Auxílio emergencial de SP: 2ª parcela será paga a partir desta segunda

No auxílio emergencial de São Paulo, a 2ª parcela será paga a partir desta segunda-feira (26/04). As datas variam conforme o NIS final dos beneficiários. Veja.

2ª parcela do auxílio emergencial de São Paulo: notas de cinquenta, vinte, dez e cinco reais

Não é necessário fazer cadastro para receber o auxílio emergencial de São Paulo. - Foto: Concursos no Brasil

A Prefeitura de São Paulo retomou o seu programa de Renda Básica Emergencial (RBE), que foi inicialmente implementado no ano passado. Entre os dias 26 de abril e 07 de maio, a 2ª parcela de 2021 será devidamente paga aos trabalhadores da capital que sofreram impacto financeiro em razão da pandemia (COVID-19). As datas, assim como já vinha acontecendo, foram organizadas com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

Lembrando que não é necessário fazer cadastro para receber o auxílio emergencial de São Paulo. Dessa maneira, quem vive na capital de SP não precisa ir aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), postos do Descomplica SP ou agências da Caixa. Até porque a Renda Básica Emergencial (RBE), com valores de R$ 100 ou R$ 200, será gerada automaticamente para as famílias que cumpram os requisitos mínimos.

Auxílio emergencial de São Paulo; requisitos e valores das parcelas

Conforme informações preliminares, o auxílio emergencial de São Paulo será pago para 1.287.422 pessoas neste ano de 2021. Confira, abaixo, quem vai receber os pagamentos do benefício, bem como valores correspondentes:

  • Inscritos no Bolsa Família até o dia 30 de setembro de 2020 (somando 480.117 pessoas): parcelas de R$ 100 pagas por três meses, de março a maio de 2021;
  • Trabalhadores ambulantes do comércio informal que atendam aos critérios do Bolsa Família e que tenham o Termo de Permissão de Uso (TPU): parcelas de R$ 100 pagas por três meses, de março a maio de 2021. Também estão contemplados aqueles trabalhadores que atendam aos critérios do Bolsa Família e que estejam cadastrados no “Sistema Tô Legal” para o comércio ou prestação de serviços ambulantes;
  • Pessoas com deficiência (PcDs), independentemente da idade: parcelas de R$ 200 pagas por três meses, de março a maio de 2021.

Auxílio emergencial de São Paulo; calendário da 2ª parcela

Assim como aconteceu nos pagamentos anteriores, a 2ª parcela do auxílio emergencial de São Paulo será paga conforme o último dígito do Número de Identificação Social. Serão transferidos mais de R$ 131 milhões de recursos municipais durante o segundo pagamento, o que atenderá 1.277.733 cidadãos cadastrados nos programas sociais de São Paulo.

Confira o calendário da 2ª parcela:

Final do NISData de depósito
126 de abril
227 de abril
328 de abril
429 de abril
530 de abril
603 de maio
704 de maio
805 de maio 
906 de maio
007 de maio
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »