Concurso Polícia Federal: AUTORIZAÇÃO é publicada no Diário Oficial

Concurso Polícia Federal: 1.500 vagas foram oficialmente autorizadas em publicação do Diário Oficial da União. Saiba mais detalhes!

O que faz um Delegado da PF: enquadramento em lateral de viatura da Polícia Federal

Concurso público é autorizado para a PF! - Foto: André Gustavo Stumpf / Flickr

Ótima notícia aos concurseiros! Agora é oficial: saiu a autorização para realização do novo concurso da Polícia Federal, publicada por meio de portaria no dia 09 de dezembro de 2020.

A corporação contará com 1.500 vagas efetivas para os cargos de Agente, Escrivão, Delegado e Papiloscopista. Dessa maneira, a expectativa é de que a banca organizadora seja definida nas próximas semanas!

Art. 4º  O concurso público observará as disposições contidas:

  • I – no Decreto-Lei nº 2.320, de 26 de janeiro de 1987;
  • II – na Lei nº 9.266, de 15 de março de 1996; e
  • III – no Decreto nº 9.739, de 28 de março de 2019.

Vagas definidas para o novo concurso Polícia Federal

De acordo com o aval de autorização, as 1.500 vagas serão distribuídas entre cargos de nível superior, da seguinte maneira:

  • Agente da Polícia Federal: 893 vagas;
  • Escrivão da Polícia Federal: 400 vagas;
  • Delegado da Polícia Federal: 123 vagas;
  • Papiloscopista: 84 vagas.

Concurso Polícia Federal: requisitos e remuneração

Com base em editais passados, para concorrer a uma das vagas no novo concurso da PF, é necessário:

  • Delegado: possuir diploma de bacharel em Direito e a comprovação de três anos de atividade jurídica ou policial;
  • Agente, Papiloscopista e Escrivão: ter curso superior em qualquer área.

A remuneração para os servidores chegou a passar de R$ 22 mil para Delegado e quase R$ 12 mil para os demais cargos.

Quantidade de vagas foi reduzida

A expectativa inicial para concurso Polícia Federal era de que fossem abertas 2.000 novas vagas, inclusive para profissionais de nível médio. Em novembro de 2020, a Folha de São Paulo publicou uma reportagem afirmando que o Ministério da Economia vetaria as duas mil oportunidades do certame. No caso, o concurso Polícia Federal passaria a ter 1.400 vagas

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Boudens, negou que haveria redução e afirmou que as duas mil vagas estariam mantidas. “O que a gente sabe é que os problemas apontados na matéria da Folha já foram sanados há algum tempo e que, depois disso, não foi apontada mais nenhuma dificuldade”, afirmou em nota a assessoria da Fenapef .

Por fim, o documento de autorização, divulgado no DOU, traz 1.500 vagas para o concurso Polícia Federal.

Vagas na área administrativa e de apoio não foram autorizadas

De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, outras 508 vagas já haviam sido solicitadas pela Polícia Federal para provimento por meio de concurso público.

As oportunidades deveriam suprir o déficit de servidores na área administrativa e de apoio (níveis médio e superior), mas não foram autorizada pela Economia. Saiba mais detalhes aqui!

Márcia Andréia
Redatora
Jornalista no Portal Concursos no Brasil, estudou Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduanda em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Dom Alberto.
Atuou na produção da Record Bahia, na assessoria de comunicação da Prefeitura de Correntina - BA, na redação do Jornal do Sudoeste, dentre outras atividades na área de propaganda.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »