Doença de Paget

Saiba o que é a doença de Paget, uma doença óssea que causa dor e até mesmo deformidade.

 A Doença de Paget ou osteíte deformante é uma doença óssea osteometabólica, ou seja, sua causa está relacionada a um problema no metabolismo.

Esta é a segunda doença osteometabólica mais comum, perdendo apenas para a osteoporose.

Os portadores da Doença de Paget tem os ossos mais frágeis, podendo inclusive ocasionar fraturas. Seus principais sintomas são dor, deformidade dos ossos e até mesmo perda da audição.

Esta doença recebe este nome por ter sido descrita pela primeira vez em 1877 por James Paget.

A doença é mais comum a partir dos 40 anos e afeta principalmente o crânio, a pelve, as vértebras, o fêmur e a tíbia.

Causas

As causas da doença estão relacionadas principalmente a fatores genéticos, sendo que cerca de 20% dos familiares com a doença também a desenvolvem.

Para parentes de primeiro grau, as chances são 10 vezes maiores do que as pessoas em geral.

Estudos recentes sugerem que a doença possa estar relacionada a algum defeito genético.

A doença pode ainda ser viral, mas não é contagiosa.

Epidemiologia

Esta doença é mais comum em países de origem anglo-saxônica, principalmente Reino Unido. Neste país, a doença está presente em 15% da população idosa. A doença é bastante comum também na Alemanha e Holanda.

Em países como Índia, Escandinávia e África a doença é rara.

Na América do Norte e na Europa Ocidental cerca de 5% da população com mais de 50 anos possui a doença.

Na América do Sul a doença não é muito comum, havendo casos no Brasil e Argentina. Aqui no Brasil, a doença é mais presente no estado do Pernambuco e isso se deve à colonização holandesa.

Sintomas

Esta é uma doença assintomática, ou seja, o paciente pode ser portador da doença, mas não ter sintoma nenhum.

Nos pacientes que apresentam sintomas, os mais comuns são:

  • Dor óssea;
  • Fraturas;
  • Deformidade do crânio;
  • Perda auditiva;
  • Insuficiência cardíaca, pois, graças aos problemas ósseos, há um aumento no fluxo do sangue;
  • Em casos mais raros, câncer (osteossarcoma).

Diagnóstico

A maioria dos pacientes descobrem a doença ao procurarem um médico ortopedista, reumatologista ou otorrinolaringologista.

Os principais meios de diagnóstico são:

  • Diagnóstico clínico: através dos sintomas acima relacionados, o médico pode diagnosticar a doença;
  • Diagnóstico laboratorial: através de um exame de laboratório é possível fazer uma dosagem de fosfatase alcalina no soro. Este é o principal indicativo da presença da osteíte deformante;
  • Exames de imagens: podem ser realizadas cintilografia óssea, tomografia computadorizada e ressonância magnética;
  • Biópsia: é usada raramente, mas pode ser feita quando há incertezas sobre o diagnóstico. Na biópsia, uma amostra do tecido é removida por meio de agulha ou cirurgia e é encaminhada para análise.

Tratamento

Esta é uma doença que não tem cura e seu tratamento a base de medicamentos tem como objetivo diminuir as dores nos ossos.

Os principais medicamentos utilizados no tratamento da Doença de Paget são: Alendronato, Risedronato, Pamidronato, Calcitonina e Carbonato com colecalciferol.

Os pacientes em tratamento precisam ser acompanhados por 6 meses e aqueles que estiverem com a doença estabilizadas precisam consultar um médico a cada 12 meses.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »