Aposto: o que é, tipos, como usar e exemplos

Aposto é um acessório da oração que serve para explicar, enumerar, comparar, detalhar, resumir ou desenvolver o significado de alguma coisa.

Aposto: o que é, tipos, como usar e exemplos

Entenda a diferença entre aposto e vocativo - Foto: Concursos no Brasil

Aposto é o nome dado ao termo acessório da oração que serve para explicar, enumerar, comparar, detalhar, resumir ou desenvolver o significado de alguma coisa. Diferente do vocativo, o aposto não é um termo independente e estabelece relação com outros componentes da oração, como pronome, substantivo ou seus equivalentes.

Como tem função explicativa, pode ser sinalizado por sinais como vírgula, dois-pontos ou travessão e, em alguns casos, pode aparecer depois de preposições ou expressões explicativas (ou seja, isto é, por exemplo etc.).

Tipos de aposto

Os apostos se classificam em sete tipos diferentes, de acordo com a sua finalidade e aplicabilidade dentro das orações. Felizmente, os nomes de cada tipo de aposto classificado a seguir são bastante intuitivos, fáceis de compreender e lembrar. Confira:

Aposto explicativo

O nome já sugere: aposto explicativo é aquele cujo intuito é detalhar, explicar melhor o termo ao qual está ligado. Em relação à pontuação, o aposto explicativo aparece sempre entre vírgulas, travessões ou parênteses. Veja:

  • Andressa, que é a nova professora de Literatura, recomendou a compra de alguns livros.
  • Todos os funcionários (inclusive os do setor financeiro) devem comparecer ao evento.
  • A loja da professora de dança — que vende roupas e sapatos para bailarinos — ficará fechada durante o mês de junho.

Aposto enumerativo

Esse tipo de aposto tem o objetivo de enumerar as partes que estão relacionadas ao termo — também pode ser pontuado por vírgula, travessão ou dois pontos. Confira exemplos:

  • Na cozinha, ficamos os três conversando: Roberto, Celina e eu.
  • João já começou a fazer quatro cursos universitários, mas não terminou nenhum: Letras, Jornalismo, Filosofia e História.
  • Viajaremos para alguns outros países — Grécia, Itália e Malta — durante a nossa lua de mel.

Aposto resumidor ou recapitulativo

Esse aposto tem a função de resumir, com o uso de um pronome, algo que foi dito anteriormente na oração ao qual o termo se relaciona. Confira alguns exemplos:

  • Dedicação, treino, força de vontade, foco, tudo isso é necessário para a formação de um bom atleta.
  • Sucesso, felicidade, saúde e amor, isso é o que eu desejo para toda a nossa família.
  • Pedidos de desculpas, e-mails e mensagens, nada disso mudará o que eu penso a seu respeito.

Aposto especificativo

Diferentemente do que acontece nos outros casos, o aposto especificativo não é indicado por sinais de pontuação, e sua função é a de fazer com que um substantivo genérico se torne único, individual. A ligação pode acontecer com o uso de uma preposição ou de forma direta:

  • O pintor Salvador Dalí fazia quadros surrealistas.
  • A rua Carlos de Carvalho fica à esquerda.
  • A escritora Clarice Lispector foi a homenageada do evento.

Aposto de oração

Esse tipo de aposto faz a relação com uma oração completa, sendo geralmente representado pelo pronome demonstrativo “o” ou outros substantivos (fato, episódio, situação, momento, circunstância, acontecimento etc). Veja alguns exemplos:

  • Cecília cancelou sua participação no evento, fatoque nos deixou desanimados.
  • Pedro não conseguiu terminar a prova a tempo, sinal de que estava disperso ou estudou pouco.
  • As músicas deste álbum estão incríveis, fruto de anos de dedicação.

Aposto comparativo

É o aposto cuja função é a de comparar um termo da oração com outra coisa. Na frase, aparece entre vírgulas. Confira:

  • O filho mais novo, um verdadeiro terremoto, fez bagunça em toda a casa.
  • Bianca, a Marie Curie da família, já ganhou três prêmios de Física.
  • Sua risada, música para meus ouvidos, é divertida e me faz feliz.

Aposto distributivo

Este tipo de aposto tem o papel de distribuir as informações dos termos da oração de forma separada. Veja:

  • João e Rita trabalham no mesmo shopping, aquele como vendedor e esta como cozinheira.
  • Fernando Pessoa e Machado de Assis são dois grandes escritores, aquele na poesia e este na prosa.
  • Ambos são bons jogadores, um de vôlei e o outro de futebol.
  • Os cachorros se parecem, mas são de raças diferentes: este é um pastor-alemão, aquele é um husky siberiano.

Diferença entre aposto e vocativo

Vocativo é um termo independente da oração e que é usado para invocar a atenção de uma pessoa, podendo aparecer no início, no meio ou no fim da frase, sem que haja relação sintática com os outros elementos da oração.

  • Suma daqui, Rodrigo, nosso namoro acabou. (Aqui, o vocativo é Rodrigo, a quem a pessoa que fala está se dirigindo).

O aposto, como já vimos, tem a função de explicar alguma coisa, mantendo uma função sintática com outro termo da oração. Veja mais um exemplo de aposto:

  • Rodrigo, que namorava comigo, acabou de ir embora depois de mais uma briga.

Vídeos sobre aposto

Abaixo, confira vídeos que podem ajudar a você a fixar melhor o assunto: aposto!

Aposto: Tipos de aposto

Neste vídeo da professora Pamba, cada tipo de aposto é explicado individualmente, com exemplos que ajudam a compreender melhor o conteúdo.

Aprenda aposto de uma vez por todas

Neste vídeo curto, a professora Alda recapitula as definições de aposto enquanto termo acessório da oração e mostra exemplos para cada tipo de aposto.

Aposto e vocativo

O vídeo do canal Do Monteiro esclarece as diferenças entre aposto e vocativo, com muitos exemplos para ilustrar. Um ótimo conteúdo para quem precisa revisar as diferenças entre esses dois termos da oração.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »