Concurso Polícia Federal: edital e provas até junho, segundo Fenapef

Um dos mais aguardados, o concurso da Polícia Federal foi autorizado e agora segue para a contratação de banca organizadora. O certame ofertará 1,5 mil vagas.

Concurso Polícia Federal: o que faz um Papiloscopista da PF, viatura da PF

Edital deve sair no primeiro semestre de 2021! - Foto: André Gustavo Stumpf/ Flickr

Portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) autoriza o novo concurso Polícia Federal. De acordo com o documento, a seleção ofertará 1,5 mil vagas para profissionais de nível superior. Agora, o próximo passo será a contratação da banca e o lançamento do edital.

“O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação desta portaria”, informa a portaria. A expectativa é de que o edital seja divulgado no primeiro semestre de 2021.

De acordo com Luis Boudens, presidente da Fenapef, a redução de 2 mil para 1.500 vagas não assusta. Ele revela que este era um dos principais entraves e motivo da demora por parte da equipe econômica em liberar a autorização, garantindo que impacta diretamente na questão orçamentária.

A autorização já pode ser acessada no Diário Oficial da União

Concurso Polícia Federal: edital e provas devem sair até junho de 2021!

O concurso PF já era esperado há alguns meses. Em agosto de 2020, o presidente Jair Bolsonaro havia anunciado que a seleção iria acontecer. “O diretor-geral da Polícia Federal, nós conversamos com o ministro André (Mendonça) da Justiça, conversamos com Paulo Guedes e foram autorizadas, então, a abertura de concurso PF para 2.000 policiais federais”, disse na época.

Segundo ele, o edital sairia ainda em 2020, porém acabou sofrendo alguns atrasos. Inicialmente o concurso estava previsto para ofertar 2 mil vagas em cargos de níveis médio e superior.

A Portaria informa que as oportunidades estão divididas entre:

  • Agente de Polícia: 893 vagas;
  • Delegado de Polícia: 123 vagas;
  • Escrivão de Polícia: 400 vagas;
  • Papiloscopista Polícia Federal: 84 vagas.

Com base nos editais anteriores, o cargo de Delegado requer ensino superior em Direito, além de experiência de três anos para receber remuneração de R$ 23.130,48. Enquanto os outros cargos pedem graduação em qualquer área e preveem salário inicial de R$ 12.441,26. As contratações serão feitas sob o regime estatutário, com estabilidade.

Concurso Polícia Federal: outras vagas não foram autorizadas

De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, outras 508 vagas já haviam sido solicitadas pela Polícia Federal. As oportunidades deveriam suprir o déficit de servidores na área administrativa e de apoio (níveis médio e superior), mas não foram autorizada pela Economia.

As vagas previstas eram para:

  • Administrador: 21 vagas;
  • Arquivista: 08 vagas;
  • Assistente Social: 10 vagas;
  • Bibliotecário: 01 vaga;
  • Contador: 09 vagas;
  • Economista: 03 vagas;
  • Enfermeiro: 03 vagas;
  • Engenheiro: 01 vaga;
  • Estatístico: 04 vagas;
  • Farmacêutico: 01 vaga;
  • Médico: 65 vagas;
  • Nutricionista: 01 vaga;
  • Odontólogo: 11 vagas;
  • Psicólogo: 05 vagas;
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 13 vagas;
  • Técnico em Comunicação Social: 03 vagas;
  • Agente Administrativo (nível médio): 349 vagas.
Márcia Andréia
Redatora
Jornalista no Portal Concursos no Brasil, estudou Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduanda em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Dom Alberto.
Atuou na produção da Record Bahia, na assessoria de comunicação da Prefeitura de Correntina - BA, na redação do Jornal do Sudoeste, dentre outras atividades na área de propaganda.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »