Concurso Polícia Federal: Economia não despachou autorização do edital

Concurso Polícia Federal teve Portaria de autorização divulgada no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do Governo Federal.

Concurso Polícia Federal: Economia não despachou autorização do edital, símbolo da PF

Certame é um dos mais aguardados de 2021. - Foto: Wikimedia Commons

O concurso Polícia Federal teve uma autorização divulgada no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do Governo Federal por meio de uma Portaria. No entanto, o Ministério da Economia ainda não despachou oficialmente a autorização do edital.

Além disso, apesar da Portaria constar no SEI, até o dia 09 de dezembro de 2020, não houve nenhuma publicação o Diário Oficial da União sobre a autorização de realização do concurso Polícia Federal.

Demora na autorização

A demora da publicação se tornou alvo de críticas de muitos concurseiros, pois não foi dada uma explicação clara sobre o motivo de o aval ainda não estar presente no Diário Oficial da União. Sabe-se que o ministério da Economia e a Polícia federal já entraram em um acordo para disponibilizar 1,5 mil vagas.

O concurso Polícia Federal foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro em agosto de 2020. "O diretor-geral da Polícia Federal, nós conversamos com o ministro André (Mendonça) da Justiça, conversamos com Paulo Guedes e foram autorizadas, então, a abertura de concurso PF para 2.000 policiais federais”, disse o presidente na época.

De lá para cá, muitas conversas ocorreram e se sabe que os processos burocráticos para a realização do certame estão prontos.

Polícia Federal não precisa do aval da Economia

Na teoria, a autorização de um novo concurso Polícia Federal não precisa passar pelo Ministério da Economia. Mas, na prática, não ocorre desta maneira. Como é um certame muito complexo, que envolve diversos trâmites, há uma participação efetiva do órgão.

De acordo com a Lei, basta a autorização do diretor-geral da Polícia Federal para que o certame seja realizado. No momento, a função é exercida por Rolando Alexandre de Souza. No caso, para que o concurso Polícia Federal seja autorizado, ele deveria publicar uma portaria no Diário Oficial da União (DOU).

Porém, como informado, o Ministério faz parte de alguns processos e precisa dar uma espécie de aviso à PF sobre o orçamento disponível para a realização de um novo certame. Portanto, há o aguardo da publicação da Portaria do SEI no Diário Oficial.

Sobre o concurso Polícia Federal

Com a Portaria disponibilizada no SEI, já é possível confirmar a quantidade de vagas no concurso Polícia Federal:

  • Agente de Polícia: 893 vagas;
  • Delegado de Polícia: 123 vagas;
  • Escrivão de Polícia: 400 vagas;
  • Papiloscopista da Polícia Federal: 84 vagas.
Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »