Auxílio emergencial: pessoas até 34 anos formam maior público

Levantamento do governo indicou qual foi o público principal do auxílio emergencial em 2020 e detalhou os pagamentos.

Auxílio emergencial: pessoas até 34 anos formam maior público, foto mostra notebook e cédulas de reais

67,9 milhões receberam o benefício.

Segundo o governo federal, a maior parte dos beneficiários do auxílio emergencial em 2020 foram pessoas com idade entre 18 e 34 anos. A informação foi divulgada no dia 08 de março, junto com um relatório.

O levantamento foi realizado pela Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI), em conjunto com a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (SENARC) e a Secretaria Nacional do Cadastro Único (SECAD) e tiveram autoria de Raquel Freitas e Marta Custódio, ambas do Ministério da Cidadania.

Público do auxílio emergencial

Conforme o relatório, o auxílio emergencial pagou ao menos uma parcela para 67,9 milhões pessoas. Do total, 38,2 milhões não faziam parte de programas do governo, 19,2 milhões eram do Bolsa Família e 10,4 milhões estavam inscritos no Cadastro Único.

Segundo a pesquisa 44% do total de beneficiários possuía entre 18 e 34 anos. Além disso, as mulheres foram uma parcela maior de quem recebeu o dinheiro, com 55%.

Entre quem fazia parte do Cadastro Único ou do Bolsa Família os números foram ainda maiores, com 70% e 62%, respectivamente. Os homens foram maioria (57%) entre quem não fazia parte de nenhum programa.

Segundo Raquel Freitas, os dados da pesquisa apontam que o auxílio emergencial beneficiou grupos de pessoas muito diferentes:

“No público do Cadastro Único, as mulheres já ocupavam em sua maioria o papel de chefe de família, o que sugere que elas compõem um perfil mais vulnerável. Mas, com a pandemia, os homens também acabaram sendo afetados. Como eles não estavam no Cadastro Único, nem no Bolsa Família, precisaram solicitar o Auxílio Emergencial via aplicativo em maior proporção”, explicou.

Auxílio emergencial em 2021

O governo federal, por meio da PEC Emergencial, pretende fazer novos pagamentos do benefício. No entanto, pela verba ser de R$ 44 bilhões, o auxílio emergencial 2021 deverá ser menor e ter regras diferentes. O governo trabalha com valores médios de R$ 250, mas dependendo da situação, os pagamentos podem ser maiores ou menores.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »