Criados mais 400 cargos de Defensor Público em São Paulo

Governador de São Paulo assina lei que cria mais 400 cargos de defensores públicos para o Estado

No dia 13 de dezembro de 2012, o governador Geraldo Alckmin sancionou a lei que cria mais 400 cargos de defensores públicos no Estado ao longo dos próximos quatro anos. Os novos profissionais serão incorporados à Defensora Pública-Geral do Estado ao longo de quatro anos, devendo os primeiros 100 (aprovados no último concurso) serem chamados em fevereiro de 2013. Com os 500 defensores de hoje, mais os próximos 400, serão 900 servidores até 2016.

"Quase dobraremos a defensoria pública do Estado para proteger, para defender, para o acesso à justiça da população mais pobre que não tem recursos para poder ter um advogado pago. Um atendimento gratuito e de qualidade", disse o governador, conforme reportagem do Portal do Governo do Estado.

Sobre a atuação dos defensores do Estado, a Defensora Pública-Geral do Estado, Daniela Sollberger Cembranelli, disse que tais profissionais "estarão pelo Estado inteiro, desbravando as cidades mais pobres, as comarcas mais pobres. Estarão trabalhando nas varas de ação criminal, trabalhando com medidas na vara de infância e juventude, e com execução de medidas socioeducativas".

Aumento dos Quadros Administrativos

Alckmin ainda mencionou um Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa para aumentar os quadros administrativos da Defensoria, juntamente com o novo espaço a ser dado ao povo de São Paulo em 2013. "São quadros de apoio ao trabalho da Defensoria. Na Rua Boa Vista, 150, nós vamos ter o atendimento à população, com 300 lugares sentados, para evitar filas no sol".

Compartilhe