estações primavera e outono.

Este clima aparece, principalmente, nas regiões próximas ao Mar Mediterrâneo (como Egito, Líbia e parte da Tunísia) e nas regiões sul e sudoeste da Austrália, na região central do Chile, no litoral da Califórnia e na porção ocidental da África do Sul.

Clima subtropical

O clima subtropical está presente em áreas de transição entre o clima tropical e o clima temperado. Ele apresenta temperaturas amenas e grande amplitude térmica anual, com temperaturas médias variando entre 15°C e 20°C no verão e, entre 0°C e 10°C no inverno.

 Nele as chuvas são abundantes e bem distribuídas durante o ano, que apresentam maior ocorrência no verão, com densidade pluviométrica superior a 1.000 milímetro anuais. Apesar de não tão bem definidas como a do clima temperado, as estações do ano são bem diferenciadas e identificáveis.

O clima subtropical ocorre a norte do Trópico de Câncer nas regiões América do Norte, na Península Arábica, no sudeste da América, na Austrália, no norte da Índia, no sudeste da China, nas regiões norte, centro e sul no continente africano, na Argentina, no Uruguai, no Paraguai e no Brasil.

Climas frios

Os climas frios são característicos das regiões de altas latitudes e nas altas montanhas. Podem ser classificados em três tipos:

Clima Polar ou Glacial

O clima polar acontece em latitudes extremamente elevadas, próximas aos círculos polares ártico (extremo norte) e Antártico (extremo sul). Nessas regiões há grande variação na duração do dia e da noite, isso influencia na quantidade de radiação absorvida ao longo do ano.

Esse clima apresenta baixas temperaturas o ano inteiro, atingindo no máximo 10 °C (em regiões onde a massa de neve derrete e os dias são mais longos que a noite) no período do verão e temperaturas negativas mais extremas no inverno, com média de 30°C negativos, podendo chegar a 50°C negativos.

Além da amplitude térmica, a umidade do ar é elevada, apesar da baixa incidência de chuvas, a principal forma de precipitação nas zonas de clima glacial é a neve, com um índice pluviométrico inferior a 200 milímetros anuais.

Este clima pode ser encontrado em regiões como a costas eurasianas do Ártico, sendo o clima da Groenlândia, norte do Canadá, Alasca e na Antártida.

Clima Frio de Montanha

O clima de alta montanha é caracterizado pelas baixas altitudes, a temperatura dessa zona climática apresenta grande variação de acordo com a altitude (quanto maior a altitude, menor a temperatura), e a presença de neves eternas (que nunca derretem).

Nessa região as chuvas são abundantes e frequentemente acontecem sob a forma de neve no inverno. O clima frio de montanha apresenta temperaturas médias anuais inferiores a 0°C.

Este clima pode ser encontrado em regiões com grandes cadeias de montanhas, como os Andes, Himalaia, as Montanhas Rochosas e os Alpes.

Clima subpolar

Este clima está presente nas regiões temperadas mais próximas aos polos e apresenta duas estações bem definidas: Verão curto e fresco, com temperaturas em torno de 10°C, e inverno longo e bastante rigoroso, com temperaturas negativas.

As regiões de clima subpolar têm baixos índices pluviométricos (chuvas), a média de precipitação anual fica em 280 milímetros, concentrando-se no período do verão e em forma de flocos de neve no inverno.

Este clima sofre grande influência das massas de ar polares continentais. O clima subpolar pode ser identificado na maior parte do território da Sibéria (norte da Rússia), no extremo norte da Península da Escandinávia, na maior parte (centro e norte) do território do Alasca (Estados Unidos), na região norte do Canadá e no território da Groelândia.

Climas no Brasil

Por conta da grande extensão do território brasileiro, é possível encontrar nele climas bem variados. Contudo, em função da maior parte do país estar localizada em zona intertropical, os climas quentes predominam no país.

Grande parte do país evidencia regiões de baixas altitudes que são responsáveis pelas variedades climáticas quentes, com médias superiores a 20°C, controladas por algumas massas de ar e frentes.

Normalmente as chuvas são abundantes no Brasil, exceto no sertão nordestino, chamado polígono das secas, onde o clima é tropical semiárido. As secas mais intensas ou a menor pluviosidade ocorre nos sertões dos estados da Paraíba, do Ceará e da Bahia. Onde também foram registradas as temperaturas mais altas do país.

Os maiores índices de pluviosidade do país foram registrados no estado de São Paulo, na zona da serra do Mar, nas localidades de Itapanhaú e Cubatão.

Nas regiões Sul e Sudeste verifica-se quedas bruscas de temperaturas acompanhadas por chuvas prolongadas, que são influenciadas pela massa de ar frio polar atlântica. Quando essa massa de ar frio retrocede, a massa de ar quente avança, provocando o aumento da temperatura.

No Brasil podem ser identificados os seguintes tipos climáticos:

  • Clima Equatorial: predominante na região da Amazônia Legal e compreende os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Rondônia, quase todo o estado do Pará (exceto a parte sudeste), o noroeste do Maranhão e do Mato Grosso e parte de Roraima. Caracterizado por apresentar temperaturas médias entre 24°C e 26°C e sendo no mês mais frio superior a 18°C. No Brasil, este clima possui chuvas abundantes e bem distribuídas ao longo do ano, com mais de 2.500 milímetros anuais. A umidade atmosférica nessa região é elevada, geralmente, superior a 80%.
  • Clima Tropical: abrange praticamente toda a área correspondente ao planalto Brasileiro, domina extensas áreas do planalto Central e das regiões Nordeste e Sudeste. Apresenta temperaturas elevadas, apesar disso possui duas estações bem definidas pelas chuvas: inverno quente e seco e verão quente e chuvoso. As temperaturas médias são superiores a 20°C e o índice pluviométrico (chuvas) de 1.000 a 1.500 milímetros por ano. Contudo na região mais para o Nordeste, a estação seca se torna mais longa, fazendo a transição para o clima semiárido. No litoral oriental do Nordeste (do Rio Grande do Norte até o litoral baiano), as chuvas são abundantes, ocorrendo sobretudo no outono e no inverno.
  • Clima Tropical De Altitude: encontra-se nas áreas mais altas do relevo brasileiro, representado pelas elevações das serras do Mar e da Mantiqueira, assim como pelo planalto que se estende ao norte de São Paulo, sul de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Este clima é caracterizado por médias de temperatura entre 18° e 22°C mensais e precipitações entre 1.000 e 1.500 milímetros por ano, sendo os meses mais chuvosos coincidem com o período a primavera e o verão (setembro a março) e os de estiagem, com o outono e inverno (abril a setembro). Durante o verão as chuvas são mais intensas, em função da ação úmida da massa tropical atlântica (mTa). No inverno, as massas frias provenientes da massa polar atlântica (mPa) podem ocasionar geadas com temperaturas inferiores a 0°C.
  • Clima Tropical Atlântico: pode ser identificado na fachada atlântica que vai do o sul do Rio Grande do Norte até o sul do Rio Grande do Sul. Apresenta temperaturas médias entre 18° e 26°C, a amplitude térmica cresce à medida que aumenta a latitude. Essas regiões possuem chuvas abundantes, com índice pluviométrico superior a 1.200 milímetro anuais, distribuídos de forma desigual. No litoral do Nordeste, as chuvas se concentram no outono e inverno e mais ao sul no verão.
  • Clima Semiárido: predominante no sertão nordestino e é caracterizado pela escassez de chuva, que são poucas e irregulares, com índice pluviométrico inferior a 800 milímetros anuais. Contudo, quando as precipitações (chuvas) ocorrem no período próprio são suficientes para atender às necessidades dos habitantes. Mas em anos atípicos, quando a chuva não acontece na época devida, a situação pode se tornar trágica por prolongar a estação seca. Na verdade, as estiagens anormais não acontecem apenas na área do sertão nordestino, mas também nas áreas mais distantes das influências do clima semiárido. Este clima apresenta médias térmicas elevadas, cerca de 27°C, com extremo mensal de 28,9°C (em dezembro).
  • Clima Subtropical: predomina os estados da região sul: regiões sul do Mato Grosso do Sul e de São Paulo, o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Este clima apresenta temperaturas médias inferiores a 18°C, com chuvas abundantes e bem distribuídas (índice pluviométrico entre 1.500 e 2.000 milímetros anuais). Nas áreas mais elevadas, o verão é suave e o inverno rigoroso, com geadas constantes e nevascas ocasionais nos estados do Sul.

Exercícios sobre climas no mundo

1. Possui temperatura média anual de 25 °C, apresentando pouca variação. A umidade relativa do ar é bastante elevada: aproximadamente 90%. Atua nas regiões próximas à linha do Equador, na zona intertropical. Essas são as características do clima:

a) Desértico
b) Equatorial
c) Subtropical
d) Frio de montanha
e) Tropical

2. Apresenta as temperaturas mais baixas do planeta, podendo atingir até -50 °C. Situa-se nas faixas delimitadas pelos círculos polares e recebe raios solares durante poucos meses no ano. Marque a alternativa que corresponde a esse tipo de clima.

a) Frio
b) Temperado
c) Equatorial
d) Semiárido
e) Polar

3. O território brasileiro possui uma grande variedade climática, pois, em virtude da sua grande extensão no sentido norte-sul, o país ocupa mais de uma zona climática. Marque a alternativa que indica as zonas climáticas que o Brasil abrange.

a) Zona glacial antártica e Zona intertropical
b) Zona temperada do Norte e Zona temperada do Sul
c) Zona intertropical e Zona temperada do Sul
d) Zona temperada do Sul e Zona glacial ártica
e) Zona intertropical e Zona temperada do Norte

Gabarito

  1. B
  2. E
  3. C

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »