Lavagem de dinheiro

Lavagem de dinheiro: entenda o que é, como funciona e quais as consequências.

A lavagem de dinheiro é um dos temas mais polêmicos e que ocorre em todo o mundo. Essa prática pode ocorrer em diversos ramos, sendo muito comum acontecer com o envolvimento político ou de grandes empresas reconhecidas mundialmente.

O termo lavagem de dinheiro surgiu através de Al Capone, no ano de 1928, quando ele comprou uma série de lavanderias, que se tornou uma empresa de fachada, para poder realizar movimentações financeiras do qual os capitais eram provenientes de atividades criminosas.

A lavagem de dinheiro é um esquema criminoso e que pode refletir diretamente na nossa vida. Aumenta-se as taxas de crimes no país e ocorre a falta de verba pública para o investimento em áreas sociais básicas.

O que é a lavagem de dinheiro?

A lavagem de dinheiro é a geração de lucros provenientes de atividades ilícitas e que são maquiados para que possa parecer que veio de uma origem legal. Esta prática, que tem lucros a partir do crime ou qualquer tipo de atividade proibida, tem como objetivo esconder a origem real de todo esse dinheiro.

O dinheiro oriundo desse modo ilegal pode ser convertido em bens como casas muito valiosas, carros de luxo e qualquer outro bem material que possa ter muito valor no mercado. Assim é possível transformar um dinheiro ilegal na aquisição de um bem.

A primeira lei que tornou a lavagem de dinheiro crime foi no ano de 1998, a segunda no ano de 2012. Tudo o que se refere a lavagem de dinheiro, ocultação de posse de bens e outras coisas valiosas, são enquadrados como crime sendo possível pegar de 3 até 10 anos de cadeia e ainda pagar uma multa muito alta na casa dos 20 milhões de reais.

Como funciona a fraude?

A lavagem de dinheiro possui diversas formas de funcionamento. A forma mais comum dessa prática criminosa é a montagem de empresas de fachada, que só estão no mercado com um nome para poder realizar movimentações financeiras altas sem que haja o levantamento de suspeitas.

Essas empresas agem como se realizassem negócios legais e de forma honesta. Porém, é apenas algo de mentira criado pelos criminosos para poder movimentar o dinheiro que foi conseguido de maneira ilegal.

Existe também a prática de misturar o dinheiro ilegal com os recursos capitais de uma empresa real, apresentando o dinheiro como uma forma de receita da empresa que está sendo utilizada para isso. Essa empresa real, tanto quanto a de fachada pode simplesmente dizer que prestou serviços (sendo que estes nunca existiram) ou simplesmente obtiveram um faturamento superior.

Há também a possibilidade da lavagem de dinheiro funcionar através de funcionários em determinadas instituições financeiras. Onde todas as transações que dizem respeito à lavagem de dinheiro não são informadas, são ocultadas para que ninguém possa ter acesso e descobrir o esquema.

Há a possibilidade de fazer o esquema da lavagem do dinheiro funcionar de forma virtual. Na internet podem ser realizadas transferências eletrônicas ou serviços onde importa-se ou exporta-se bens que são adquiridos com o dinheiro do esquema.

Além disso, ela ainda pode funcionar com a divisão do dinheiro entre muitas pessoas, onde o dinheiro que era de valor muito alto, passa a se tornar pequeno. Fazendo com que seja deixado de lado suspeitas a respeito dos valores das transações.

Quais as consequências da lavagem de dinheiro?

A lavagem de dinheiro é responsável pelo grande financiamento do crime organizado de forma nacional ou não, fazendo com que esses crimes continuem ocorrendo. Com a lavagem de dinheiro é possível manter a prática criminosa.

Além disso, a lavagem de dinheiro prejudica os investimentos na área púbica como saúde, infraestrutura, educação, segurança e qualquer outro benefício público que pudesse ser feito em prol da sociedade.