Bolsa Família: última semana para contestar auxílio emergencial

Prazo de contestação do auxílio emergencial 2021 vai até o dia 01 de maio de 2021. Saiba como fazer a contestação por meio da Dataprev.

Beneficiários do Bolsa Família, que tiveram o auxílio emergencial 2021 negado, poderão fazer a contestação até o final desta semana. De acordo com o Ministério da Cidadania, o prazo se encerra no sábado, dia 01 de maio de 2021.

Segundo o governo federal, cerca de 10 milhões de beneficiários do Bolsa Família foram aprovados, mas existem aqueles que tiveram algum problema identificado pela Dataprev e tiveram o auxílio emergencial negado.

Como contestar auxílio emergencial 2021 negado

Para contestar a negativa do auxílio emergencial 2021, o beneficiário do Bolsa Família deve entrar no site de consulta da Dataprev. Em seguida, siga os passos detalhados logo na sequência:

  • Faça o login com os dados solicitados;
  • Após entrar, se seu auxílio estiver negado, irá aparecer a palavra “inelegível”;
  • Verifique qual o motivo do benefício ser negado;
  • Clique em “solicitar contestação”;
  • Depois, será perguntado se o beneficiário realmente quer fazer o procedimento. Confirme o seu interesse.

Lembre-se de corrigir o problema informado antes de fazer a contestação.

Em caso de dúvidas, o beneficiário pode entrar em contato com o Ministério da Cidadania por meio do telefone 121.

Não custa repetir que o prazo para a contestação termina no dia 01 de maio de 2021! Depois disso, não será mais possível recorrer de possíveis erros.

Os pagamentos do auxílio emergencial para quem recebe o Bolsa Família começou no dia 16 de abril de 2021. O calendário utiliza o algarismo final do Número de Identificação Social (NIS) para fazer os repasses.

Sobre o auxílio emergencial 2021

De acordo com o governo, os pagamentos do auxílio emergencial 2021 atingirão mais de 45 milhões de pessoas. Os repasses começaram em 06 de abril e variam conforme o grupo de pessoas. Veja os valores:

  • R$ 150 para pessoas que moram sozinhas;
  • R$ 250 para trabalhadores;
  • R$ 375 para mulher provedora de família monoparental (mãe solteira).

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »