Caixa Tem: usuários reclamam sobre "sumiço" do auxílio emergencial

Novas reclamações sobre o aplicativo Caixa Tem enchem as redes sociais. Dessa vez, os usuários denunciaram o desaparecimento do auxílio emergencial.

Caixa Tem: mão segurando celular aberto no aplicativo Caixa Tem em frente a computador aberto no site do Caixa Tem

Caixa justifica que os erros acontecem por causa dos picos de acesso. - Foto: Concursos no Brasil

Nesta terça-feira (14), novas reclamações acerca do aplicativo Caixa Tem surgiram. Vários clientes relataram nas redes sociais o desaparecimento do FGTS e auxílio emergenciais da plataforma. Também houve denúncias de que problemas de demora e dificuldade de acesso continuam acontecendo. Para chamar a atenção, os internautas usaram as hashtags #CaixaNãoTem e #CaixaTemNãoFunciona para expressar seu descontentamento.

Os novos protestos surgiram porque o banco liberou as opções de saque e transferência do auxílio emergencial para 1,3 milhão de beneficiários. Antes de fazer as transações, os usuários do Caixa Tem devem consultar o saldo em suas contas e só depois o sistema libera as operações. Neste momento, muitos clientes da Caixa notaram o sumiço do dinheiro sem que os próprios tivessem o usado.

O Correio, que estava ajudando no cadastramento do auxílio emergencial, pediu esclarecimentos à Caixa, que justificou as inconsistências do sistema serem causadas por muitos acessos simultâneos. Já em relação ao desaparecimento do FGTS e auxílio emergenciais, o banco disse que havia repassado o problema para a equipe técnica. O governo federal informou que as instabilidades poderiam ser culpa de hackers.

Reclamações anteriores

Desde o início de julho, vários usuários do aplicativo Caixa Tem vêm reclamando de falhas e instabilidades no portal. Alguns dos problemas listados foram:

  • Dificuldade de acessar o aplicativo;
  • Aviso de CPF não cadastrado;
  • Erro na visualização do saldo;
  • Erro no pagamento de contas e boletos;
  • Fila de espera virtual de mais de uma hora.

Sobre isso, a Caixa anunciou mudanças no aplicativo. Segundo o banco, essas intermitências acontecem nos horários de pico de acesso, quando muitas pessoas usam o Caixa Tem ao mesmo tempo. No entanto, a instituição afirmou que promoveu “uma série de melhorias” com o objetivo de “melhor atender a todos os brasileiros”.

Apesar do grande volume de reclamações, a Caixa informou que foram criadas mais de 59 milhões de poupanças digitais pelo aplicativo. Além disso, foram feitos mais de 20 milhões de pagamentos de boletos e 6 milhões de compras utilizando o QR Code. De acordo com dados do banco, cerca de 41 milhões de brasileiros acessam o Caixa Tem regularmente.

Veja também:

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Comentários