Auxílio emergencial: Caixa disponibiliza pagamentos via QR Code

Quem recebe o auxílio emergencial poderá fazer compras utilizando o QR Code. Anúncio foi feito pelo presidente da Caixa.

A Caixa anunciou que quem recebe o auxílio emergencial poderá, a partir de sexta-feira (29), fazer o pagamento em farmácias, supermercados e outros estabelecimentos por meio de QR Code. No caso, basta o interessado utilizar o aplicativo Caixa Tem, o mesmo usado no auxílio emergencial, apontando a câmera do celular para o código referente ao pagamento.

O lançamento oficial da nova opção para pagar contas ocorreu nesta quinta-feira (28) e contou com empresários e autoridades. Foi explicado que o método de pagamento no aplicativo foi desenvolvido em parceria com a Elo. Conforme o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, mais de 3 milhões de estabelecimentos já estão aptos a receberem via QR Code.

A novidade já havia sido antecipada desde o lançamento do Caixa Tem. Além disso, na segunda-feira (25), Pedro Guimarães afirmou que o lançamento do QR Code estava próximo. Na época, ele havia comentado que a ideia era facilitar o uso do auxílio e movimentar o dinheiro. “Isso vai acelerar o uso do dinheiro depositado, reduzir a necessidade de ir nas agências e permitir que dezenas de milhões de brasileiros que nunca tiveram acesso a um cartão, a uma conta de banco, consigam uma cidadania melhor", disse.

O que é o QR Code

O QR Code, também denominado como Código QR, é um tipo de código de barras. A principal diferença é que as barras são unidimensionais, isto é, são lidas em uma única linha. Já o QR Code é bidimensional, sendo levado em consideração a altura e comprimento. Entre as funções deste código está a de se realizar pagamentos.

Na hora de pagar, o quadradinho do QR Code aparecerá na tela da maquinha de cartão. Em seguida, a pessoa que possui o auxílio emergencial precisa abrir o aplicativo Caixa Tem. Depois, selecionar a opção de pagamento por QR Code. Por fim, basta aproximar a câmera do celular perto do código que está na tela da maquinha. Se der certo, uma confirmação de pagamento aparecerá no celular.

Segunda parcela do auxílio em andamento

A Caixa começou a fazer o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial no dia 18 de maio. Quem era inscrito no programa Bolsa Família recebeu primeiro. Para facilitar os pagamentos, o governo criou um calendário. Nele, os beneficiados foram divididos em três grupos: Bolsa Família, Poupança Social e restante das pessoas.

Ao todo, a Caixa irá pagar três parcelas de R$ 600,00. O benefício foi criado como forma de mitigar os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus em uma parcela da população. No caso, a preocupação era com quem se encontra em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

A Caixa havia informado que já pagou mais de R$ 60 bilhões em auxílio emergencial. Os números levam em consideração a soma da primeira e da segunda parcela do benefício. Segundo a instituição, mais de 55,1 milhões de pessoas já receberam o dinheiro.

Conforme o banco, do total pago, R$ 22,8 bilhões foram parar nas mãos dos beneficiários do Bolsa Família, R$ 11,7 bilhões tiveram como destino os inscritos no Cadastro Único e R$ 25,5 bilhões foram para o restante da população que fez o registro pelo site ou por meio do aplicativo do auxílio emergencial.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »