Concurso PF: ausência do cargo de Perito é contestada pela APCF

O fato do aval do concurso PF não contemplar o cargo de Perito foi motivo de repúdio por parte da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF).

Após a divulgação da autorização do concurso PF (Polícia Federal), com as informações sobre as vagas que serão ofertadas, o presidente da APCF, Marcos Camargo, repudiou a decisão do governo de não abranger o cargo de Perito. 

O fato foi motivo de contestação por parte da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), em razão da luta da categoria, do início ao fim, para garantir a presença da carreira na próxima seleção.

Para a APCF, realizar um concurso público sem abranger o cargo de Perito contribui para o enfraquecimento do Estado de Direito e o combate à criminalidade.

“A perícia criminal trabalha com base na ciência. Apontamos culpados, mas também inocentes, de forma isenta e equidistante das partes. O déficit de peritos certamente prejudica a instrução do processo penal e a ampla defesa e, assim, o Estado de Direito fica enfraquecido. O concurso para as categorias que compõe a Polícia Federal é fundamental. É lamentável e muito preocupante, contudo, a ausência de vagas para perito criminal federal”, disse em entrevista à Folha Dirigida, Marcos Camargo, presidente da APCF.

Vagas autorizadas no concurso PF

A autorização para realização do novo concurso da Polícia Federal foi publicada por meio de portaria no dia 09 de dezembro de 2020.

O certame é um dos mais aguardados do país e a corporação contará com 1.500 vagas efetivas para os cargos de Agente, Escrivão, Delegado e Papiloscopista. Dessa maneira, a expectativa é de que a banca organizadora seja definida nas próximas semanas!

A Portaria informa que as oportunidades estão divididas entre:

  • Agente de Polícia: 893 vagas;
  • Delegado de Polícia: 123 vagas;
  • Escrivão de Polícia: 400 vagas;
  • Papiloscopista Polícia Federal: 84 vagas.

Com base nos editais anteriores, para concorrer ao cargo de Delegado é necessário ter ensino superior em Direito, além de experiência de três anos para receber remuneração de R$ 23.130,48.

Para concorrer aos demais cargos é necessário ter graduação em qualquer área de formação, sendo previsto o salário inicial de R$ 12.441,26. As contratações serão feitas sob o regime estatutário, com estabilidade.

Concurso Polícia Federal: edital pode sair no primeiro semestre de 2021!

A autorização para o certame estava sendo aguardada há alguns meses, o que acabou acontecendo na última quarta-feira (09/12). Além disso, a publicação divulgada prevê o edital para o primeiro semestre de 2021.  “O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação desta portaria”, informa a portaria. 

Em agosto de 2020 o presidente Jair Bolsonaro havia anunciado que a seleção iria acontecer. “O diretor-geral da Polícia Federal, nós conversamos com o ministro André (Mendonça) da Justiça, conversamos com Paulo Guedes e foram autorizadas, então, a abertura de concurso PF para 2.000 policiais federais”, garantiu.

Anteriormente o concurso previa um número maior de vagas, além de cargos de nível médio.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »