Bolsonaro confirma prorrogação e novo valor do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro anunciou o novo valor do auxílio emergencial. O benefício será prorrogado até dezembro de 2020. Saiba mais!

Em pronunciamento realizado nesta terça-feira (01/09), o ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro confirmaram que o auxílio emergencial será prorrogado até o final de 2020. As novas parcelas serão concedidas sob o valor fixado em R$ 300.

"O valor, com vínhamos dizendo, R$ 600, é muito para quem paga, no caso, o Brasil. Mas o novo valor atende às mais básicas necessidades. É um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Nós decidimos aqui, até atendendo a economia, o valor foi fixado em R$ 300 reais", informou Jair Bolsonaro durante o seu pronunciamento.

Na noite da última segunda-feira (31/08), Paulo Guedes havia participado de uma reunião com os aliados para discutir sobre a continuidade do auxílio emergencial. O ministro, após as deliberações, chegou à conclusão de que os benefícios devem ser estendidos por mais quatro parcelas de R$ 300 (até dezembro de 2020). Durante o seu discurso desta terça (01/09), Guedes também chamou a atenção sobre a retomada das reformas estruturais. 

"A Reforma Administrativa é importante. Como o presidente deixou claro desde o início, essa reforma não atinge os direitos dos servidores públicos atuais, mas redefine toda a trajetória do serviço público no futuro. Serviço público de qualidade, com meritocracia e promoção por mérito", o ministro declarou.  

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Prorrogação e novo valor do auxílio emergencial

Desde o início do programa emergencial, o objetivo era de liberar três parcelas únicas para aqueles que estivessem em condições economicamente precárias. Jair Bolsonaro, após pressão popular e dos congressistas, acabou decidindo pela prorrogação de mais duas cotas (quarta e quinta parcelas).

Recentemente, estudos estavam sendo feitos para que os pagamentos continuassem acontecendo até o final do ano de 2020. O governo federal, no entanto, pretendia reduzir o valor dos novos repasses.

Em cerimônia feita no dia 19 de agosto, Bolsonaro voltou a destacar que as cotas de R$ 600 pesam nos cofres públicos. Entretanto, para que o valor seja reduzido por meio de medida provisória, o Congresso Nacional precisa autorizar a mudança. Afinal, até o momento, só é permitido que o governo efetue parcelas de R$ 600,00.

"Hoje eu tomei café com o Rodrigo Maia no [Palácio] Alvorada. Também tratamos desse assunto do auxílio emergencial. Os R$ 600 pesam muito para a União. Isso não é dinheiro do povo, porque não tá guardado, isso é endividamento. E se o país se endivida demais, você acaba perdendo sua credibilidade para o futuro. Então, os R$ 600 é muito”, afirmou no dia 19 de agosto.

Em termos gerais, 66,4 milhões de pessoas foram atendidas pelo programa de auxílio emergencial. Após prorrogar os benefícios para a quarta e quinta parcela, o governo concedeu R$ 101,6 bilhões para financiar as duas novas cotas. Esse montante foi definido em caráter extraordinário por meio da Medida Provisória nº 988/2020.

Anúncio do programa Renda Brasil poderá ficar em segundo plano

Na última quarta-feira (26/08), Jair Bolsonaro suspendeu o Renda Brasil por tempo indeterminado. Seu pronunciamento aconteceu durante evento na siderúrgica Usiminas, no estado de Minas Gerais. De acordo com o presidente, a ideia apresentada para substituir o programa Bolsa Família ainda deve passar por novos estudos.

"Ontem discutimos a possível proposta do Renda Brasil e falei que está suspenso. A proposta como apareceu para mim não será enviada ao parlamento. Não posso tirar de pobre para dar a paupérrimos", argumentou ao contrapor a proposta de Paulo Guedes, já que o ministro queria consolidar as cotas do Renda Brasil no valor de R$ 250,00 mensais.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »