Auxílio Emergencial: 6ª parcela deve ser paga a partir do dia 30/09!

Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, falou sobre pagamento de Auxílio Emergencial para beneficiários fora do Bolsa Família. Saiba os detalhes!

Auxílio Emergencial 6ª parcela: notas de dinheiro espalhadas

Parcela começa a ser paga na próxima quarta-feira (30). - Foto: Pixabay

O pagamento da sexta parcela do auxílio emergencial de R$ 300, para quem não está inscrito no Bolsa Família, começa na quarta-feira (30). Foi isso o que informou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, durante reunião com o governador de Minas Gerais Romeu Zema (Novo), em Belo Horizonte. 

O ministro informou que o calendário completo será divulgado ainda hoje (28) no extra do Diário Oficial da União. "Até o final da tarde, a gente publica uma portaria que estabelece o pagamento a partir de quarta-feira de mais 30 milhões de pessoas. Já devemos ter publicado no extra de hoje o anexo com calendário de pagamentos. Estamos nos detalhes finais. A partir de quarta-feira a Caixa começa a pagar as pessoas que não estão no Bolsa Família", disse Onyx.

As novas parcelas no valor de R$ 300 foram confirmadas no mês de agosto. Apesar disso, nem todos os cadastrados no auxílio emergencial receberão o dinheiro por não se encaixarem nos critérios ou terem recebido o benefício indevidamente. Com isso, mais de dois milhões de pessoas foram excluídas da lista.

Vale lembrar que as mães chefes de família têm mantido o direito a duas cotas do benefício.

Auxílio emergencial 6ª parcela: beneficiários do Bolsa Família

O calendário para o pagamento das parcelas do auxílio emergencial aos beneficiários da Bolsa Família foi divulgado com datas previstas até dezembro de 2020.

O cronograma da 6ª parcela para Bolsa Família foi priorizado, uma vez que "são 14 milhões e 274 mil famílias que são as famílias mais vulneráveis do Brasil” segundo o ministro. Esses receberão a primeira leva com o novo valor até o dia 30 de setembro de 2020.

O calendário de pagamento é baseado no dígito final do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário. 

Outros programas sociais do Governo Federal estão previstos para serem iniciados!

Além disso, durante o encontro, o ministro informou sobre a liberação de recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos em Minas Gerais e o Renda Cidadã, que o governo pretende implementar em 2021. "O Renda Cidadã, nós temos programa pronto há muitos meses, desde quando eu estava na Casa Civil, desde novembro do ano passado. Montamos um programa com três grandes eixos, o primeiro deles é o mérito, a empregabilidade e foco na primeira infância", disse Onyx Lorenzoni. 

Segundo ele, a expectativa é de que mais de 1,5 milhão de crianças do Bolsa Família sejam premiadas no programa por meio de avaliação de desemprenho escolar. 

Márcia Andréia
Redatora
Jornalista no Portal Concursos no Brasil, estudou Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduanda em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Dom Alberto.
Atuou na produção da Record Bahia, na assessoria de comunicação da Prefeitura de Correntina - BA, na redação do Jornal do Sudoeste, dentre outras atividades na área de propaganda.

Compartilhe

Comentários