Mapa-múndi: continentes, países, linhas imaginárias, mares e oceanos

Também conhecido como planisfério, o mapa-múndi é uma representação cartográfica da superfície do planeta Terra, incluindo continentes, mares e oceanos. Veja.

Mapa-múndi: montagem com ícone do globo terrestre em fundo de degrade, com azul e verde. Abaixo, é possível ler "mapa-múndi"

O principal objetivo do mapa-múndi é de representar a geografia da Terra em uma superfície plana. - Foto: Concursos no Brasil

O mapa-múndi é uma representação cartográfica de toda a superfície do planeta Terra. Conhecido como planisfério, esse mapa mundial também engloba todos os continentes, as ilhas, os países, os estados e suas capitais, além de todos os tipos de massa de água salgada, ou seja: mares e oceanos.

Para que serve o mapa-múndi?

O principal objetivo do mapa-múndi é justamente o de representar a geografia da Terra em uma superfície plana, de modo que seja possível avaliar proporções, limites territoriais, fronteiras, distâncias e outros dados importantes para a cartografia e a geografia em si.

Como se trata de uma projeção em forma de mapa do mundo, há diversos modelos. Todos feitos com base em cálculos cada vez mais precisos de escala, o que também significa que alguns tipos de mapa-múndi apresentam incongruências em relação a suas medidas e localizações.

O fato é que é simplesmente impossível traçar uma representação totalmente fiel da superfície terrestre de forma plana e em duas dimensões. Por isso, os trabalhos de cartografia acontecem com base em técnicas chamadas de projeções cartográficas.

Ou seja, as representações mais aproximadas dos principais pontos da superfície terrestre. Essas projeções levam em conta elementos como continentes, que são componentes geográficos, e as coordenadas geográficas, que são os dados cartográficos.

Podemos dizer, portanto, que o mapa-múndi é fundamental para:

  • Navegação e orientação espacial;
  • Fazer cálculos de distância entre dois pontos distintos;
  • Estipular as diferenças de fusos horários em todo o planeta;
  • Estudar os aspectos físicos do planeta (como relevos);
  • Visualizar divisões políticas e territoriais;
  • Ter noção sobre a distribuição da população mundial nos diferentes territórios.

Os primeiros modelos de mapa-múndi eram feitos à mão e contavam com sinalizações com orientações sobre rotas de navegação. No período das grandes navegações, inclusive, o mapa-múndi servia como material de localização espacial, tanto para marcar pontos de partida quanto para estipular novos destinos.

Hoje, esses mapas são feitos e projetados digitalmente; por isso, é mais difícil encontrar erros de cálculo, escala e dados nos materiais cartográficos digitalizados e feitos por especialistas em sistemas de informações geográficas.

Atualmente, o mapa-múndi representa a divisão política entre os 193 países que já foram reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). O mapa mostra também a distribuição das águas e das superfícies terrestres do planeta por meio da sinalização dos seis continentes e dos cinco oceanos da Terra.

O documento cartográfico conta, ainda, com uma representação dos mares e das ilhas do planeta, além de outros conteúdos relevantes para os estudos geográficos e geopolíticos no cenário global.

Para que esses dados possam ser interpretados da maneira correta, todo mapa-múndi precisa apresentar alguns componentes obrigatórios, tais como:

  • Título;
  • Legenda;
  • Escala;
  • Orientação.

Mapa-múndi: continentes do mundo

Foto: Flickr / azevedo_elcio

O mapa-múndi é, também, um material cartográfico que situa a localização dos seis continentes e ilhas do planeta, que correspondem a cerca de 30% de toda a superfície da Terra. A divisão dos continentes aconteceu ao longo da História por meio de processos políticos, e os seis continentes são:

América

Em termos de extensão territorial, a América é o segundo maior continente do planeta, e sua divisão tem relação com as características geográficas de cada região:

  • América do Norte;
  • América Central;
  • América do Sul.

Quando pensamos em questões sociopolíticas, a divisão do continente americano acontece da seguinte maneira:

  • América Anglo-saxônica;
  • América Latina.

África

A África é o continente situado na porção central do globo. Ao todo, tem 54 países, a maior quantidade em comparação aos outros cinco continentes da Terra.

Antártica

Em termos de extensão territorial, a Antártica, que não tem relação permanente de número de habitantes, ocupa o quarto lugar na relação dos maiores continentes e, como não tem uma divisão política regular, é ocupada por diversas bases de pesquisa, criadas por países do mundo todo.

Ásia

O continente asiático engloba a maior população de todo o planeta e possui, também, o maior continente em termos de extensão de território. Países emergentes, como China e Índia, garantem à Ásia altos índices de desenvolvimento econômico.

Europa

Em relação a questões políticas, a Europa é o continente mais importante da Terra, tendo diversos países ativos no cenário mundial, como é o caso da Alemanha, da França, do Reino Unido e da Itália.

Rússia e Turquia são dois países com territórios tanto na Europa quanto na Ásia.

Oceania

A Oceania é o continente constituído pelas ilhas existentes entre os oceanos Índico e Pacífico. Entre seus países mais conhecidos, estão: Austrália, Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné e Polinésia Francesa.

Mapa-múndi: países do mundo

Como se trata de uma projeção em forma de mapa do mundo, há diversos modelos de mapa-múndi. Foto: PxHere

Ainda não existe um consenso acerca da quantidade exata de países no planeta, e o número varia de acordo com questões políticas e econômicas de diferentes regiões geopolíticas da Terra.

Sabendo isso, o número de países reconhecidos pela ONU é 193. A distribuição desses países em cada um dos cinco continentes (a Antártica não possui divisões políticas) fica da seguinte maneira:

Países da América

A disposição dos países está de acordo com sua localização:

América do Norte em laranja; América Central em rosa; e América do Sul em azul. Foto: Concursos no Brasil

Países da África

África do SulEritreiaMali
SenegalAngolaEtiópia
MarrocosSerra LeoaArgélia
Eswatini (Suazilândia)MauritâniaSeychelles
BeninGabãoMoçambique
SomáliaBotsuanaGâmbia
NamíbiaSudãoBurkina Fasso
GanaNígerSudão do Sul
BurundiGuinéNigéria
TanzâniaCabo VerdeGuiné-Bissau
QuêniaTogoCamarões
Guiné EquatorialRepública Centro-AfricanaTunísia
ChadeLesotoRepública Democrática do Congo
UgandaComoresLibéria
República do CongoZâmbiaCosta do Marfim
LíbiaRepública de MaurícioZimbábue
DjiboutiMadagascarRuanda
Egito*MalauíSão Tomé e Príncipe

*O Egito é um país que tem seu território distribuído em mais de um continente.

Países da Ásia

AfeganistãoCoreia do NorteJordânia
QuirguistãoArábia SauditaCoreia do Sul
KuwaitSíriaBangladesh
Emirados Árabes UnidosLaosSri Lanka
BareinFilipinasLíbano
TadjiquistãoBruneiIêmen
MalásiaTailândiaButão
ÍndiaMaldivasTimor-Leste*
CambojaIndonésia*Myanmar
Turquia*CatarIrã
MongóliaTurcomenistãoCazaquistão
IraqueNepalUzbequistão
ChinaIsraelOmã
VietnãCingapuraJapão
Paquistão

*Países que têm seu território em mais de um continente. O Estado da Palestina faz parte da Ásia.

Países da Europa

AlbâniaDinamarcaItália
PolôniaAlemanhaEslováquia
LetôniaPortugalAndorra
EslovêniaLiechtensteinReino Unido
Armênia*EspanhaLituânia
RomêniaÁustriaEstônia
LuxemburgoRússia*Azerbaijão*
FinlândiaMacedôniaSan Marino
BelarusFrançaMalta
SérviaBélgicaGeórgia*
MoldáviaSuéciaBósnia e Herzegovina
GréciaMônacoSuíça
BulgáriaHungriaMontenegro
Tchéquia (ex República Tcheca)Chipre*Irlanda
NoruegaUcrâniaCroácia
IslândiaPaíses BaixosVaticano**

*Países que têm seu território em mais de um continente.
**O Vaticano é o menor país do mundo. Fica localizado em Roma, capital da Itália; e faz parte da Europa, portanto.

Países da Oceania

  • Austrália;
  • Kiribati;
  • Palau;
  • Tuvalu;
  • Fiji;
  • Micronésia;
  • Papua-Nova Guiné;
  • Vanuatu;
  • Ilhas Marshall;
  • Nauru;
  • Samoa;
  • Ilhas Salomão;
  • Nova Zelândia;
  • Tonga.

Linhas imaginárias do mapa-múndi

Além da posição dos continentes, países e mares, o mapa-múndi é formado também por linhas imaginárias, dispostas de maneiras perpendiculares horizontais (ou latitudinais) e verticais (ou longitudinais) – essas linhas são chamadas, respectivamente, de paralelos e meridianos.

O planeta Terra conta com cinco paralelos que são nomeados de acordo com suas características específicas, favorecendo as definições de coordenadas geográficas e ajudando a localizar pontos específicos na superfície do globo. Os paralelos do mapa-múndi são:

  • Linha do Equador: esse é o paralelo 0° que divide o planeta ao meio, em Hemisfério Norte e Hemisfério Sul. Acima e abaixo da Linha do Equador, a contagem de paralelos é realizada de maneira crescente até chegar aos 90°.
  • Trópico de Câncer: é um paralelo de 23°27’, situado no Hemisfério Norte e que transpassa 19 países.
  • Trópico de Capricórnio: é um paralelo de 23°27’ situado no Hemisfério Sul, passando por 10 países.
  • Círculo Polar Ártico: é um paralelo de 66°33’ que passa por oito países.
  • Círculo Polar Antártico: é um paralelo de 66°33’ que circunda a Antártica.

Os meridianos são as linhas verticais dispostas no mapa-múndi, utilizados para a marcação da longitude, que tem seus índices variando de 0° a 180°, a oeste e a leste. O famoso Meridiano de Greenwich representa 0° de longitude e é o que divide o planeta em dois hemisférios: ocidental e oriental.

O Meridiano de Greenwich é utilizado também como marco zero para a contagem de fusos horários.

Mapa-múndi: mares e oceanos do mundo

Estima-se que aproximadamente 70% do planeta seja ocupado por terras emersas, que são aquelas que ficam abaixo das águas dos oceanos. Nessas águas, existe uma diversidade enorme de espécies de vegetação, de animais e, também, de reserva mineral.

Como a exploração das regiões mais profundas dos oceanos é algo difícil de ser feito, ainda não se tem noção exata sobre quais as espécies que habitam esses lugares. A Terra tem cinco oceanos, que são representados no mapa-múndi:

  • Oceano Atlântico: Situado entre a América, a Europa e a África, o Oceano Atlântico é o segundo maior do planeta em extensão;
  • Oceano Glacial Antártico: Situado no extremo sul do globo, esse oceano é tido como uma união de outros grandes oceanos (Atlântico, Índico e Pacífico);
  • Oceano Glacial Ártico: localizado no extremo norte do globo, em um dos lugares mais frios da Terra, ao longo do círculo polar ártico, esse oceano é fortemente influenciado pelas geleiras presentes na área;
  • Oceano Índico: situado ao sul da Ásia, entre a África e a Oceania, esse oceano é o terceiro maior do planeta;
  • Oceano Pacífico: o maior oceano do globo fica entre a Ásia e a costa oeste da América, cercando a Oceania.

Além dos continentes e dos oceanos, a superfície do globo é constituída também por diversos mares, que têm extensões bem menores do que as dos oceanos. Existem cerca de 100 mares na Terra, e entre os mais importantes deles, temos:

  • Mar Mediterrâneo;
  • Mar do Caribe;
  • Mar Vermelho;
  • Mar Adriático;
  • Mar da China;
  • Mar Aral;
  • Mar Negro;
  • Mar Cáspio;
  • Mar do Japão;
  • Mar de Bering.

Representações do mapa-múndi

Existem formas distintas de representar pontos específicos do mapa-múndi. Essas representações são feitas de acordo com diferentes projeções cartográficas.

Levando em conta a dificuldade em converter o globo para uma superfície plana, podemos dizer que todas as projeções têm distorções, ainda que mínimas, em relação à forma como territórios e posicionamento dos continentes são representados, por exemplo.

O nível de distorção depende da superfície utilizada no mapa: cônica, cilíndrica ou esférica. Veja como são as principais projeções:

Projeção de Robinson

Essa é a projeção com os menores índices de distorções em relação à sua forma e à área dos territórios, sendo, portanto, a mais utilizada para a fabricação de mapas-múndi. Neste modelo, os paralelos estão em linhas retas e os meridianos estão curvados.

Projeção de Galls-Peters

Chamado também de projeção de Peters, esse modelo é do tipo cilíndrico equivalente, ou seja: as formas estão distorcidas, mas não o tamanho dos territórios.

Projeção de Mercator

Nessa projeção, o modelo é cilíndrico e tem paralelos e meridianos que formam ângulos retos entre si. A projeção de Mercator resulta em um mapa que coloca a Europa em seu centro e distorce territórios localizados em maiores latitudes.

Projeção de Mollweide

Conhecida também como projeção de Aitoff, essa representação cartográfica é cilíndrica e mantém o tamanho das áreas dos territórios, mas distorce suas formas — essas distorções ficam mais proeminentes na medida em que se afastam do ponto central.

Projeção sinusoidal

Essa é uma projeção pseudocilíndrica de área igual, que usa os polos como pontos e distorce os meridianos e os continentes. A parte com maior precisão nessa projeção é a região da Linha do Equador.

Projeção azimutal

Os mapas feitos com a projeção azimutal são apresentados em formato circular, de modo que os paralelos constituem círculos concêntricos divididos pelos meridianos que se encontram no ponto central.

Vídeos sobre mapa-múndi

Vídeo aula de Geografia: O mapa do mundo

Neste vídeo do Portal Clickideia, temos acesso a informações gerais sobre o mapa-múndi e suas divisões territoriais e geopolíticas. O professor fala também sobre a população mundial e os países mais populosos do planeta, abordando também assuntos sobre economia e distribuição de riqueza no mundo.

Todos os mapas do mundo são imperfeitos. Entenda as razões e as soluções para amenizar distorções

Neste vídeo da BBC News Brasil, o assunto abordado é justamente as distorções que existem nos diferentes modelos de mapa-múndi.

É um conteúdo interessante para quem busca visualizar essas imprecisões e entender melhor as questões matemáticas que complicam a projeção de uma superfície curva em uma superfície plana.

Mapa-múndi virando um globo terrestre

Neste vídeo de computação gráfica, podemos ter uma noção clara a respeito da maneira como o mapa plano se converte em um globo terrestre. O vídeo é apenas uma animação, sem sons e explicações, e foi feito para ser apresentado em um evento e ilustrar essa conversão de planos.

Conhecer melhor o mapa-múndi e seus critérios, bem como suas projeções e distorções, é fundamental quando queremos compreender tanto a distribuição de terras, oceanos e mares quanto a divisão política e econômica do planeta. Além, é claro, das características geográficas de cada região.

Ter uma boa noção a respeito desses assuntos, representados no mapa do mundo, pode ser um diferencial na hora de responder questões de provas e concursos, por isso é importante manter os estudos em dia!

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »