Após 3 meses, 1,9 milhão de brasileiros seguem sem auxílio emergencial

Quase dois milhões de pessoas ainda não receberam o parecer da Dataprev. Ao todo, 65,2 milhões já foram considerados como elegíveis.

1,9 milhão de brasileiros seguem sem auxílio emergencial: enquadramento fechado em mão segurando em celular. Na tela do dispositivo, é possível ver a página inicial do aplicativo da Caixa Auxílio Emergencial. No fundo da foto, também consta um notebook

Conforme a Dataprev, 108,9 milhões de pessoas solicitaram o auxílio emergencial. - Foto: Concursos no Brasil

Mesmo após três meses de pagamentos referentes ao auxílio emergencial, diversos brasileiros ainda não foram atendidos. Dados recentes da Caixa mostram que ao menos 1,2 milhão de cadastros estão em primeira análise; outros 700 mil foram direcionados para um processo de reanálise e também não garantiram os benefícios.

Assim sendo, 1,9 milhão de brasileiros continuam esperando pelo parecer oficial e ainda não receberam as cotas de R$ 600,00 ou R$ 1.200,00. A Dataprev, empresa responsável pelas análises dos cadastros, já aprovou a concessão do auxílio emergencial para 65,2 milhões de pessoas.

Acompanhe a matéria completa, logo abaixo, e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Quase dois milhões de brasileiros seguem sem auxílio emergencial

Conforme a Dataprev, 108,9 milhões de pessoas solicitaram o auxílio emergencial. Confira os detalhes sobre o andamento das análises feitas pela empresa:

  • 107,7 milhões de cadastros já foram analisados;
  • 65,2 milhões foram considerados elegíveis;
  • 42,5 milhões foram tidos como inelegíveis;
  • 1,9 milhão de brasileiros continuam esperando pela resposta das análises.

A Dataprev, além dos dados expostos acima, também informou que 1,1 milhão de cadastros foram considerados inconclusivos e não seguiram adiante. Para esses casos, entretanto, ainda é possível ajustar as informações e encaminhar novamente à empresa. Basta contestar a decisão por algum dos seguintes meios:

  • Aplicativo “Caixa Auxílio Emergencial” (disponível para sistemas Android e iOS);
  • Diretamente no site da Caixa Econômica Federal, ou
  • Defensoria Pública da União, que está presente em todos os estados do país.

"Parcelas do auxílio serão pagas com tranquilidade”

Em entrevista à Radio Caruara na última sexta-feira (03/07), Onyx Lorenzoni destacou que todas as cinco parcelas do auxílio emergencial serão plenamente pagas. O ministro da Cidadania foi questionado sobre os problemas que o governo federal vem enfrentando para repassar o dinheiro aos solicitantes.

Em sua defesa, ele argumentou que os trabalhos estão sendo feitos dentro do possível e que problemas podem ocorrer em programas complexos. Onyx Lorenzoni, de qualquer maneira, garantiu que os pagamentos das parcelas serão efetuados com tranquilidade.

"Nós tivemos problemas sim, em um programa dessa magnitude é normal, mas nós fomos superando as falhas. As cinco parcelas estão garantidas a todos aqueles que são elegíveis. Todos aqueles que estão dentro da lei, que têm direito, vão receber com segurança e tranquilidade", comentou durante a entrevista.

Leia mais:

Compartilhe

Comentários