Concurso IBGE: novos editais para o Censo 2021; total de 210.807 vagas

Com as 6.500 vagas recém anunciadas, o concurso IBGE para Censo 2021 passou a contemplar o total de 210.807. Saiba detalhes sobre os cargos em disputa.

Concurso IBGE para Censo 2021: logo do IBGE em fundo desfocado

Os contratos temporários variam entre três meses e um ano. - Foto: Divulgação/IBGE

Além das 204.307 vagas que já anunciadas ao Censo Demográfico, mais quatro editais foram liberados para o concurso IBGE 2021. Estão sendo ofertadas 6.500 novas oportunidades para Agente de Pesquisas por Telefone, Supervisor de Pesquisas, Agente de Pesquisas e Mapeamento, além de Supervisor de Qualidade e Coleta. As bancas Cebraspe e IBFC foram contratadas para organizar os certames.

Concurso IBGE 2021 para Censo: detalhes sobre todas as vagas

Com o anúncio de 6.500 novas vagas, o concurso IBGE 2021 para Censo passou a contar com 210.807 oportunidades temporárias. Confira detalhes sobre os cargos em disputa:

  • Agente de Pesquisas por Telefone (nível médio e um ano de experiência em teleatendimento/telemarketing): 300 vagas para o município do Rio de Janeiro - RJ;
  • Supervisor de Pesquisas (áreas Geral, de Gestão, de Suporte Gerencial e de Tecnologia de Informação e Comunicação): 25 vagas;
  • Agente de Pesquisas e Mapeamento (nível médio): 5.623 vagas;
  • Supervisor de Coleta e Qualidade (nível médio): 552 vagas;
  • Recenseador (nível fundamental): 181.898 vagas;
  • Agente Censitário Municipal – ACM (nível médio): 5.450 vagas;
  • Agente Censitário Supervisor – ACS (nível médio): 16.959 vagas.

Os contratos têm regime temporário, variando entre três meses e um ano. Tudo dependerá do cargo pleiteado pelo candidato.

Concurso IBGE para Censo 2021: remunerações e jornadas

O cargo de Agente Censitário Municipal, com jornadas de 40 horas semanais, contempla remunerações de R$ 2.100,00. Já os classificados no posto de Agente Censitário Supervisor, por sua vez, deverão receber ganhos de R$ 1.700,00 para 40 horas semanais de trabalho.

Enquanto isso, o cargo de Agente de Pesquisa e Mapeamento conta com remunerações de R$ 1.387,50 também em jornadas de 40 horas semanais. Aqueles que se classificarem para as vagas de Recenseador, com jornadas semanais de 25 horas, têm ganhos definidos de acordo com sua produção. É possível realizar os cálculos pelo site do IBGE, informando a localidade do trabalho.

Com jornadas semanais de 30 horas, o cargo de Agente Censitário de Pesquisa por Telefone abrange remunerações R$ 1.345,00. Os candidatos classificados no cargo de Supervisor de Coleta e Qualidade vão receber ganhos de R$ 3.100,00 em jornadas de 40 horas semanais. Por fim, as remunerações para Supervisor Censitário de Pesquisa foram calculadas no valor de R$ 5.100,00.

Como se inscrever?

Os períodos de inscrições variam conforme o cargo escolhido. Para efetuar o procedimento, será necessário acessar o site da banca organizadora (Cebraspe ou IBFC) e seguir os passos indicados. Veja a relação com todas as datas:

  • Agente Censitário Municipal/Supervisor pelo site do Cebraspe: das 10h do dia 19 de fevereiro até 15 de março de 2021 (horário de Brasília);
  • Recenseador pelo site do Cebraspe: das 10h do dia 23 de fevereiro até 19 de março de 2021 (horário de Brasília);
  • Agente de Pesquisa e Mapeamento pelo site do Cebraspe: das 10 horas do dia 11 de março 2021 até 26 de março de 2021 (horário oficial de Brasília/DF);
  • Agente de Pesquisa por Telefone pelo site do Cebraspe: 10 horas do dia 11 de março 2021 até 31 de março de 2021 (horário oficial de Brasília/DF);
  • Supervisor de Coleta e Qualidade pelo site do Cebraspe: 10 horas do dia 11 de março 2021 até 26 de março de 2021 (horário oficial de Brasília/DF);
  • Supervisor de Pesquisa pelo site do IBFC: 10 horas do dia 11 de março 2021 até 31 de março de 2021 (horário oficial de Brasília/DF).

As taxas de pagamento variam de R$ 21,14 a R$ 40,00.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »