Auxílio emergencial 2021: lista de aprovados sairá no dia 1º de abril

A Dataprev já está avaliando os cadastros antigos do auxílio emergencial, tendo em vista os critérios de renda. O resultado será liberado em abril. Saiba mais.

A Dataprev, responsável pelo processamento do auxílio emergencial, deverá liberar a lista de aprovados no dia 1º de abril de 2021. Como não haverá prazo para novas inscrições, a estatal apenas confirmará quais os cidadãos que continuam terão direito aos repasses do benefício. A análise, que ainda está em andamento, consiste na filtragem dos cadastros antigos do programa, tendo em vista os critérios de renda.

Do público a ser atendido pelo auxílio emergencial de 2021, estão:

  • 28.624.776 beneficiários não inscritos no CadÚnico e cadastrados nas plataformas digitais da Caixa;
  • 6.301.073 integrantes do CadÚnico;
  • 10.697.777 atendidos pelo programa Bolsa Família.

Após a finalização do processamento, os interessados deverão consultar o resultado diretamente pela página da Dataprev. As novas parcelas do auxílio emergencial, assim como ocorreu no ano passado, poderão ser movimentadas pelo Caixa Tem. Por meio do aplicativo, será possível verificar saldos, emitir extratos, realizar pagamentos online e efetuar transferências bancárias.

Consulta poderá ser feita pela página da Dataprev

A partir do dia 1º de abril de 2021, os beneficiários já poderão consultar o resultado pela página da Dataprev. Bastará apenas preencher algumas informações solicitadas. Confira:

  • Acesse a página da Dataprev sobre o auxílio emergencial;
  • Insira os dados exigidos, como dígitos do seu CPF, nome completo do beneficiário, data de nascimento e nome da mãe;
  • Após, espere a página carregar completamente. Nela, será possível conferir se você será contemplado com o auxílio emergencial 2021.

Como vai ser o auxílio emergencial de 2021?

De acordo com a medida provisória de nº 1.039, as novas parcelas serão destinadas para os beneficiários que receberam os pagamentos do ano passado. O critério principal continuará sendo o mesmo de antes: renda per capita de até meio salário mínimo por mês, desde que os ganhos totais sejam inferiores ao valor de três salários mínimos.

Conforme informações preliminares, a meta é de conceder quatro parcelas entre os meses de abril e julho de 2021.O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que os pagamentos deverão variar com base nas composições familiares dos beneficiários. Isso quer dizer que as mães provedoras do lar vão contar com cotas de R$ 375, enquanto os que moram sozinhos deverão receber parcelas mensais de R$ 150.

Já os demais contemplados, por sua vez, terão direito aos pagamentos médios de R$ 250. O calendário oficial de repasses será divulgado ao longo dos próximos dias. De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), todas as datas já foram previamente definidas. Assim que o Ministério da Cidadania der o sinal verde, os cronogramas vão ser liberados para os beneficiários do auxílio emergencial 2021.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »