Past Perfect Continuous: quando e como usar, regras e exemplos

Past Perfect Continuous é um tempo verbal em Inglês utilizado para descrever uma ação passada inacabada. Aprenda a usá-lo corretamente.

Past Perfect Continuous: quando e como usar, regras e exemplos

Confira a estrutura e exemplos para estudar Past Perfect Continuous - Foto: Concursos no Brasil

Basicamente, o Past Perfect Continuous ou Past Perfect Progressive (Passado Perfeito Contínuo ou Passado Perfeito Progressivo) é um tempo verbal da língua inglesa usado para descrever uma ação passada inacabada.

Você pode estar pensando, “não é tão básico assim”. Verdade, vamos entender mais profundamente do que se trata essa construção gramatical.

Antes de seguirmos, é importante ressaltar que para trabalhar com este tempo verbal é essencial que se tenha aprendido pelo menos duas estruturas temporais: o Simple Past e o Past Participle, pois eles são a base para o veremos a seguir.

Antes de nos aprofundarmos na estrutura, precisamos entender em qual situação o uso do Past Perfect Continuous é usado. Este tempo verbal serve para falar de ações em progresso (em curso) que começaram no passado e que ocorreram antes de outra ação que também está no passado recente.

Outro ponto importante do Past Perfect Continuous é que as situações expressas por ele estão mais focadas no processo do que no resultado da ação.

Dica! Existem expressões temporais que acompanham o uso do Past Perfect Continuous. Esse é um detalhe que vale a pena reparar, a fim de que se torne mais fácil identificar e usar de forma mais elaborada este tempo verbal. As expressões são:

  • for (para)
  • since (desde)
  • all morning (toda manhã)
  • all day (todo dia ou o dia todo)
  • for two minutes (por dois minutos)
  • for three weeks(por três semanas)
  • for one hour (por uma hora)
  • for several hours (por muitas horas)

Exemplos de aplicação:

  • We had been trying to open the door for five minutes when Jane found her key.
    (Nós tentamos abrir a porta por cinco minutos até que a Jane achou a chave.)

  • It had been raining hard all morning and the streets were very wet.
    (Choveu a manhã toda e as ruas estão muito molhadas.)

  • He had been thinking of calling her since their last date.
    (Ele tem pensado em ligar para ela desde o último encontro deles.)

Perceba que ao utilizar essas expressões de tempo, o entendimento da duração e do progresso da ação fica mais evidente. Elas também servem para marcar e separar a ação em progresso (continuous) daquela que já foi concluída.

Esta forma verbal equivale ao Past Continuous e ao Present Perfect Continuous que são usados no discurso direto (direct speech). Já o Past Perfect Continuous é aplicado para expressar o discurso indireto, conhecido em inglês como “reported speech”. Veja alguns exemplos:

  • Jane said she had been gardening all afternoon.
    (Jane disse que esteve cuidando do jardim a tarde toda.)

  • When questioned by the police, John told them he had been working late that night.
    (Quando foi questionado pela polícia, John disse-lhes que trabalhou até tarde aquela noite.)

  • They told me you had been sneaking in my house every morning.
    (Eles me disseram que você tem se esgueirado na minha casa toda manhã.)

Quando usar o Past Perfect Continuous

O Past Perfect Continuous pode ser aplicado em três circunstâncias:

  1. Quando se fala de algo que estava acontecendo antes ou ao mesmo tempo em que outra ação (fato) ocorrer. Neste caso expressões temporais como since, when, for e before podem ser empregadas para reforçar a ideia se simultaneidade. Veja:
  • When the doctor finally arrived, she already had been waiting there since 9am.
    (Quando o médico finalmente chegou, ela já estava esperando lá desde as 9 da manhã.)

  • Marie had been trying to find a good movie for hours when her husband finished dinner.
    (Marie estava tentando achar um bom filme há horas quando o marido dela terminou a janta.)

