Banco Central permitirá sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais

Presidente do Banco Central anunciou que cidadãos poderão sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais por meio do PIX.

Banco Central permitirá sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais, prédio do banco Central

Novidade foi anunciada pelo presidente do BC na segunda-feira (22/06). - Foto: Leonardo Sá/ Agência Senado

Nesta segunda-feira (22/06), o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que será permitido que as pessoas façam saque de dinheiro em estabelecimentos comerciais. As regras ainda serão definidas e estão previstas para serem divulgadas no mês de agosto. Portanto, ainda não se sabe exatamente o quanto de dinheiro poderá ser sacado e nem como se dará a parte da segurança.

De acordo com Campos Neto, os saques serão feitos com o auxílio do PIX, um sistema de pagamentos que foi lançado pelo Banco Central em fevereiro, mas que só ficará disponível aos brasileiros no mês de novembro.

O presidente do BC defendeu a ideia afirmando que ela melhorará a vida dos consumidores e empresários. "Essa facilidade visa trazer mais eficiência por meio de realização do dinheiro no varejo e aproveitamento dessa rede e fomentar a competição ampliando as opções e a capilaridade das instituições para ofertarem o saque”, comentou.

Campos Neto ainda afirmou que além da facilidade e eficiência ao usar o PIX, os cidadãos irão notar uma redução nos custos operacionais e de logística em relação a este tipo de operação.

Cashback foi discutido pelo Banco Central

Não foi só o saque em comércio que entrou na pauta da autoridade monetária. Outra ideia que chegou a ser discutida pelo Banco Central foi a ideia do cashback. Em resumo, cashback é quando o usuário faz um pagamento e recebe parte do dinheiro ou sua totalidade de volta. Geralmente é utilizado como forma de atrair clientes em aplicativos de pagamentos. Algumas empresas utilizam o cashback para fidelizar seus clientes.

O que é o PIX?

O PIX foi lançado pelo Banco Central em fevereiro de 2020. Na sua apresentação, o sistema de pagamento instantâneo e transferências prometia substituir TED, DOC, boleto e cheque com pagamentos por QR Code. Além da praticidade, ele permite que as transações sejam feitas de forma instantânea e em qualquer hora do dia, até mesmo em feriados ou finais de semana.

Veja também:

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários

Especial PRF

Veja mais »