Concurso para Guarda Municipal em João Pessoa (PB) é suspenso

Em comunicado, IBFC esclarece que houve empate na primeira posição de 34 candidatos, o que pode indicar uma possível ocorrência de fraude.

O prefeito Luciano Agra suspendeu nesta quinta-feira (12) o concurso para Guarda Civil Municipal. A medida se deu após a Prefeitura de João de Pessoa (PMJP) ter recebido comunicado do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), empresa organizadora do concurso, dando conta da possibilidade de ter havido fraude na prova objetiva da primeira fase do processo seletivo, realizada no último dia 25 de março.

Leia também

O prefeito vai solicitar ao Ministério Público e a Polícia Civil a instauração de procedimento investigativo para constatar ou não a ocorrência de fraude na prova. As demais etapas do concurso só devem ocorrer se for comprovada a lisura no processo seletivo após a conclusão da investigação.

Segundo o comunicado do IBFC, houve um empate na primeira posição de 34 candidatos que apresentaram gabaritos idênticos, com a existência de uma identidade entre as questões assinaladas corretas e incorretas nas provas de todos eles. De acordo com o instituto, a suposta fraude teria ocorrido durante a aplicação da prova quando um candidato, que já havia realizado o teste e sido liberado, repassava as respostas através de ponto eletrônico a outros candidatos, que ainda estavam no local de prova.

O IBFC destaca que, das 34 provas com gabarito idêntico, trinta e duas pertencem a candidatos com local de residência no Estado de Pernambuco, o qual já foi objeto de investigação sobre a potencial existência de uma quadrilha especializada em fraude a concursos públicos, através de ponto eletrônico de comunicação.

No total, se inscreveram no processo seletivo, 13.323 candidatos para concorrer as 250 vagas disponíveis, sendo 10.533 homens concorrendo a 175 vagas e 2.789 mulheres concorrendo a 75 vagas. Segundo o IBFC, os candidatos foram distribuídos em 18 locais de provas na Capital. A avaliação teve questões de múltipla escolha de português, matemática, informática, conhecimentos gerais, sociologia, atualidade e noções básicas de direito. A remuneração do cargo é de R$ 1.400,00 (vencimento e gratificação de atividade de risco), com jornada de trabalho composta por 12 horas de serviço e 36 horas de folga, diurno e/ ou noturno.

Segundo o edital, o prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo, a critério da administração pública municipal, ser prorrogado uma vez por igual período. Outros detalhes sobre o concurso podem ser conferidos através do site do IBFC (www.ibfc.org.br).

As informações são da Prefeitura de João Pessoa.

Compartilhe