Adjetivos: o que são, tipos, gênero, número e grau

Adjetivo é uma classe de palavras que emprega uma qualidade, estado ou característica ao substantivo. Saiba mais sobre o tema aqui.

Adjetivo: saiba mais sobre tipos, gênero, número e grau

A função do adjetivo é dar características a um substantivo - Foto: Concursos no Brasil

A classe gramatical da língua portuguesa cuja função é acompanhar e modificar substantivos e dar a eles características, estados, modos, origens dentre outras particularidades e predicados, é chamada de adjetivo.

Os adjetivos são uma classe de palavras que podem variar (flexionar) em relação ao gênero (feminino e masculino), número (singular e plural) e grau (comparativo e superlativo).

Para entender um pouco mais a fundo a função dos adjetivos, vale a pena conhecer a palavra latina "adjectivus", da qual ela provém, que significa “o que é adicionado, somado”. Portanto, podemos inferir que o adjetivo é uma palavra que é adicionada ao nome lhe acrescentando significado.

A principal função de um adjetivo é acompanhar um substantivo, conferindo a ele características ou algo que o particularize. Desse modo, os adjetivos sempre atuam nas sentenças como adjunto adnominalpredicativo.

É importante ter em mente que, de acordo com a “Moderna Gramática Portuguesa”, o adjetivo possui sobretudo uma função delimitadora, que nos apresenta as seguintes distinções:

  • De explicação: estes destacam a característica do nome, como podemos observar em “lindo horizonte”, “delicioso jantar” e “imenso universo”.
  • De especialização: estes delimitadores marcam limites amplos ou restritos do substantivo, sem contradizer outros termos que o caracterizem, como no exemplo: “A vida inteira”, “o céu alaranjado” e “a seda chinesa”.
  • De especificação: também chamados de “especificação distintiva”, são delimitadores que restringem o significado da palavra, podendo agregar outros sentidos não ligados ao seu significado e criando distinções. Como nos termos “arma de brinquedo”, “animal selvagem” e “igreja barroca”.

Tipos de adjetivo

Os adjetivos são classificados da seguinte maneira: simples (apresentam um radical), composto (mais de um radical), primitivos (quando formam outras palavras) e derivados (quando são criados a partir das palavras primitivas).

Adjetivo simples

Tido como o tipo mais comum e que compõe a maior parte dessa classe de palavras são os adjetivos simples, que são compostos de somente um radical.

Entende-se por radical o elemento que possui o significado básico de uma palavra, a partir da qual podemos formar outras novas. Como, por exemplo, do radical port- podemos criar os termos: porteira, portão, portal.

A seguir temos uma lista com alguns exemplares deste tipo de adjetivo:

  • alto/alta
  • antigo/antiga
  • belo/bela
  • bonito/bonita
  • cheiroso/cheirosa
  • comprido/comprida
  • curto/curta
  • esperto/esperta
  • feio/feia
  • gordo/gorda
  • lento/lenta
  • lindo/linda
  • liso/lisa
  • meigo/meiga
  • pequeno/pequena
  • perigoso/perigosa
  • querido/querida
  • raivoso/raivosa
  • rápido/rápida
  • velho/velha
  • zangado/zangada

Adjetivo composto

Como o próprio nome sugere, um adjetivo composto é aquele que apresenta mais de um radical, ou seja, são termos formados por dois elementos que são geralmente separados por hífen.

Lembrando que o radical é o elemento invariável e comum de algumas palavras, ele é a base fundamental dos vocábulos dos quais são formados os adjetivos compostos.

Chamamos de adjetivos uniformes alguns adjetivos compostos que são invariáveis, ou seja, aqueles que são escritos da mesma forma para ambos os gêneros. Já os que apresentam variação quanto ao gênero (masculino e feminino) damos o nome de adjetivos biformes.

De acordo com a flexão de gênero, os adjetivos compostos podem seguir os seguintes critérios:

  1. Quando temos um adjetivo composto formado por dois adjetivos ele sofrerá variação em gênero nos dois termos que o compõem. Também há aqueles que apenas o segundo termo concorda com o gênero, como nos exemplos: garoto surdo-mudo e garota surda-muda; menina luso-brasileira e menino luso-brasileiro.
  2. Não sofrerá variação um adjetivo composto constituído por adjetivo e substantivo no qual o segundo elemento é formado substantivo: a blusa amarelo-limão, o tapete amarelo-limão; o terne verde-garrafa, a roupa verde-garrafa.
  3. No caso dos adjetivos compostos formado a partir de substantivos e adjetivos, sendo o último termo for um substantivo, estes são invariáveis. Ou seja, para eles não existe modificação na forma, a mesma palavra é usada para os dois gêneros. Veja os exemplos: torcida rubro-negra, jogo rubro-negro; o pássaro amarelo-ouro, a gaivota amarelo-ouro.

Um ponto que costuma gerar muitas dúvidas nos estudantes dessa classe de palavra é em relação a flexão de número (singular e plural). A fim de facilitar este entendimento, é necessário atentar-se para a classificação das palavras que o compõem, que podem ser substantivos e/ou adjetivos.

Alguns deles sofrerão flexão somente no primeiro elemento, outros no segundo e ainda há aqueles nos quais os dois elementos serão flexionados.  

Vias de regra, quando o segundo (último) elemento for um adjetivo, não haverá flexão e quando o primeiro elemento for um substantivo, ele não será flexionado. Veja como variação em número dos adjetivos compostos pode acontecer:

  1. Quando somente o último elemento (adjetivo) é flexionado no plural, como por exemplo: lenço rosa-claro/lenços rosa-claros; olho castanho-escuro/olhos castanho-escuros, especialista médico-dentário/ especialistas médico-dentários.
  2. São invariáveis (não possuem plural) todos os adjetivos compostos com nomes de cores acompanhados de substantivos (último elemento), observe: quadro cor-de-rosa/ quadros cor-de-rosa; olho verde-água/ olhos verde-água; tapete azul-celeste/ tapetes azul-celeste.

Temos adjetivos compostos que fogem à estas regras de flexão, nos quais os dois elementos que o compõem sofrem flexão no plural, como no caso de termos que tratam de características físicas. Como acontece com os termos: aquele humano-animal/ aqueles humanos-animais; menino surdo-mudo/meninos surdos-mudos.

Por fim, temos o caso de flexão de número dos adjetivos compostos sem hífen, estes possuem variação no “último” termo, como por exemplo: raio ultravioleta/ raios ultravioletas; problema socioeconômico/ problemas socioeconômicos; atividade sociocultural/ atividades socioculturais.

Adjetivo primitivo e derivado

De forma bem simples os adjetivos primitivos não aqueles que não derivam de nenhuma palavra. Eles são, na verdade, a base da qual outros adjetivos são formados, os derivados.

Além disso, os adjetivos derivados, podem ser formados a partir de adjetivos, substantivos ou verbos.

Observe alguns de adjetivos derivados de outros adjetivos, que chamamos de primitivos:

ADJETIVOS PRIMITIVOS

ADJETIVOS DERIVADOS

azul

azulado

amarelo

amarelado

branco

esbranquiçado

feliz

infeliz

fiel

infiel

notável

notabilíssimo

triste

tristonho

verde

esverdeado

Na formação dos derivados a partir de verbos podemos considerar os sufixos mais usados:

SUFIXOS

SIGNIFICADO

EXEMPLOS

– ante
–ente
–inte

ação, qualidade, estado

amante, despachante, semelhante, tolerante, resistente, poente, crescente, ouvinte, constituinte, seguinte

–ável
–ível

digno de, passível e praticar ou sofrer um ação

amável, durável, palatável, louvável, desejável, perecível, punível, sensível, removível

–io
–iço
–icio
–ivo

referência, modo de ser, tendência, aproximação

lavradio, erradio, escorregadiço, movediço, acomodatício, prestativo, pensativo, negativo

–doiro
–douro
-tório

pertinência, ação

casadoiro, vindouro, duradouro, morredouro, satisfatório, expiatório, preparatório

Os sufixos também são usados na formação de adjetivos derivados de substantivos, veja:

SUFIXOS

SIGNIFICADO

EXEMPLOS

–aco, –ado,
–aico, –al,
–ar, –ário,
–eiró, –enho,

–eno, –ense,

–ês, –eu,
–ino, –ita

referência, relação, origem, procedência, natureza, posse, pertinência

austríaco, maníaco, amarelado,
barbado, hebraico, arcaico,
genial, imortal, escolar,
familiar, partidário, diário,
caseiro, mineiro, ferrenho,
panamenho, terreno, chileno, maranhense, parisiense, francês, português, europeu, judeu,
 marroquino, londrino, israelita, saudita.

–eo, –esco,
–isco–il,
–este, –estre,
–ício, –ico,
–tico

relação, referência, participação, matéria, semelhança, qualidade

róseo, férreo, gigantesco,
parentesco, mourisco, senhoril,
febril, agreste, celeste,
silvestre, terrestre, alimentício,
patrício, geométrico, bíblico,
ibérico, aromático, asiático, rústico.

–ão
–ano

característica, providência, profissão, relativo a, partidário de, adepto de

Aldeão, alemão, coimbrão,
pagão, byroniano, darwiniano,
romano, sergipano.

–ento
– (l)ento
–onho
–oso
–udo

provido ou cheio de, que tem o caráter de, que causa ou produz, que pratica,

barrento, ciumento, virulento,
purulento, medonho, enfadonho, apetitoso, medroso, saudoso,
venenoso, clamoroso, barbudo,
carnudo, peludo, pontudo.

Adjetivo pátrio

Os adjetivos pátrios ou gentílicos são aqueles que caracterizam e indicam a origem ou nacionalidade de alguém (pessoas) ou algo (coisas), considerando países, continentes, cidades, regiões, entre outros.

Quanto ao uso do hífen nessa classe de adjetivos, consideramos:  

  1. Não é necessário o uso do hífen quando o segundo elemento não é um adjetivo pátrio, como no caso dos termos: afrodescendente, eurocomunista, lusofobia.
  2. Obrigatório o uso do hífen nas formas alatinadas ou reduzidas caso seguidas de outro adjetivo pátrio formando um adjetivo pátrio composto. Além disso, todos devem ser escritos (grafados) com letra minúscula, veja os exemplos a seguir:

ESTADO

ADJETIVO

Acre

acriano ou acreano

Alagoas

alagoano ou alagoense

Amapá

amapaense

Amazonas

amazonense

Bahia

baiano (sem h)

Ceará

cearense

Espírito Santo

espírito-santense ou capixaba

Goiás

goiano

Maranhão

maranhense ou maranhão

Mato Grosso

mato-grossense

Mato Grosso do Sul

mato-grossense-do-sul ou
sul-mato-grossense

Minas Gerais

mineiro ou geralista

Pará

paraense, paroara ou parauara

Paraíba

paraibano

Paraná

paranaense, paranista ou tingui

Pernambuco

pernambucano

Piauí

piauiense ou piauizeiro

Rio de Janeiro

fluminense

Rio Grande do Norte

rio-grandense-do-norte,
norte-rio-grandense ou potiguar

Rio Grande do Sul

rio-grandense-do-sul,
sul-rio-grandense ou gaúcho

Rondônia

rondoniense ou rondoniano

Roraima

roraimense

Santa Catarina

catarinense, santa-catarinense, catarineta ou barriga-verde

São Paulo

paulista ou bandeirante

Sergipe

sergipano ou sergipense

Tocantins

tocantinense

Adjetivos Pátrios das Capitais do Brasil

CAPITAL

ADJETIVO

Aracaju

aracajuano ou aracajuense

Belém

belenense

Belo Horizonte

belo-horizontino

Boa Vista

boa-vistense

Brasília

brasiliense ou candango

Campo Grande

campo-grandense

Cuiabá

cuiabano

Curitiba

curitibano

Florianópolis

florianopolitano

Fortaleza

fortalezense

Goiânia

goianense

João Pessoa

pessoense

Macapá

macapaense

Maceió

maceioense

Manaus

manauense, manauara ou baré

Natal

natalense

Palmas

palmense

Porto Alegre

porto-alegrense

Porto Velho

porto-velhense

Recife

recifense

Rio Branco

rio-branquense

Rio de Janeiro

carioca

Salvador

soteropolitano ou salvadorense

São Luís

são-luisense ou ludovicense

São Paulo

paulistano

Teresina

teresinense

Vitória

vitoriense

Adjetivos Pátrios de Países

PAÍS

ADJETIVO

Afeganistão

afegane ou afegão

África do Sul

sul-africano ou austro-africano

Albânia

albanês

Alemanha

alemão, germânico, germano ou teutônico

Andorra

andorrano ou andorrense

Angola

angolano ou angolense

Antígua e Barbuda

antiguano

Arábia Saudita

saudita ou árabe-saudita

Argélia

argelino ou argeliano

Argentina

argentino

Austrália

australiano

Áustria

austríaco

Azerbaijão

azerbaijano ou azeri

Bahamas

bahamense, baamense,
baamiano ou bahamiano

Bangladesh

bangladeshiano

Barbados

barbadiano

Bélgica

belga

Belize

belizenho ou belizense

Benim

beninense

Bielorrússia

bielorrusso

Birmânia

birmanês, birmã ou birmane

Bolívia

boliviano

Bósnia

bósnio

Botsuana

 botsuanês

Brasil

brasileiro ou brasiliano

Brunei

bruneano

Bulgária

búlgaro

Burkina Faso

burquinense ou burquino

Burundi

burundiano, burundinês

Butão

butanês, butanense ou butani

Cabo Verde

cabo-verdiano

Camarões

camaronense ou camaronês

Camboja

cambojano, cambojiano ou campucheano

Canadá

canadense, canadiano ou canadiense

Catar

catariano ou catarense

Cazaquistão

cazaquistanês

Chade

chadiano ou chadiense

Chile

chileno

China

chinês, china ou chino

Chipre

cipriota, cíprio ou chiprense

Colômbia

colombiano

Comores

comorense ou comoriano

Congo

congolês, congo ou conguês

Coreia do Norte

coreano, norte-coreano

Coreia do Sul

coreano, sul-coreano

Costa do Marfim

marfiniano, marfinense, ebúrneo ou costa-marfinense

Costa Rica

costa-riquenho ou costa-riquense

Croácia

croata

Cuba

cubano

Dinamarca

dinamarquês, danês ou dano

Djibuti

djibutiano

Egito

egípcio ou egipciano

El Salvador

salvadorenho ou salvatoriano

Emirados Árabes Unidos

emiradense

Equador

equatoriano

Escócia

escocês

Eslováquia

eslovaco

Espanha

espanhol

Estados Unidos da América

norte-americano, estadunidense, ianque, americano-do-norte ou estado-unidense

Estônia

estoniano ou estônio

Eslovênia

esloveno

Etiópia

etíope ou etiópio

Fiji

fijiano

Filipinas

filipino

Finlândia

finlandês ou finês

França

francês

Gabão

gabonense ou gabonês

Gâmbia

gambiano ou gambiense

Gana

ganense ou ganês

Geórgia

georgiano

Granada

granadino

Grécia

grego, heleno ou argivo

Groenlândia

groenlandês ou gronelandês

Guatemala

guatemalteco ou guatemalense

Guiana

guianense ou guianês

Guiné

guineano ou guinéu

Guiné-Bissau

guineense

Guiné Equatorial

guinéu-equatoriano

Haiti

haitiano

Holanda

holandês, neerlandês ou batavo

Honduras

hondurenho

Hungria

húngaro ou hungarês

Iêmen

iemenita

Ilhas Marshall

marshalino

Ilhas Salomão

salomônico

Índia

indiano ou hindu

Indonésia

indonésia

Inglaterra

inglês, anglo, anglo-saxão ou britânico

Irã

iraniano ou irânico

Iraque

iraquiano

Irlanda

irlandês

Islândia

islandês

Israel

israelense ou israeliano

Itália

italiano, itálico ou ítalo

Iugoslávia

iugoslavo ou iugoslavo

Jamaica

jamaicano ou jamaicense

Japão

japonês ou nipônico

Jordânia

jordaniano, jordaniense ou jordânio

Kiribati

kiribatiano

Kuwait

kuwaitiano

Laos

laosiano ou laosense

Lesoto

lesotiano

Líbano

libanês

Libéria

liberiano

Líbia

líbio ou líbico

Liechtenstein

liechtensteinense, liechtensteiniano ou listenstainiano

Luxemburgo

luxemburguês

Macedônia

macedônio

Malásia

malásio, malaio ou malasiano

Malaui

malaviano ou malauiano

Maldivas

maldívio, maldivano ou maldivo

Mali

maliano

Malta

maltês

Marrocos

marroquino

Maurícia

mauriciano

Mauritânia

mauritaniano ou mauritano

México

mexicano

Moçambique

moçambicano

Moldávia

moldávio

Mônaco

monegasco

Mongólia

mongol, mongolino ou mongólico

Myanmar

birmane, birmanês ou birmã

Namíbia

namibiano ou namíbio

Nauru

nauruano

Nepal

nepalês

Nicarágua

nicaraguano ou nicaraguense

Níger

nigerino ou nigerense

Nigéria

nigeriano

Noruega

norueguês

Nova Zelândia

neozelandês

Omã

omanense, omaniano ou omani

Palau

palauano, palauense

Panamá

panamenho ou panamense

Papua Nova Guiné

papua ou papuásio

Paquistão

paquistanense ou paquistanês

Paraguai

paraguaio ou paraguaiano

Peru

peruano ou peruviano

Polônia

polonês ou polaco

Porto Rico

porto-riquenho ou porto-riquense

Portugal

português, lusitano ou luso

Quênia

queniano

Quirguistão

quirguistanês, quirguiz

República Centro-Africana

centro-africano

República Checa

checo

República Dominicana

dominicano

Romênia

romeno

Ruanda

ruandês

Rússia

russo

Samoa Ocidental ou Americana

samoano ou samoense

Santa Lúcia

santa-lucense

São Cristóvão e Nevis

são-cristovense

São Marino

são-marinense ou são-marinense

São Tomé e Príncipe

são-tomense ou santomense

São Vicente e Granadinas

são-vicentino

Seicheles

seichelense

Senegal

senegalês, senegalense ou senegaliano

Serra Leoa

serra-leonense ou serra-leonês

Singapura

singapurense ou singapuriano

Síria

sírio ou siríaco

Somália

somali ou somaliano

Sri Lanka

cingalês

Suazilândia

suazi, suazi ou suazilandês

Sudão

sudanês

Suécia

sueco

Suíça

suíço, helvécio ou helvético

Suriname

surinamense ou surinamês

Tailândia

tailandês

Tajiquistão

tadjique, tajiquistanês

Tanzânia

tanzaniano

Tibete

tibetano

Timor-Leste

timorense

Togo

togolês, togolense, toguense ou toguês

Tonga

tonganês

Trinidade e Tobago

trinitário, trinatário-tobagense e tobaguiano

Tunísia

tunisiano

Turquia

turco

Tuvalu

tuvaluano

Ucrânia

ucraniano

Uganda

ugandense ou ugandês

Uruguai

uruguaio ou uruguaiano

Uzbequistão

uzbeque, uzbequistanês

Venezuela

venezuelano

Vietnã

vietnamita ou vietnamense

Zaire

zairense

Zâmbia

zambiano, zambiense ou zâmbio

Zimbábue

zimbabuense ou zimbabuano

Gêneros de adjetivos

Os adjetivos são divididos em duas categorias principais em relação aos gêneros (masculino e feminino):

1. Adjetivos Uniformes: são aqueles que possuem uma forma distinta para os dois gêneros (feminino e masculino). Também de chamados de “comum de dois gêneros”, estes adjetivos normalmente são terminados em –e, –z, –m e –l, veja os exemplos:

  • Uma funcionária eficiente – um funcionário eficiente;
  • uma máquina veloz – um carro veloz;
  • uma mulher jovem – um homem jovem;
  • uma tarefa difícil – um trabalho difícil.

2. Adjetivos Biformes: são aqueles que possuem forma variável, eles fazem acordo de gênero (masculino e feminino) com as palavras que eles acompanham, observe os exemplos:

  • mulher carinhosa – homem carinhoso;
  • uma casa bonita – um carro bonito;
  • uma criança curiosa – um bicho curioso;
  • uma comida fria – um vento frio;
  • uma parceira amorosa – um parceiro amoroso.

Número de adjetivos

Os adjetivos também sofrem flexão em relação ao número, ou seja, podem estar no singular ou no plural. Para a formação do plural existem regras diferentes para os adjetivos simples e os adjetivos compostos.

O plural dos adjetivos simples segue as mesmas regras de variação de número que são usadas na formação do plural dos substantivos, observe:

  • a pera madura – as peras maduras;
  • o homem resmungão – os homens resmungões;
  • a mochila azul – as mochilas azuis.

Já o plural dos adjetivos compostos possui duas condições relacionadas a variação. A regra geral indica que somente o último elemento que forma o adjetivo composto vai variar em número, indo para o plural, como no caso de:

  • afro-brasileira – afro-brasileiras;
  • mal-educado – mal-educados;
  • franco-argentino – franco-argentinos;
  • médico-hospitalar – médico-hospitalares;
  • econômico-social – econômico-sociais.

Porém, existem casos em que os adjetivos compostos são invariáveis, ou seja, eles não possuem uma forma no plural. Geralmente este é o caso dos adjetivos que são formados por um substantivo no último elemento, veja:

  •  parede amarelo-canário – paredes amarelo-canário.
  • tecido vermelho-sangue – tecidos vermelho-sangue.
  • saia amarelo-palha – saias amarelo-palha
  • calça verde-bandeira – calças verde-bandeira
  • vestido verde-água – vestidos verde-água

Grau dos adjetivos

O grau dos adjetivos que pode ser comparativo e superlativo. Isto é usado quando vamos fazer comparações ou elevar as características entre substantivos. Vamos entender como aplicar essas comparações e suas especificidades a seguir.

O grau comparativo é dividido em três graus:

1. comparativo de igualdade: neste é usado a combinação: “tão + adjetivo + quanto”, para realizar as comparações em nível de igualdade duas pessoas, situações ou coisas. Como nos exemplos:  

  • Maria é tão inteligentequanto
  • A receita dela é tão saborosaquanto a sua.
  • Esta atividade é tão difícil quanto

2. comparativo de superioridade: usamos a combinação “mais + adjetivo + que” ou “mais + adjetivo + do que” para comparar dois termos em um nível de superioridade. Veja:

  • O trabalho dela é mais detalhadodo queo seu.
  • Este peso é mais leve que
  • Joana é mais disciplinada do que

3. comparativo de inferioridade: por meio da combinação “menos + adjetivo + que” ou “menos + adjetivo + do que” fazemos comparações em um patamar de inferioridade, como nos exemplos:

  • Marcos é menosengraçado que
  • A receita dela é menos trabalhosado quea sua.
  • Esta brincadeira é menos divertida que

Nota: para o grau comparativo de superioridade quando se pretende comparar algo no mérito do que é mais “bom”, “mau”, “grande” e “pequeno”, serão usados os termos “melhor”, “pior”, “maior” e “menor”.

Já o grau superlativo é dividido em quatro categorias que seguem as seguintes regras de formação:

  1. O superlativo relativo de superioridade: que é formado pela estrutura “o mais + adjetivo+ de/dentre”.
    Exemplo: É o maisresponsável dos
                      Rex é o mais feroz dentre os cães no canil.

  2. O superlativo relativo de inferioridade: formado pela estrutura “o menos + adjetivo + de/dentre”.
    Exemplo: É o menosresponsável dos funcionários.
                   Aquele é o menos caro dentre os novos produtos.

  3. O superlativo absoluto analítico: este é formado com o auxílio de um advérbio ou expressões que indicam excesso, como: muito, imensamente, extraordinariamente, grandemente etc.
    Exemplo: Ele é muito esforçado.
                  Somos imensamente gratos pela sua contribuição.

  4. O superlativo absoluto sintético é expresso por apenas um termo, que é formado por meio da junção do adjetivo a um sufixo, como: –íssimo, –ílimo, –érrimo
    Exemplo: responsável – responsabilíssimo
                fácil – facílimo
                      pobre – paupérrimo

Locução adjetiva

Por fim, a respeito das possibilidades de formação de um adjetivo, podemos criar a partir de um adjetivo derivado uma locução adjetiva.

Elas normalmente são formadas por preposição + substantivo ou preposição + advérbio, ela nunca é formada por verbo, porque neste caso ela corresponderia a uma oração.

A seguir disponibilizamos uma lista das locuções adjetivas mais comuns:

ADJETIVODERIVADO

LOCUÇÃO ADJETIVA

abdominal

de abdômen

angelical

de anjo

anual

de ano

aracnídeo

de aranha

argênteo ou argírico

De prata

áureo, dourado

De ouro

auricular

De orelha

bélico

De guerra

bovino

de boi

brônzeo ou êneo

de bronze

bucal ou oral

de boca

canino

De cão

capilar

De cabelo

caprino

De cabra

celíaco ou entérico

De intestino

ciático

De quadril

cinéreo

De cinza

cúprico

De cobre

decorativo

De decoração

Diamantino ou adamantino

De diamante

diário

De dia

dianteiro

De frente

digital

De dedo

discente

De aluno

docente

De professor

ebóreo ou ebúrneo

De marfim

eólico

De vento

episcopal

De bispo

Equino, cavalar ou hípico

De cavalo

escolar

De escola

esmeraldino

De esmeralda

estival

De verão

Estomacal ou gástrico

De estômago

estrelar

De estrela

fabril

De fábrica

facial

de face

farináceo

de farinha

felino

De gato

feroz ou ferino

de fera

fluvial

De rio

glacial

De gelo

governamental

De governo

gutural

De garganta

ígneo

De fogo

Infantil ou pueril

De criança

insular

De ilha

invernal ou hibernal

De inverno

junino

De junho

laríngeo

De laringe

leonino

De leão

leporino

De lebre

lígneo

De madeira

Lunar ou selênico

De lua

lupino

De lobo

macacal, símio ou simiesco

De macaco

magistral

De mestre

materno ou maternal

De mãe

matutino

De manhã

mensal

De mês

mundial

De mundo

ocular

De olhos

ofídico

De serpente

ovino

De ovelha

ótico ou óptico

De visão

pancreático

De pâncreas

pascal

De Páscoa

passional

De paixão

paternal

De pai

pecuário

De gado

písceo ou ictíaco

De peixe

Pluvial ou chuvoso

De chuva

renal

De rim

Rural ou campestre

De campo

senil

De velho

sideral

De astro

solar

De sol

suíno

De porco

sulfúrico

De enxofre

terreno, terrestre ou telúrico

De terra

traseiro

De trás

urbano

De cidade

vespertino

De tarde

Vítreo ou hialino

De vidro

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »