O foco narrativo

O foco narrativo consiste em definir qual é o ponto de vista do narrador da história, sendo que este pode ser apenas quem assiste aos fatos narrados ou um personagem ativo em sua própria narração.

Sendo um dos elementos principais em uma narração, o foco narrativo é o responsável por nos trazer a perspectiva e consequentemente o tipo de narrador que está relatando os fatos.

O narrador pode ser aquele que participa ativamente do seu relato ou até mesmo o que apenas observa o que acontece com a intenção de narrar para o leitor. Com isso, podemos ter dois focos narrativos diferentes: o foco narrativo de primeira pessoa e o foco narrativo de terceira pessoa.

Foco narrativo de primeira pessoa

Quando o foco narrativo é em primeira pessoa, o narrador é denominado como narrador personagem e passa a ser um protagonista ou coadjuvante da história.

Um narrador que participa dos fatos tende a ter um maior envolvimento emocional, mostrando assim certa subjetividade ao narrar os fatos.

Foco narrativo de terceira pessoa

Quando a perspectiva do narrador deixa de ser em primeira pessoa e passa para a terceira, ele deixa de ser um personagem da história, passa apenas a relatar os acontecimentos para o leitor. Com isso, sem se envolver emocionalmente com os fatos, o narrador conta tudo de forma mais objetiva e realista, com a visão de quem está acompanhando de fora uma determinada situação.

Em terceira pessoa, o narrador pode agir de duas formas na história: sendo um narrador onisciente ou narrador observador.

- Narrador onisciente

O narrador onisciente narra em terceira pessoa, mas pode também se infiltrar na história fazendo algumas narrações em primeira pessoa. Geralmente a narração em primeira pessoa, nesse caso, é feita para expressar o que está acontecendo dentro do personagem.

O narrador onisciente é aquele que conhece tudo a respeito do que está relatando (enredo) e sabe até mesmo os pensamentos, sentimentos e emoções dos personagens presentes na história.

- Narrador observador

O narrador observador possui características bem diferentes do narrador onisciente. O observador apenas observa a história e faz a sua narração em terceira pessoa. Por conhecer todo o enredo, mas sem se envolver, ele acaba sendo objetivo e imparcial.

Por não saber o que está acontecendo dentro dos personagens, este narrador não adianta fatos que irão acontecer, apenas faz o relado dos acontecimentos conforme eles vão de fato acontecendo.

Classificação do narrador

- Intruso

O narrador é classificado como intruso quando ele é uma personagem da história e faz comentários sobre si ou outras personagens.

- Neutro

O neutro é o narrador que apenas narra os fatos, de forma imparcial e objetiva; ele não participa da história.

Discurso narrativo

- Direto

O narrador relata o que a personagem disse sem realizar nenhuma alteração nas palavras.

Exemplo: A minha mãe me perguntou: - Para onde você vai tão tarde?

- Indireto

O narrador transmite de forma indireta, com o uso de conjunções, a fala da personagem.

Exemplo: Leonardo disse que gostaria de ir ao baile com você.

- Indireto livre

O discurso indireto livre não faz uso de nada que possa destacar a mudança de fala do narrador para a personagem; só é possível notar a alteração de fala por causa da mudança verbal e do pronome utilizado.

Exemplo: O menino estava muito enfurecido. Eu odeio longas caminhadas! E parecia que seus colegas não se importavam.

Por Tatiele Silva Moreira