Auxílio emergencial: Dataprev admite que houve fraudes

Responsável pela análise do auxílio emergencial, Dataprev confirmou que existem pessoas que fraudaram suas inscrições.

Auxílio emergencial: Dataprev admite que houve fraudes, cédulas de reais

Dataprev admitiu fraudes nos pedidos do auxílio emergencial. - Foto: Pixabay

O Dataprev confirmou que houve fraudes durante os pedidos do auxílio emergencial. A empresa é responsável pelas análises das pessoas que solicitaram o benefício. É ela quem dá o sinal verde para a Caixa fazer o pagamento.

A confirmação das fraudes foi dada em uma nota destinada ao Portal iG. Nela, a empresa afirmou que tiveram casos onde pessoas que não deveriam receber o auxílio emergencial foram aprovadas. Por outro lado, o Dataprev explicou que trabalha constantemente com o objetivo de aprimorar as suas análises. Pelo fato de serem milhões de pedidos e haver urgência na demanda, alguns teriam passado.

Vale ressaltar que o Tribunal de Contas da União (TCU) está investigando as fraudes e fazendo um levantamento. Foi divulgado que há uma suspeita de que pelo menos 8,1 milhões de indivíduos teriam recebido o benefício mesmo sem ter direito.

A Controladoria-Geral da União (CGU) é outro órgão que vem trabalhando contra as fraudes no auxílio emergencial, buscando colaborar com o Dataprev. Recentemente, houve uma denúncia de que milhares de empresários receberam os R$ 600,00. Tudo será investigado pelas autoridades.

Existem casos como os de militares que receberam o dinheiro e foram obrigados pelo TCU a devolver. O fato foi admitido pelo Ministério da Defesa no mês de maio.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, defendeu o Dataprev durante uma coletiva de imprensa no dia 03 de junho. Ainda segundo ele, o governo esperava um volume muito maior de fraudes. "Temos só 25% do que esperávamos de fraude”, afirmou o presidente do banco.

Outros erros do Dataprev

Além das fraudes, é válido destacar que outros erros estão ocorrendo. É de conhecimento público que muitos indivíduos que possuem o direito de receber o auxílio não conseguiram obter a aprovação. Ainda há a reclamação na demora das análises e nas respostas. Foi divulgado que o governo trabalha no desenvolvimento de uma plataforma para se contestar, de forma mais simples, possíveis erros no auxílio emergencial.

Auxílio emergencial será estendido

Nesta terça-feira (09/06), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o auxílio emergencial será estendido por mais dois meses. A novidade já havia sido anunciada, em live, pelo presidente Jair Bolsonaro.

Apesar de não revelar os valores das novas parcelas, acredita-se que elas serão de R$ 300,00, pois o Secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, no dia 05 de junho, falou sobre assunto e comentou sobre os valores.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »