Auxílio emergencial de R$ 1.000 é criado neste estado do Nordeste

Estado nordestino cria auxílio emergencial R$ 1.000 para funcionários de bares e restaurantes que perderam o emprego, além de outras ajudas para o segmento.

auxílio emergencial de R$ 1.000: a imagem mostra mão segurando um leque de notas de 50 reais

Saiba quais são todos os benefícios aprovados pelo governo do Ceará. - Foto: Concursos no Brasil

Um auxílio emergencial no valor de R$ 1.000 foi criado no estado do Ceará. O governo cearense informou que irá fazer os pagamentos para trabalhadores de bares e restaurantes que estiverem desempregados. A medida é uma alternativa para ajudar quem teve a renda prejudicada pela baixa no fluxo desses estabelecimentos, um dos setores mais afetados pelo isolamento social.

Além disso, o governador Camilo Santana informou que, junto do benefício, pretende aprovar outras concessões tributárias. Dessa forma, será possível garantir que o povo continue se mantendo e a economia siga rodando. A data de início dos depósitos não foi definida, mas deve ocorrer nos próximos meses.

Auxílio emergencial de R$ 1.000 para quem perdeu o emprego

Vários decretos de fechamento de serviços não essenciais foram criados desde o início da crise de saúde em março de 2020. Por causa disso, muitos estabelecimentos acabaram reduzindo o número de funcionários, cortar salários e até declarar falência. Sendo assim, Santana resolveu aprovar o auxílio emergencial de R$ 1.000 para manter o setor de bares e restaurantes minimamente estável.

Para isso, o governo do Ceará definiu duas parcelas de R$ 500 para quem comprovar ter sido demitido de estabelecimentos do tipo. O objetivo é contemplar garçons, auxiliares, recepcionistas, motoristas e até mesmo cozinheiros. Os critérios de inscrição no benefício serão divulgados nas próximas semanas, bem como formato de cadastramento e acesso ao dinheiro.

Outras concessões do governo cearense em 2021

Além do auxílio emergencial previsto, por meio de sua conta oficial do Twitter, o governador informou outras concessões que serão feitas. “Todas as ações foram construídas após muito diálogo com representantes do setor, que foi um dos mais atingidos durante essa pandemia”, afirmou Santana. São elas:

  • Parcelamento dos débitos do ICMS dos estabelecimentos em 60 vezes: proprietários de bares e restaurantes terão mais tempo para conseguir recursos financeiros para quitar as dívidas;
  • Isenção do IPVA 2021: veículos registrados no nome de estabelecimentos deste setor não precisarão pagar o imposto. A regra valerá tanto para carro profissional de autônomo como para microempreendedores individuais;
  • Isenção nas contas de água: estabelecimentos do segmento de bares e restaurantes não precisarão pagar as contas de água nos meses de março até maio.

Vale ressaltar que os débitos de março de 2020 até fevereiro de 2021 poderão ser anulados, inclusive a tarifa de contingência. Todos os detalhes acerca dos benefícios criados no Ceará ainda serão devidamente divulgados.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »