Auxílio emergencial: lista de aprovados pode ser liberada NESTA quinta

Ainda não sabe se você vai ser contemplado com o auxílio emergencial 2021? A Dataprev deverá liberar a consulta a partir desta quinta-feira (01/04). Saiba mais.

Lista de aprovados no auxílio emergencial 2021: logo do auxílio emergencial em fundo azulado

Os valores das parcelas deverão variar com base nas composições familiares. - Foto: Reprodução/Governo Federal

A Dataprev, que está responsável pela análise do auxílio emergencial, deverá liberar a lista de aprovados nesta quinta-feira (01/04). Como não haverá prazo para novos cadastros, a empresa somente informará quais os cidadãos que continuam tendo direito às parcelas do benefício. A análise consiste na filtragem das inscrições antigas do auxílio emergencial, levando em consideração os critérios de renda.

De maneira, automática, o governo brasileiro concederá a nova rodada de pagamentos para os seguintes públicos:

  • 28,6 milhões de beneficiários não inscritos no CadÚnico e cadastrados nas plataformas digitais da Caixa;
  • 6,3 milhões de integrantes do CadÚnico;
  • 10,6 milhões de unidades familiares atendidas pelo Bolsa Família.

Como verificar se fui aprovado no auxílio emergencial 2021?

Ao que tudo indica, os beneficiários poderão consultar o resultado da análise pela página da Dataprev. Bastará preencher algumas informações solicitadas pela empresa. Confira o passo a passo:

  • Acesse a página da Dataprev sobre a consulta do auxílio emergencial;
  • Informe os dados exigidos, como dígitos do seu CPF, nome completo do beneficiário, data de nascimento e nome da mãe;
  • Feito isso, espere a página carregar. Nela, será possível conferir se você será contemplado com o auxílio emergencial 2021. A consulta ficará provavelmente disponível a partir desta quinta (01/04).

Detalhes sobre o auxílio emergencial de 2021

As novas parcelas, conforme a medida provisória de nº 1.039, serão fornecidas apenas para os beneficiários que receberam os pagamentos de 2020. O principal critério continuará sendo o mesmo de antes. Ou seja, é necessário ter renda per capita de até meio salário mínimo por mês e total de até três salários mínimos. A ideia do governo é de conceder quatro pagamentos entre os meses de abril e julho.

Conforme antecipado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, os valores das parcelas deverão variar com base nas composições familiares. O que isso quer dizer? As mães provedoras do lar vão contar com pagamentos de R$ 375, enquanto os que moram sozinhos deverão receber parcelas de R$ 150. Já os demais contemplados, por sua vez, terão direito às cotas médias de R$ 250.

Contestação de auxílio negado poderá ser feita pelo Caixa Tem

Em 2020, os cidadãos com auxílio negado tinham que entrar com pedido judicial pela Defensoria Pública. O procedimento, agora, poderá ser feito de maneira mais prática. Isso porque a Justiça Federal do Rio Grande do Sul determinou que a contestação ficará disponível pelo próprio aplicativo Caixa Tem, no sentido de agilizar a análise e facilitar o envio das solicitações.

Ao que tudo indica, a União deverá conceder a opção durante os próximos dias. A alternativa para contestação via aplicativo deverá ser implementada pela Caixa e, também, pela Dataprev. Vale ressaltar que o calendário completo de pagamentos ainda não foi liberado pela instituição bancária. A previsão é de que a primeira parcela seja paga no início de abril de 2021.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »