Urna eletrônica de votação

Os brasileiros estão se preparando para mais uma votação por meio da urna eletrônica.

Desde o ano de 1996, os brasileiros não sabem mais o que é votar por meio de cédulas, já que desde então, a votação tem sido por meio da urna eletrônica.

O voto na urna eletrônica é rápido e muito fácil.

Com isso, a população em poucas horas após o término do horário de votação, conseguem ter conhecimento sobre quais candidatos obtiveram êxito em suas campanhas.

No dia 07 de outubro, os milhares de eleitores existentes em todo o território brasileiro deverão escolher seis representantes.

A ordem dos cargos eletivos a serem ocupados e que aparecerão na urna eletrônica é:  deputado federal, deputado estadual ou distrital, senador 1, senador 2, governador e presidente.

Eleitores podem simular a votação na urna eletrônica

O Tribunal Superior Eleitoral por meio do seu site disponibilizou aos seus eleitores um simulador de votação na urna eletrônica.

Com isso, os eleitores que quiserem poderão treinar a votação para os cargos eletivos que estão sendo disputados pelos candidatos.

Desta forma, no dia da eleição, isto é, dia 07 de outubro, os eleitores não terão dúvidas como realizar o voto.

A simulação é divertida, didática e rápida, como se realmente estivesse mediante a urna eletrônica que será utilizada no dia do pleito.

De todo modo, na simulação não conterão os nomes dos candidatos, mas sim, nomes e partidos fictícios.

Urna Eletrônica é segura

Em época de eleição, sempre surgem alguns questionamentos quanto a segurança da urna eletrônica.

Os especialistas alegam que com a urna eletrônica a segurança é muito maior.

O motivo desta alegação é baseado no fato de que o Tribunal Superior Eleitoral realiza diversos procedimentos, rotinas e verificações com o objetivo de proporcionar uma maior segurança ao processo eleitoral.

Dúvidas comuns quanto a urna eletrônica

A urna eletrônica utilizada uma linguagem codificada denominada criptografia e não tem qualquer conexão com a internet.

Desta forma, quando um eleitor realiza a escolha de seus candidatos na urna eletrônica, não há como saber quais os candidatos escolhidos, mas sim, há a informação de que determinado eleitor já votou.

Portanto, se alguém disser para você que é possível ter conhecimento em qual candidato votou, estará mentindo, já que somente é possível saber, se determinado eleitor votou ou não, mas não em quem ou em quais.

No Brasil, o voto é obrigatório para os maiores de 18 anos e menores de 70 anos de idade.

Há quem diga que as urnas eletrônicas são fabricadas na Venezuela pela Smartmatic, porém esta informação é equivocada.

Na verdade, os sistemas e as urnas são desenvolvidas pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral.

Além disso, o Tribunal Superior Eleitoral contrata empresas para poder executar o serviço de montagem e todo este procedimento é fiscalizado diretamente pelos servidores da Justiça Eleitoral.

Portanto, se ouvir falar que as urnas eletrônicas são oriundas da Venezuela, você já sabe como rebater esta informação equivocada.

Inclusive, o Tribunal Superior Eleitoral disponibilizou um vídeo no YouTube justamente para poder acabar com este mito.

Por Janaina Silva