Brasil vive uma era de formalização do emprego, segundo presidenta

Durante a posse de Brizola Neto, presidenta Dilma Roussef afirmou que o Brasil não está caminhando para a precarização do emprego, mas para a formalização.

No último dia 03 de maio, durante a solenidade de posse do novo ministro do Trabalho, Brizola Neto, a presidenta Dilma Rousseff afirmou que o Brasil vive uma era de formalização, e não de precarização do emprego. "Ficou no passado aquela triste época em que milhões de brasileiros precisavam fazer bico para sobreviver. Uma situação de mais emprego, mais trabalhadores protegidos e com bons salários é a situação que nós vivemos hoje e perseguimos sistematicamente"', acrescentou a presidenta.

De acordo com notícia veiculada pelo Blog do Planalto, Dilma reconhece que  no país ainda existem grandes desafios a serem superados, a exemplo das altas taxas de juros, a carga tributária excessiva e a valorização do real causada por políticas monetárias expansionistas. No entanto, a presidenta lembra que o Brasil de hoje tem experimentado um desenvolvimento social muito significativo, opinião compartilhada pelo novo ministro do Trabalho:

"Não temos apenas um ciclo de progresso econômico, mas experimentamos um avanço social que incorporou mais de 40 milhões de brasileiros à vida moderna, onde a conquista do consumo e de níveis básicos de conforto e sobretudo do desejo de continuar progredindo torna nosso país uma nação com um momento muito especial”, reforçou Brizola Neto.

Compartilhe