  • I had been talking to him for months before he showed up at my door.
    (Eu tenho falado com ele há meses antes dele aparecer na minha porta.)
  1. A fim de destacar o motivo do fato que ocorreu no passado, os termos que costumam marcar essa explicação são conectivos (linking words) de razão ou causa, como: because, for, since etc. Observe os exemplos a seguir:

Kevin put on some weight because he had been overeating.
(Kevin ganhou peso porque ele estava [tinha estado] comendo demais.)

The street was icy for it had been snowing.
(A rua estava congelada porque estava [tinha estado] nevando.)

I was tired since I had been working out.
(Eu estava cansada porque eu estava [tinha estado] me exercitando.)

  1. Para expressar uma condição. Essas sentenças podem ser estruturadas da seguinte forma: If clause (PAST PERFECT CONTINUOUS) + second clause (PAST MODAL). Observe os exemplos a seguir:
  • If it hadn’t been raining, we would have gone to the beach.
    (Se não estivesse chovendo, nós teríamos ido à praia.)

  • If we hadn’t been driving since morning, we would have never arrived in our destination today.
    (Se não estivéssemos dirigindo desde cedo, nunca teríamos chegado no nosso destino hoje.)

  • If he had been doing his homework all afternoon, he would have finished them by now.
    (Se ele estivesse fazendo as tarefas a tarde toda, ele teria terminado elas a uma hora dessa.)

Estrutura do Past Perfect Continuous

No vídeo acima, Maya contou todas as peripécias de viajar com uma amiga (sem noção) de vela. Reparou na estrutura das frases quando ela narrou as ações que se desenrolaram no passado? Sempre que ela mencionou alguma ação em progresso que aconteceu durante a viagem ela aplicou a estrutura do Past Perfect Continuous.

Se forma ainda não ficou bem entendida observe o esquema a seguir:

HAD + BEEN + VERB WITH ING

Então para construir a base deste tempo verbal temos: o verbo "to have" conjugado no Simple Past mais o verbo "to be" conjugado no Past Perfect acompanhado do verbo principal no gerúndio.

Perceba que a estrutura do verbo “to have” e “to be” são fixas, mas o gerúndio possui variações e regras específicas para serem aplicadas de acordo com o verbo, entenda com o quadro a seguir:

REGRA

EXEMPLOS

De acordo com a regra geral, basta acrescentar –ing no final do verbo.

To eat – eating

To go – going

To call – calling

Para os verbos terminados em consonante –e, ele é removido do final do verbo e acrescenta-se –ing

To write – writing

To ride – riding

To breathe – breathing

Os verbos monossílabos ou com última sílaba tônica, compostos de:

consoante + vogal + consoante

dobramos a última consoante e acrescentamos –ing

To cut – cutting

To run – running

To stop – stopping

To swim – swimming

To forget – forgetting

Verbos teminados em –ie, removemos esta terminação e acrescentamos –ying

To die – dying

To lie – lying

To tie – tying

NÃO dobramos a última letra no final do verbo quando terminado em:

–w, –x ou –y

To play – playing

To snow – snowing

To fix – fixing

Verbos que não são tônicos terminados em: consoante + vogal + consoante
NÃO se dobra a letra final

To visit – visiting

To happen – happening

To open – opening

to offer – offering

To listen – listening

Forma afirmativa (affirmative form)

Dada a estrutura verbal básica do Past Perfect Continuos que vimos anteriormente, para formar frases afirmativas precisamos: 

Sujeito + HAD + BEEN + VERB WITH ING + complemento.

Exemplos:

  • They had been saving for three year when they were finally able to buy that house.
    (Estavam economizando por três anos quando finalmente conseguiram comprar aquela casa.)

  • I had been watching this movie when I smelled something burning. 
    (Eu estava assistindo este filme quando senti o cheiro de algo queimando.)

  • She had been working hard all day yesterday.
    (Ela esteve trabalhando muito durante todo o dia de ontem.)

Forma negativa (negative form)

Agora, para construir uma sentença negativa no Past Perfect Continuous, basta acrescentar a palavra “not” logo após o verbo “had”. Veja a estrutura:

Sujeito + HAD + NOT + BEEN + VERB WITH ING+ complemento.

Exemplos:

  • Janet had not been studying, she was playing video games.
    (Janet não estava estudando, ela estava jogando vídeo game.)

  • I hadn't been loving him since he cheated on me.
    (Eu não tenho amado ele desde que ele me traiu.)

  • Carlos had not been attending English class for five weeks.
    (Carlos não tem participado da aula de inglês por cinco semanas)

Repare que a estrutura do verbo “to have” com a partícula de negação “not” na segunda sentença foi expressa na forma contraída: hadn’t (had+not). Essa possibilidade é comumente usada na língua oral, mas em documentos e textos escritos ela é inadequada, então muito cuidado na hora de escrever!

Forma interrogativa (interrogative form)

Por fim, a estrutura para fazer perguntas com o Past Perfect Continuous demanda uma pequena dança das cadeiras.

Ao contrário da língua portuguesa, não basta mudar a entonação final para fazer perguntas, a língua inglesa convencionou que na forma interrogativa, o verbo auxiliar irá trocar de lugar com o sujeito, indo para o início da frase. Este é o indicativo de que o restante da sentença se trata de uma pergunta, observe:

HAD + sujeito + BEEN + VERB WITH ING+ complemento?

Exemplos:

  • Had you been waiting for me for a long time?
    (Vocês têm esperado por mim por muito tempo?)

  • Had he been crying?
    (Ele estava chorando?)

  • Had Maria been studying for the tests?
    (Maria vinha estudando para as provas?)

Diferença entre Past Perfect Simple e Past Perfect Continuous

Primeiro, precisamos considerar que sim, os tempos Simple e Continuous compartilham um ponto comum: ambos utilizam uma estrutura verbal composta por um verbo no Simple Past, que é o verbo “to have” (HAD).

Então como diferenciá-los?

Um ponto que vai determinar a diferença, pelo menos estrutural, entre os dois tempos verbais são os tempos que acompanham o auxiliar HAD. Observe os exemplos:

  • Jonathan had cleaned the house when I arrived.
    (Jonathan tinha limpado a casa quando eu cheguei.)

  • Jonathan had been cleaning the house when I arrived.
    (Jonathan estava limpado a casa quando eu cheguei.)

Na primeira frase, que está no Past Perfect Simple, o verbo had é acompanhado pelo verbo “to clean” na forma do Past Participle (Particípio Passado). Já na segunda sentença, o auxiliar had é seguido do verbo “to be” no Past Participle que é acompanhado de um verbo no gerúndio (ING).

Por meio dessas duas sentenças também podemos perceber a diferença de sentidos que implica em usar o tempo Simple ou o Continuous.

O Past Perfect Simple foi usado para indicar que a primeira ação no passado que aconteceu e foi concluída antes de outra ação que também ocorreu no passado. Então entendemos que Jonathan tinha terminado de limpar a casa quando o a outra pessoa chegou.

Já o Past Perfect Continuous foi aplicado para expressar que havia uma ação em progresso (não concluída) no passado antes de outra ação também no passado. Então podemos concluir que Jonathan começou a limpar a casa e ainda não havia terminado quando a outra pessoa chegou.

Recaptulando

Vamos revisar tudo o que aprendemos até agora? Continue com a caneta na mão para fazer umas observações e pegar dicas com este vídeo das Professoras Bi e Gi?

Então, o ponto principal que precisamos ter em mente sobre o Past Perfect Continuous é que ele sempre é utilizado para expressar uma ação iniciada no passado, que estava em progresso naquele momento e que foi concluída em certo momento desse mesmo período passado.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »