Caixa define novas datas de saques do auxílio emergencial

Calendário de saque do auxílio emergencial em espécie e do crédito automático foi divulgado, sendo dividido conforme o mês de aniversário dos beneficiários.

Na noite desta segunda-feira (13), a Caixa Econômica Federal liberou o calendário para os saques do auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200. A medida é uma forma de amenizar os danos financeiros gerados pela pandemia de coronavírus às pessoas de baixa renda. Segundo o banco, a retirada do dinheiro em espécie terá início no dia 27 de abril. Enquanto o saque ainda não foi disponibilizado, o pagamento digital já está sendo feito.

O benefício é para trabalhadores autônomos, informais e microempreendedores individuais (MEIs) que perderam ou tiveram sua renda reduzida na crise do coronavírus. Receberão essa ajuda de custo aqueles que estiverem inscritos no CadÚnico, no Bolsa Família ou que fizeram sua solicitação pelo aplicativo do auxílio emergencial criado pelo Governo em parceria com a Caixa.

Calendário de saque do auxílio emergencial

Com o objetivo de evitar aglomeração nas casas lotéricas e nas agências da Caixa, a distribuição do dinheiro será feita de maneira escalonada. Os beneficiários foram divididos de acordo com o mês de aniversário. Assim, as datas para o saque do auxílio emergencial em espécie pelos trabalhadores são:

  • 27 de abril: nascidos em janeiro e fevereiro;
  • 28 de abril: nascidos em março e abril;
  • 29 de abril: nascidos em maio e junho;
  • 30 de abril: nascidos julho e agosto;
  • 4 de maio: nascidos em setembro e outubro;
  • 5 de maio: nascidos em novembro e dezembro.

Pagamento digital do auxílio emergencial

Já na última quinta-feira (9), parte dos inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família, mas possuem conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa receberam a primeira parcela do auxílio de forma automática. Nesta semana, o depósito do dinheiro será feito para o restante desse grupo:

  • Terça-feira (14): nascidos em janeiro e mulheres chefes de família (aquelas que sustentam uma casa e filhos sozinhas);
  • Quarta-feira (15): nascidos em fevereiro, março e abril;
  • Quinta-feira (16): nascidos em maio, junho, julho e agosto;
  • Sexta-feira (17): nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Os beneficiários do Bolsa Família também terão direito ao crédito automático do auxílio emergencial por conta do coronavírus. No entanto, deverão escolher o que compensa mais. Ou seja, se o valor do Bolsa Família for superior ao do novo auxílio, então o valor creditado será do primeiro benefício e vice-versa. Sendo assim, receberão de acordo com o Número de Identificação Social (NIS):

  • Quinta-feira (16): beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é igual a 1;
  • Sexta-feira (17): beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é igual a 2.

A segunda parcela do auxílio emergencial será depositada para:

  • 27 de abril: nascidos em janeiro, fevereiro e março;
  • 28 de abril: nascidos em abril, maio e junho;
  • 29 de abril: nascidos em julho, agosto e setembro;
  • 30 de abril: nascidos em outubro, novembro e dezembro;
  • Últimos 10 dias úteis de maio: beneficiários do Bolsa Família.

Enquanto a terceira parcela será entregue conforme o seguinte calendário:

  • 26 de maio: nascidos em janeiro, fevereiro e março;
  • 27 de maio: nascidos em abril, maio e junho;
  • 28 de maio: nascidos em julho, agosto e setembro;
  • 29 de maio: nascidos em outubro, novembro e dezembro;
  • Últimos 10 dias úteis de junho: beneficiários do Bolsa Família.

Como sacar o auxílio emergencial

Os saques em dinheiro poderão ser feitos nos caixas eletrônicos ou em casas lotéricas sem o uso de um cartão. Então, mesmo quem não possuir conta na Caixa poderá ter acesso à quantia em espécie. O beneficiário precisa acessar o aplicativo Caixa Tem e selecionar a opção de saque quando essa for liberada. Então, é só indicar a quantia que quer obter, gerar o código e apresentá-lo na lotérica ou no caixa eletrônico.

No entanto, a retirada em espécie não é necessária. Esse mesmo aplicativo dá a possibilidade de fazer pagamento de contas e boletos e realizar transferências para outros bancos por 90 dias sem custo. Quem não possui conta em nenhum banco poderá abrir uma poupança social na Caixa de forma automática e gratuita. Assim, o valor do benefício será depositado nessa conta.

Os interessados em receber o auxílio emergencial de R$ 600 precisam ficar atentos aos links oficiais da Caixa Econômica Federal para evitar golpes. Todas as transações serão realizadas pelo banco. Vale ressaltar também que, além desse benefício, o Governo liberou saque do FGTS em até um salário mínimo.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »