Auxílio Emergencial: Guedes confirma benefício por mais dois meses

Ministro da Economia confirmou que o auxílio emergencial será prorrogado por mais dois meses.

Auxílio Emergencial: Guedes confirma benefício por mais dois meses, Paulo Guedes em reunião

Anúncio foi feito por Guedes nesta terça-feira (09/06). - Foto: Palácio do Planalto

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o auxílio emergencial será estendido por mais dois meses. O anúncio foi feito nesta terça-feira (09/06), em Brasília, durante uma reunião ministerial na qual o presidente Jair Bolsonaro chamou todos os seus ministros.

Apesar da declaração do ministro, não houve confirmação se o valor do benefício será o mesmo ou o governo pretende fazer um corte para poder prorrogar o auxílio emergencial por mais dois meses.

O pagamento das novas parcelas havia sido adiantado por Bolsonaro durante uma live realizada no dia 04 de junho. Nela, o presidente falou sobre a quarta e quinta parcela do benefício, mas não deu detalhes sobre os valores.

"Vai ter, também acertado com o [ministro da Economia] Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir partindo exatamente para um fim. Cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família”, disse Bolsonaro na época.

Inclusive, durante sua própria fala, Guedes citou o que o presidente disse na live. “O presidente já lançou e comunicou isso que, por dois meses, nós vamos estender o auxílio emergencial", afirmou o ministro.

Espera pela terceira parcela do auxílio emergencial

No momento, a Caixa está finalizando o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial. Quem já recebeu está aguardando pela terceira etapa. O cronograma foi prometido pelo Ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni. Apesar disso, ainda não há notícias sobre o novo calendário.

O auxílio emergencial foi criado como maneira de reduzir os impactos socioeconômicos provocados pela pandemia de coronavírus. Nele, estavam previstas três parcelas de R$ 600,00 para pessoas consideradas vulneráveis. Porém, com o anúncio de Guedes, são esperados mais dois pagamentos com valores a serem divulgados posteriormente.

Mesmo sem confirmar os valores, acredita-se que as duas novas parcelas serão de R$ 300,00. No dia 05 de junho, o Secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que o governo estava estudando a possibilidade de mais dois pagamentos. Segundo ele, os valores seriam de R$ 300,00 por parcela.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »