Caixa confirma o pagamento dos atrasados do auxílio emergencial

Quem ainda não recebeu o auxílio poderá fazer o pedido até o dia 02 de julho. Caixa garante o pagamento integral a todos inscritos.

Caixa confirma o pagamento dos atrasados do auxílio emergencial, Caixa

Banco vem sendo o responsável pelo pagamento do auxílio emergencial. - Foto: Robsonroy/ WikiMedia

Apesar de mais de 50 milhões de brasileiros já terem recebido os R$ 600 do auxílio emergencial, ainda tem muita gente que não ganhou o dinheiro ou mesmo não conseguiu se cadastrar. Pensando nelas, a Caixa confirmou o pagamento dos atrasados do auxílio emergencial.

Isso quer dizer que a pessoa que tem direito ao benefício ainda receberá as três parcelas previstas do auxílio emergencial. O primeiro pagamento começou a ser feito em abril e o segundo será pago durante o mês de maio.

O trabalhador informal que solicitar o dinheiro mesmo após o pagamento da última parcela, irá receber os valores acumulados. Como a lei do auxílio foi promulgada oficialmente no Diário Oficial da União no dia 02 de abril, o prazo final para pedir o benefício vai até 02 de julho.

Ao contrário de outros pagamentos feitos pelo banco, o auxílio emergencial não irá ter correção monetária dos valores. Portanto, o indivíduo receberá o valor integral, sem alterações.

É preciso lembrar que depois de solicitar o benefício, é possível verificar o andamento do processo pelo telefone 111 ou pelo aplicativo oficial da Caixa Econômica Federal. O Concursos no Brasil possui matérias completas sobre como pedir o auxílio emergencial e também como fazer o saque nas agências da Caixa.

Novo horário de atendimento da Caixa

Foi anunciado que a partir de hoje (04/05), os horários de atendimento do banco foram estendidos. Agora, a Caixa funcionará das 08h às 14h. O objetivo é agilizar o atendimento e evitar aglomerações de pessoas em longas filas.

Auxílio emergencial

Por causa da pandemia do novo coronavírus, foi aprovado um auxílio emergencial de R$ 600,00 para milhões de brasileiros. Entre eles estão desempregados, trabalhadores autônomos, sem renda fixa, informais e microempreendedores individuais brasileiros. Também estão inclusos participantes de programas como o Bolsa Família.

Os repassem serão feitos por três meses, sendo que não há previsão de renovação ou mesmo extensão do programa.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »