Auxílio emergencial 2021 terá valor médio de R$ 250, diz Guedes

Auxílio emergencial 2021 terá valor médio de R$ 250, mas os pagamentos podem variar conforme a composição das famílias. Saiba mais detalhes aqui.

Nesta segunda-feira (08/03), o ministro Paulo Guedes afirmou que as parcelas do auxílio emergencial 2021 vão ter valor médio de R$ 250.

Os pagamentos, por outro lado, poderão variar entre R$ 175 e R$ 375, dependendo das composições familiares dos beneficiários. Conforme informações preliminares, a previsão é de que governo autorize quatro repasses entre os meses de março e junho de 2021.

Ao contrário do que aconteceu em 2020, a nova rodada deve limitar um benefício mensal por família, sem possibilidade de eventuais acúmulos. "Esse é um valor médio [R$ 250], porque, se for uma família monoparental, dirigida por uma mulher, aí já é R$ 375. Se tiver um homem sozinho, já é R$ 175. Se for o casal, os dois, aí já são R$ 250", respondeu após ser questionado por jornalistas, no Palácio do Planalto.

Paulo Guedes também disse que os detalhes sobre a prorrogação do programa serão definidos pelo Ministério da Cidadania. "Nós só fornecemos os parâmetros básicos”, explicou. A PEC Emergencial, que contempla a renovação do benefício, já foi aprovada pelo Senado e ainda precisará ser deliberada na Câmara dos Deputados.

"Se nós quisermos reduzir a pobreza e a miséria no Brasil, você tem que dar o dinheiro direto para os mais desfavorecidos, para os mais pobres que é o que a gente fez, que é a filosofia lá atrás do Bolsa Escola, Bolsa Família. Agora, o auxílio emergencial acabou seguindo também uma linha semelhante que é botar o dinheiro onde está o mais pobre e não nos intermediários", complementou.

Valor médio do auxílio emergencial 2021 será de R$ 250; entenda

O auxílio emergencial 2021 deverá limitar um benefício mensal por unidade familiar. No ano passado, o governo brasileiro permitiu que duas pessoas da mesma família pudessem receber as parcelas. A proposta atual, entretanto, é de conceder somente um pagamento por mês.

Além disso, os critérios possivelmente vão continuar sendo os mesmos: serão atendidas as famílias com renda per capita de até meio salário mínimo e ganhos totais (somatório dos membros) de até três salários mínimos. Confira, abaixo, os valores do auxílio emergencial 2021 que foram confirmados pelo ministro Paulo Guedes:

  • Parcelas de até R$ 175: pessoas economicamente vulneráveis, desde que não tenham filhos e/ou dependentes;
  • Parcelas de até R$ 375: serão destinadas para as mulheres chefes de unidade familiar (família monoparental). Em 2020, esse público recebeu pagamentos dobrados do benefício, ou seja, R$ 1.200 nos primeiros meses e R$ 600 nas parcelas residuais;
  • Parcelas com valor médio de R$ 250: esses benefícios serão repassados para os demais inscritos no programa.

Desde o início do auxílio emergencial, cerca de 66,4 milhões de pessoas já foram atendidas pelo programa. As parcelas podem ser movimentadas por meio do aplicativo Caixa Tem, que está disponível para celulares com sistemas Android e iOS.

Vale destacar que a PEC Emergencial, que consta a renovação do benefício, deverá ser aprovada ao longo dos próximos dias. De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, a previsão é de que o projeto seja votado nesta quarta-feira, dia 10 de março de 2021.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »