Banco do Brasil fechará 361 agências e desligará 5 mil pessoas

Banco do Brasil justificou fechamentos e demissões como adequação ao novo perfil dos clientes.

Banco do Brasil fechará agências e desligará 5 mil pessoas, unidade do Banco do Brasil

Banco irá economizar mais de R$ 350 milhões em 2021 após mudanças. - Foto: Agência Senado

Foi divulgado que o Banco do Brasil fechará agências e desligará 5 mil pessoas no começo de 2021. O anúncio realizado nesta segunda-feira (11/01), informou que a “reorganização da rede de atendimento objetiva a sua adequação ao novo perfil e comportamento dos clientes".

De acordo com o BB, as 5 mil demissões serão voluntárias, a partir de planos de demissões que ofertam benefícios para quem decidir se desligar até fevereiro. Além disso, 361 unidades do BB deixarão de existir no primeiro semestre

Mudança no comportamento dos clientes

Conforme o Banco do Brasil, apesar de já haver um movimento natural de migração do mundo físico para o digital, a pandemia acelerou o processo, fazendo com que clientes do banco passassem a fazer mais operações online. Com isso, o aplicativo e o site do BB se tornaram mais acessados para pagamentos e transferências.

Portanto, muitas agências passaram a receber um menor público, não sendo mais necessário, segundo a instituição financeira, ter o mesmo número de locais físicos. Além disso, ao se fechar agências e cortar funcionários, há a geração de economia. Para 2021, R$ 353 milhões deixarão de ser gastos. Em 2025, é estimado que o BB economizará cerca de R$ 2,7 bilhões.

Sobre as demissões voluntárias

O banco fez questão de explicar que todas as demissões serão voluntárias. Para que isso ocorra, a instituição criou dois planos para tornar vantajoso que a pessoa deixe o seu emprego e ao mesmo tempo haja uma reformulação na organização da empresa.

O Programa de Adequação de Quadros (PAQ) tem como objetivo distribuir de forma mais eficiente os funcionários do BB e incentivar os pedidos de saída em locais onde há excesso de pessoas. Já o Programa de Desligamento Extraordinário (PDE) estará disponível para qualquer pessoa que trabalhe para o Banco do Brasil.

"A estimativa do BB é que cerca de 5 mil funcionários venham a aderir aos dois programas de desligamento. O número final de adesões, assim como o respectivo impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão que ocorrerá até 5 de fevereiro", informa a nota oficial do BB.

Vale lembrar que, apesar das demissões, o banco pretende contratar profissionais por meio de certames. O concurso Banco do Brasil para TI deve ser realizado em 2021.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários

Especial PRF

Veja mais »