Concurso Receita Federal 2012: previsão de mais de 2,2 mil vagas

Haverá oportunidades para o cargo de Auditor Fiscal, tanto de nível médio quanto de nível superior.

No rol dos concursos mais esperados para 2012, o da Receita Federal figura sem dúvida entre os mais aguardados. Cursos preparatórios continuam preenchendo turmas há bastante tempo e gente tem investido alto para alcançar uma das 2.260 possíveis vagas a serem oferecidas. Ainda que não seja este o número exato de vagas, o que já se sabe é que a direção da Secretaria da Receita Federal, em Brasília, confirmou a realização do concurso, devendo as demais informações serem anunciadas até junho deste ano.

Concurso Receita Federal 2012: confira os editais

As oportunidades serão para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRB), tanto de nível médio quanto de nível superior. Há uma carência evidente por esses profissionais em todo o país e é previsível que aconteçam renovações no órgão. Bom para os concurseiros, bom para o Brasil.

Segundo dados da própria instituição, quando é aberto um concurso, tanto para Auditor Fiscal quanto para Analista Tributário da Receita Federal, pelo menos três etapas avaliativas acontecem:

  •  A primeira de provas;
  •  A segunda constituída de programa de formação profissional, relacionado com o cotidiano das atividades a serem exercidas pelo futuro servidor e
  •  A terceira (instituída em 2006), de caráter eminentemente prático, correspondente ao Programa de Capacitação Profissional (PCP), objetivando a complementação dos conhecimentos adquiridos na segunda etapa e a preparação dos servidores recém-nomeados na área para a qual estão sendo designados.

As duas primeiras etapas são executadas pela ESAF - Escola de Administração Fazendária, sob supervisão da Receita Federal.

Sobre a Receita Federal

A Secretaria da Receita Federal do Brasil é um órgão subordinado ao Ministério da Fazenda, que exerce funções essenciais para que o Estado possa cumprir seus objetivos, entre as quais, a administração dos tributos federais, previdenciários, além de outros que incidem sobre o comércio exterior. Atua também na formulação de políticas tributárias para o país e exerce um papel preponderante na prevenção e combate a crimes como sonegação fiscal,  contrabando, pirataria, entre outros.

Compartilhe