Bolsonaro confirma a realização dos concursos PRF e PF

Ambos os concursos estavam com solicitações pendentes. Com a confirmação de Bolsonaro, os editais de abertura poderão ser divulgados em breve.

Bolsonaro confirma a realização dos concursos PRF e PF: Jair Bolsonaro em pronunciamento

O presidente estava ao lado do diretor-executivo da PF quando confirmou os certames. - Foto: Alan Santos/PR (Palácio do Planalto)

Em live promovida na última quinta-feira, dia 20 de agosto, Jair Bolsonaro confirmou a realização dos concursos para duas instituições públicas: a PRF (Polícia Rodoviária Federal) e a PF (Polícia Federal). O presidente estava ao lado do diretor-executivo da PF, Rolando Alexandre de Souza, quando fez o pronunciamento. De acordo com Bolsonaro, as decisões ocorreram após conversas com os ministros Paulo Guedes e André Mendonça.

“Nós conversamos com o ministro André (Mendonça) da Justiça, conversamos com Paulo Guedes e foram autorizadas, então, a abertura de concurso PF para 2.000 policiais federais. Com toda certeza, a Polícia Rodoviária Federal [PRF] também vai ter concurso em breve, de modo que seus quadros permaneçam cumprindo com seu dever no controle e prevenção nas estradas”, Bolsonaro confirmou.

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Concurso PF deverá preencher 2.000 vagas; maior efetivo da história

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, já havia confirmado a autorização do concurso PF por meio de entrevista à Jovem Pan. No dia 31 de julho de 2020 (sexta-feira), ele informou sobre o número de vagas e disse que havia se reunido com Jair Bolsonaro para preparar o novo certame da categoria. “Nós vamos ter o maior efetivo da história da Polícia Federal, justamente para o combate da criminalidade organizada”, afirmou.

De acordo com o deputado Ubiratan Sanderson (PSL-RS), as 2.000 vagas confirmadas deverão ser distribuídas da seguinte maneira:

  • Agente da Polícia Federal: 1.016 vagas;
  • Escrivão da Polícia Federal: 600 vagas;
  • Delegado da Polícia Federal: 300 vagas;
  • Papiloscopista: 84 vagas.

Vale lembrar, inclusive, que mais 508 vagas já haviam sido solicitadas pela Polícia Federal. Caso sejam devidamente aprovadas, as oportunidades deverão suprir o déficit de servidores na área administrativa e de apoio (níveis médio e superior).

Veja a distribuição das vagas solicitadas, conforme o pedido protocolado em processo de nº 08200.007331/2020-88:

  • Administrador: 21 vagas;
  • Arquivista: oito vagas;
  • Assistente Social: 10 vagas;
  • Bibliotecário: uma vaga;
  • Contador: nove vagas;
  • Economista: três vagas;
  • Enfermeiro: três vagas;
  • Engenheiro: uma vaga;
  • Estatístico: quatro vagas;
  • Farmacêutico: uma vaga;
  • Médico: 65 vagas;
  • Nutricionista: uma vaga;
  • Odontólogo: 11 vagas;
  • Psicólogo: cinco vagas;
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 13 vagas;
  • Técnico em Comunicação Social: três vagas;
  • Agente Administrativo (nível médio): 349 vagas.

Dessa maneira, o concurso Polícia Federal poderá contemplar o quantitativo total de 2.508 vagas efetivas (2.000 já autorizadas pelo presidente e mais 508 em cargos de apoio/administrativo). Outra possibilidade é de redistribuir os postos de trabalho, abrangendo todas as necessidades do órgão dentro de até 2.000 vagas.

Presidente da APCF quer 200 vagas para o cargo de Perito Criminal no concurso PF

Por outro lado, o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, se mostrou insatisfeito com a ausência de postos para o cargo de Perito Criminal.

“Não é surpresa para ninguém que há um déficit funcional na Polícia Federal. Todas as categorias, seja administrativo ou de policiais, precisam de concurso. Isso é inegável. E, também, obviamente, os peritos criminais, porque compõem as categorias funcionais da Polícia Federal. Mas, para a surpresa de muitos, não foram disponibilizadas vagas para peritos criminais”, informou Marcos Camargo no perfil da APCF via Instagram.

Por meio de suas redes sociais, no dia 06 de agosto de 2020, Marcos Camargo expôs a importância de que o concurso Polícia Federal seja o mais justo possível. A carreira de Perito Criminal, conforme o presidente da APCF, sofre com ausência de “códigos de vagas” para garantir mais profissionais na categoria. Por essa razão, desde o ano de 2018, a associação vem solicitando novos postos de trabalho junto ao Ministério da Economia.

“Hoje, no momento, nós temos uma proposta de 200 códigos de vagas para Peritos Criminais Federais que está tramitando. Há uma proposta de medida provisória que depende da autorização do Ministério da Economia. E a gente tem trabalhado muito forte junto com a administração geral e junto à administração criminalística para que esse processo se dê com celeridade”, informou Marcos Camargo.

Concurso PRF confirmado por Jair Bolsonaro; quantitativo pode ser de 2.772 vagas

A expectativa para o novo concurso PRF é alta, já que o déficit de pessoal em 2019 era de aproximadamente 8,3 mil policiais, conforme documento elaborado pela Coordenação Geral de Gestão de Pessoas do órgão. “O objetivo, a meta e todo o empenho nosso vai ser para chegar ao final de 2022 com o quadro de servidores legais completo”, afirmou Adriano Furtado, diretor-geral da PRF.

O Departamento de Polícia Rodoviária Federal solicitou a abertura de 2.634 vagas para a corporação, mas outro pedido havia sido feito para contemplar mais 138 vagas. Dessa forma, a solicitação prevê um total de 2.772 vagas para os cargos de nível médio e superior, que podem ser para Policial Rodoviário Federal e Agente Administrativo. Jair Bolsonaro ainda não confirmou a oferta exata de oportunidades para a categoria. Mais informações deverão ser disponibilizadas ao longo da próxima semana.

O subsídio para Policial Rodoviário Federal é de R$ 10.357,88. De acordo com a MP 837 publicada no dia 30 de maio de 2018, os nomeados ganharão gratificação de R$ 420,99 para cada seis horas trabalhadas em momento de descanso. Caso o período suba para 12 horas de serviço, o valor recebido passará a ser de R$ 900,00.

Por outro lado, para a função de Agente Administrativo, o concurso PRF prevê subsídio de R$ 4.022,77, incluindo a gratificação por desempenho de atividade de apoio técnico-administrativo. É importante lembrar que esses valores poderão passar por reajustes, já que possivelmente haverá adicional para aqueles que trabalharem na região fronteira.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »